terça-feira, 31 de maio de 2022

Hominis Canidae #144 - Maio (2022​)​.​.​.



Playlist de Destaques do mês atualizada: Spotify | Deezer | Tidal


Tá bem difícil viver nesse mundo. Tem tanta coisa errada acontecendo que tá difícil ter foco em qualquer outra coisa! Uma das poucas coisas que me dá vontade de seguir, é a #musicabr! Sendo assim, chegamos com a nossa coleta de Maio. Com 17 sons crocantes lançados recentemente pelos artistas da música brasileira pra você conhecer, amar, odiar e disseminar (sacai o setlist). Além disso, atualizamos as nossas playlists de "Destaques do Mês" com 30 sons nacionais que ouvimos neste mês que chega ao fim (os links estão acima).

A faixa inédita que abre a nossa mixtape no bandcamp, é o novo single do projeto folk/lo-fi do paulistano Pegasu Silva. "Ricardo Aurelio" é um folk rock lo-fi de primeira linha. segundo o artista: "um som bem experimental com gravação invertida, pandeiro, som de moto, tudo jogado em cima de um violão estranho tentando fazer uso de umas sacadas que gosto de música árabe". Gostamos! Em breve a faixa chega nos streams. Por enquanto, ouça abaixo (ou no bandcamp acima):


A arte de capa deste mês é uma colagem feita pelo multiartista Fábio A., que já figurou por aqui com seu som em diversos projetos como o AjaxFree. Ele falou sobre a influência pro trabalho: "Design baseado no que tínhamos de melhor na década de 1990. David Carson chegou chutando tudo com sua anarquia organizada em seu design gráfico para revistas e outras publices! Inspiração até hoje". Gostamos do resultado e agora o Fábio figura no seleto grupo de artistas que estão no blog com suas músicas e também com capas (de cabeça só lembro de mais 4 pessoas nessa lista). Vale acompanhar o perfil de designs/ colagens dele no instagram!

Agora o de sempre: Essa playlist não deve ser comercializada, apenas disseminada o máximo na internet! A maioria das faixas estão nas playlists que atualizamos mensalmente no spotify, deezer e tidal, mas você pode criar uma playlist no sua plataforma preferida (manda que a gente dissemina!). É só uma maneira de divulgar ainda mais a #musicabr e te trazer algum alento nesse mundo louco em forma de arte!

Continue apoiando os artistas que você gosta, comprando merch e indo aos shows com cautela!

PS: Recife, eu te odeio, mas eu também te amo. Força pra todo mundo e forca pra esses políticos de merda!
Tags:  , , , , , , , , , , ,          

segunda-feira, 30 de maio de 2022

Dieguito Reis - Verão Na Cidade Sem Mar (2022)...




 A espera do primeiro álbum de estúdio de Dieguito Reis, baterista da Vivendo do Ócio, em seu projeto solo, já tem data para acabar: 06 de maio vem ao mundo ‘Verão Na Cidade Sem Mar’, álbum com nove faixas, em todas as plataformas digitais. Mergulhado na onda oitentista da soul e dance music, Dieguito mantém sua música no universo do rap, indie e R&B, com mais embalo e groove do que o normal. A ficha técnica conta com participações especiais de nomes influentes da música indie brasileira, entre eles IZENZÊÊ, Martin Mendonça, Jardim Soma, Lau e Eu, além de Izy Mistura, cantor togolês atualmente morando no Brasil, e mais. O álbum ainda tem Thiago Guerra (Fresno) assinando os arranjos em “O Que Chamam de Amor”, faixa gravada no Estúdio Concha. Outras colaborações interessantes ficam por conta de Aquahertz na produção (exceto faixa-título), Gui Almeida nos arranjos de “Decolagem”, entre outros... Continue Lendo no Garotos de Liverpool

Tags:  , , , , ,          

Redmann - Auto-Retrato Quebrado (2022)...




Com necessidade de externalizar sentimentos e na busca por autoconhecimento, o artista joinvilense Redmann lança Auto-Retrato Quebrado. Em seu primeiro álbum, desbravando contradições mundanas e angústias pessoais em rimas ácidas, a obra é uma viagem pelo universo experimental do artista, que utiliza do hip-hop como laboratório para a sua estética. O álbum é o hip-hop na mais pura essência: samples bem selecionados que se conectam e ambientam a obra, letras que provocam o ouvinte e colaborações certeiras. “Aqui do Brasil, me inspiro em nomes como Makalister, Lessa Gustavo e Paola Rodrigues, sem contar os artistas que participam do disco, que também são referência para mim”, revela o artista. O disco conta com participações de artistas já conhecidos no hip-hop underground brasileiro. Nomes como Nabru e Ogoin (Belo Horizonte), Matheus Coringa (Salvador) e Ieti (Rio de Janeiro), se juntam a SBG e Heloo (Joinville) como colaborações do álbum... Continue Lendo na ReviDigital

Tags:  , ,          

sábado, 28 de maio de 2022

Brasileiro Garantido - Churros Recheado (2022)...

 




Download: Brasileiro Garantido (2022).zip (Ou vá no bandcamp acima)

O direito da comida deveria sempre lhe garantir a hora da sobremesa. Dois anos depois de lançar o disco "Bolinhas de Queijo", o projeto Brasileiro Garantido volta ao 40% Foda/Maneirissimo com "Churros Recheado", assim como EP "Minipizzas", "Churros Recheado" continua a ideia garantida de que as vezes tempo e uma questão musicalmente tao relativa que é tudo um trelêlê de divisões e multiplicações. São 8 faixas onde a 808 é incrível modulada (não no sentido harmônico, mas no sentido de que fatores como nota e duração), os scats são novamente sobre-usados e os acordes... bem... são sempre AQUELES acordes de memória. Mas isso não importa, a sobremesa é sempre doce e a diversão é garantida, se não não seria o brasileiro, seria... português?

Tags:  , , , , ,          

GRINGOS DA SEMANA: Vem conhecer novos sons de 9 países em destaque no post e atualização da nossa playlist semanal cheia de beats e experimentações!


Playlist: Spotify | Deezer | Tidal

Não achei que iria me divertir tanto fazendo esse post de sons gringos, mas a verdade é que tá sendo massa voltar a ter contato com novos artistas de outros lugares e perceber que existem similaridades e diferenças gritantes nas cenas. Segue os destaques desta semana, mas já aviso que a playlist semanal de sons gringos já tá atualizada nos links acima. 20 novos sons do mundo pra vocês conhecerem, talvez pesou pro eletrônico, hein?!

Vale lembrar que também temos uma playlist mensal de "Sons do Mundo", que foi atualizada no primeiro dia desse mês e tá na última semana, com 28 sons de 15 países lançados em Abril (ouça no spot, deezer, tidal ou baixe aqui).

Agora saca os 11 destaques dessa semana que eu acho que vocês deveriam conhecer:

Kind & Kinky Zoo - Swamp! (Álbum/ Suíça)

Kind & Kinky Zoo é um quarteto da cidade de Lausanne, na Suíça. Eles fizeram contato apresentando um som foda, que você ouve na atualização dessa semana da nossa playlist (links acima). O som era deste álbum de 11 faixas, lançado em março deste ano no formato LP (segundo deles). O projeto mistura elementos de experimentação instrumental, jazz, música eletrônica e tem algumas canções com feats de cantores do hip hop, soul, funk dos Estados Unidos e da Europa. É um baita álbum de uma banda muito ativa e cheia de lançamentos em vinil lá no bandcamp. Ouça ai:


very real earthquake machine - uwu00 (Álbum/ Turquia)

O nome do projeto one man band turco entrega um pouco a ideia. A ideia é dar ordem a algum barulho e chamar isso de música. Um terremoto de sons misturados, que às vezes começa no meio, outras começa no fim. Aqui temos um álbum com oito faixas experimentais, eletrônicas, instrumentais, com alguns vocais falados de vez em quando e totalmente barulhentas. Gostamos da ambiência e do caos, vale ouvir:


Mostly George - Giorgio Maserati (Remix) (EP/ Hungria)

Cantor, compositor e produtor de Budapeste, na Hungria. George acaba de lançar um EP de remixes com 6 faixas, cantando em hungaro, misturando trap americano e drill londrino. Ou seja, é uma mistura de elementos modernos do hip hop, com alguma coisa de tradição local do povo do país dele. Tem alguns vícios do estilo, que eu não curto (principalmente o trap), mas os beat de drill são bem bons e achei massa como o hungaro cai bem no flow destes subgêneros modernos de rap e hip hop. Vale ouvir:


Radiophile - Area Above The Curve (EP/ Irlanda)

Radiophile é o projeto do produtor, compositor e vocalista de música eletrônica de Dublin, na Irlanda. Ele acaba de lançar um EP, que no soundcloud tem 3 faixas, mas nos streams tá apenas com 2. O som é instrumental, misturando elementos de música eletrônica e experimentando no glitch, se baseando em ritmos, estruturas harmônicas e melodias que são criadas para fazer você sentir alguma coisa. Ouça ai:



Theo Young - Tales from the Inland Sea (Álbum/ Reino Unido)

Theo é um guitarrista e compositor de Norfolk, no Reino Unido. No final de janeiro deste ano ele lançou este baita álbum com 12 faixas instrumentais, carregado de ótimas guitarras dos mais diferentes timbres, em canções que flertam com jazz, rock instrumental e progressivo. Um som de trilha sonora de filme, bem imersivo, cheio de emoção. Ouça ai:


Death Lens - No Luck (Álbum/ Estados Unidos)

Banda californiana com quase 10 anos de carreira misturando punk, post alguma coisa e hardcore. No Luck é o terceiro álbum cheio da banda, que também tem alguns EPs, o trabalho tem 14 faixas, a maioria delas rápidas, com aquela sujeira garage gostosa de ouvir, ótimas linhas de baixo e guitarras frenéticas. Você lembra da Butcher's Orchestra? Acho que eles seriam mais ou menos assim se ainda existissem (só que melhor), baita som:


Electric High - Walls Fall Down (EP/ Noruega)

Electric High é um quinteto rock de Bergen, na Noruega. Criado em 2020, mas com membros experientes de outras bandas autorais do país. Gostei da ideia de ter dois vocalistas, que combinam bem os vocais em dueto e solo. O EP tem 5 faixas muito bem produzidas, do mais puro rock, com alguma coisa de psicodelia e metal anos 80/90.


Gyazai Gyozo - Mesmerised (EP/ Japão)

Gyazai é um produtor e beatmaker japones que faz uso de sintetizadores e drums machine. Pensei em deixar esse EP de fora, porque na real foi lançado em 2021, mas entrou nos streams essa semana. O trabalho tem 4 faixas bem lo-fis e é uma ótima porta de entrada pros outros trabalhos dele (no bandcamp tem vários EPs e sons que datam de 2002 até hoje em dia). Baita trampo, vale conhecer:


Miss Leading - “Woke” (Clipe/ Nova Zelândia)

Cantora da Nova Zelândia, com herança indiana e escocesa. Toda essa mistura se traduz em música no seu trabalho. É esquisito, é pop, é legal, é um misto de sensações. Ela acabou de lançar o single/clipe para “Woke”, uma canção feita para o movimento Black Live Matters (BLM), com um clipe dela cortando o cabelo num tom poético, saca ai:


Maro ft. Ghostface Killah & Raekwon - “Throwback Boogie” (Video/ Polônia)

Maro Music é o projeto do prolífico DJ, engenheiro de som e produtor polonês Marek Walaszek. Este é o segundo single do novo trabalho dele chamado REJECTS, que sai em breve. O instrumental é pesado, carregado de old school hip hop, boom-bap, muito bem produzido e a faixa conta com o feat do Ghostface Killah e do Raekwon no flow. E ainda saiu com um video massa, saca ai:


Timothy Michael Immen - "The Stars In Your Eyes" (Video/ Estados Unidos)

Timothy é natural de Boston, nos Estados Unidos, mas mora na Coreia do Sul. Ele é um produtor e beatmaker independente e acaba de lançar uma videoarte para seu novo single. “The Stars In Your Eyes" é uma faixa cheia de synth e efeitos, além do uso de elementos bem orientais e coreanos na construção da melodia. Acho que vocês deveriam conhecer:

Tags:  , , , , , , , , ,          

sexta-feira, 27 de maio de 2022

Rafael Tofanelo - Músicas para Acalmar o Coração, Vol. 1 (2022)...




O guitarrista e compositor paulistano Rafael Tofanelo compartilhou com o mundo o primeiro volume de “Músicas Para Acalmar o Coração”, EP instrumental composto durante a pandemia e que marca o início da carreira solo do artista. Rafael Tofanelo já tocou em diversos projetos e atualmente é guitarrista da banda UrucumTrio, projeto instrumental que se destaca na cena independente psicodélica, e onde Rafael explora delays, reverbs e pedais de efeito, fazendo do ruído um aliado. Aqui, em seu primeiro lançamento solo, são os contrastes da calmaria e dos silêncios que o músico usa de adereços, e que lhe conferem destaque. A despretensão do trabalho é seu trunfo: com a dinâmica natural do violão e a sutileza dos sentimentos trabalhados tão intimamente no registro, é como se Rafael recebesse o ouvinte em sua casa, apresentando seus anseios e desejos sem dizer uma palavra, mas contando muito de suas histórias mais particulares que estão retratadas ali na sua maneira de tocar, na sua maneira de se debruçar buscando conforto e refúgio no seu violão, enquanto o resto do mundo está em caos...

Tags:  , , , , , ,          

Andrezza Santos - Eutrópica (2022)...




Foram quase dois anos de trabalho para que Andrezza Santos fosse da concepção à finalização de EUTRÓPICA, o segundo álbum de estúdio da cantora e compositora paulistana-baiana, como ela diz sobre suas raízes na cidade de São Paulo e do destino traçado com o interior da Bahia, origem de sua família e onde reside atualmente. Dividido como uma trilogia, EUTRÓPICA oferece diversas nuances e climas: caótico e pesado, como no primeiro EP Sapopemba, calmo e contemplativo no EP Carranca, solar e dançante no EP final Atlântica. O elo entre as três partes é a simbiose musical de tantos Brasis que coexistem no Brasil e a vasta herança da música nordestina, experimentada por Andrezza através do xote, ciranda, axé, samba de coco e brega funk, sem deixar de fora sua grande inspiração no rock e um dedinho a mais de peso na guitarra... Continue Lendo no Boomerang Music

Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 26 de maio de 2022

Victor Kinjo - Terráqueos (2022)...




Victor Kinjo é cantor, compositor, pesquisador e produtor paulistano de origem shimanchu (povo indígena das Ilhas Ryukyu, Okinawa/Japão). Indicado ao Prêmio da Música Brasileira 2018 como Melhor Cantor Regional pelo seu primeiro disco KINJO (Matraca/YB Music, 2017), em seu novo álbum TERRÁQUEOS, mescla sonoridades e línguas do mundo para refletir sobre um pertencimento planetário. “Existe um ditado shimanchu que diz “icharibaa chode”, somos irmãos quando nos encontramos. Nesses tempos de pandemia, emergência climática e guerra, acredito que precisamos ao mesmo tempo enfrentar as injustiças históricas que se reproduzem no presente e resgatar nossa ancestralidade comum. Afinal, somos todos terráqueos, feitos de terra e água. Não somente os humanos, mas também os bichos, rios, cidades e florestas”. Lançamento da YB Music, o disco começa com uma canção que mistura um poema em tupi do Manifesto Antropofágico, de Oswald de Andrade, com uma canção tradicional em uchinaaguchi, a língua indígena de seus avós (reconhecida pela UNESCO como em risco de desaparecimento)... Continue Lendo na Auge Magazine

Tags:  , , , ,          

Daniel Exposto - Pânico (2022)...




 Novo EP do artista lo-fi carioca Daniel Exposto...

Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 25 de maio de 2022

batata boy & Garbela - Entre Cidades (2022)...




Entre cidades sempre existem outras cidades, com seus interiores, regiões, culturas, seus traços e particularidades. Assim, produzido totalmente a distância, com exceção apenas de um encontro durante os três anos de trocas de arquivos, a união do produtor e multi-instrumentista alagoano Batata Boy com o beatmaker paulista Garbela da forma a uma "beat-tape", ou melhor dizendo; um álbum de beats em variados gêneros realizado em colaboração pelos artistas. Os 11 beats, sendo 1 bônus track, estão disponíveis a partir do dia 10 de maio em todas as plataformas e também em versão física de fitas cassete, em uma parceria dos selos Batata Records, ChillHop Coffie Music e a firma Varias Fita ltda...

Tags:  , , , , , , ,          

Saskia - Quartas (2022)...




Um dos nomes mais interessantes da cena brasileira, Saskia está de volta com um novo EP de inéditas. Em Quartas (2022), trabalho que chega pela Balaclava Records, a cantora, compositora e produtora gaúcha transita por entre estilos de forma sempre provocativa, torta. São canções marcadas pelo permanente cruzamento de ritmos, direcionamento que embala a já conhecida Quarta Trave, revelada há poucas semanas, mas que acaba orientando a experiência do ouvinte durante toda a execução do material.... Continue Lendo no Música Instantânea 

Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 24 de maio de 2022

Bruno Capinan - Tara Rara (2022)...




Bruno Capinan retornou com seu novo álbum, “Tara Rara”, no último dia 13 de maio. Lançado no dia da Abolição da Escravatura, o baiano radicado em Toronto, no Canadá, canta sobre as lutas do povo negro e a força gay desde a época dos seus antepassados até a contemporaneidade. O cantor e compositor apresenta 11 faixas autorais, com a colaboração de Luisão Pereira em “Mafuá”. O projeto conta ainda com o ritimista Marcelo Costa, Bem Gil no violão, uma orquestra de músicos LGBTQIA+, o australiano Adrian Astro Perger e Vivian Kuczynski na produção... Continue Lendo no Papel Pop

Tags:  , , , ,          

A Banda dos Corações Partidos - Canções De Ódio, Ressentimento e Abandono (2022)...




 Oito anos depois de um ótimo pontapé inicial com um álbum homônimo e quatro anos do lançamento do EP Desamor, A Banda dos Corações Partidos retorna aos holofotes com o ótimo segundo disco Canções de Ódio, Ressentimento e Abandono, lançado nesta sexta-feira (6) em todas as plataformas digitais de música. Aqui, o quinteto sergipano desconstrói e dilacera o amor com letras e melodias que acompanham a força do título do trabalho. As composições e o som escancaram as muitas possibilidades do amor visceral, aquele amor íntimo, profundo e desnudo, apartado da aura romântica enquanto um fetiche da sociedade patriarcal... Continue Lendo no Ultraverso

Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 23 de maio de 2022

Teófilo Lima - Lusco Fusco (2022)...





 Lusco-fusco é o momento em que o dia se mistura à noite e a luz não ilumina. Na estrada, durante o lusco-fusco, os faróis não clareiam. As músicas deste projeto são fora da curva do meu trabalho e nasceram neste tenebroso momento de pandemônio mundial - também fora da curva - pelo qual passamos. Expressam temas que permeiam os pensamentos de tantos de nós nesses tempos mais recentes: o incerto, o inseguro, o impreciso, o imprevisto. Mas com fins de liberdade e desafogo, afinal, a arte é aquele sopro de alívio capaz do refrigério e que melhor define um momento social. Este EP é o 4º trabalho autoral de Teófilo Lima e contou com a participação do músico e engenheiro de som Iago Guimarães, que dividiu a produção musical com Levi Nunes. Além de grandes músicos, Luizão Paiva - pianista dos Caymmi, Moraes Moreira, Chico Buarque e outros grandes nomes da MPB - além de ganhador do Grammy, deu brilho a esse Lusco-Fusco... 

Tags:  , , , , ,          

Doralyce - Dádiva (2022)...




“Dádiva” é o nome do terceiro disco da pernambucana Doralyce. — A estética cultural do afrofuturismo elevado à potência sonora da terra efervescente de Pernambuco. Uma dádiva ouvir isso que ecoou nos meus fones de ouvido, é vívido e muitas vezes extremamente visceral. Desde o começo eu já estava entregue a riqueza de sons que englobam toda a construção das músicas. Simplesmente uma revolução de ancestralidade em cada elemento que ali, nas canções, estavam expostos. Com certeza nada foi acidental, para chegar aonde esse disco chegou, demandou estudo. Em versos como “eu renasci, eu sou uma preta livre!”, Doralyce reforça a herança e muita da amefricanidade que Lélia Gonzalez tanto estudou por muitos anos. Expostas em rimas durante boa parte do álbum, as questões cantadas pela artista remetem bem há algumas passagens dos manuscritos de Lélia, como: “Ao reivindicar nossa diferença enquanto mulheres negras, enquanto amefricanas, sabemos bem o quanto trazemos em nós as marcas da exploração econômica e da subordinação racial e sexual. Por isso mesmo, trazemos conosco a marca da libertação de todos e todas. Portanto, nosso lema deve ser: organização já!”... Continue Lendo no Polvo Manco

Tags:  , , , , , , ,          

domingo, 22 de maio de 2022

HC ENTREVISTA: Daniel BIG JESI, beatmaker radicado na Paraíba, fala sobre suas bandas, a função como beatmaker, o #30dias30beats, os sons solos e muito mais

Daniel Big Jesi por Rafael Passos

No segundo episódio em vídeo do HC Entrevista, batemos um papo com o músico, produtor e beatmaker radicado na Paraíba, Daniel BIG JESI. O papo estreia agora no nosso canal no Youtube (se inscreva no canal, que é de graça e você ainda ajuda a gente a engajar).

Em mais de uma hora, Daniel fala sobre sua carreira na música paraibana, na qual integrou bandas como Dalila No Caos, Dalva Suada, Burro Morto e banda Rieg na função de baixista. Com a Burro Morto, criou e inaugurou o estúdio Mutuca, importante espaço de criação da cena paraibana nos último 20 anos. Atualmente, integra junto com Riegulate o BBS Studio, onde produz uma enorme diversidade de artistas da novíssima cena paraibana. Agora, também na função de beatmaker, integra o coletivo Ferve, toca com nomes como Bixarte, Mari Santana, Filosofino (Boa parte dessa galera e dos projetos do Daniel, você acha aqui no blog pra download e em todos os serviços de stream).

Ele também desenvolveu o projeto #30dias30beats, onde todo mês de abril diversos beatmakers do Brasil produzem beats diariamente e postam em suas redes, num exercício de troca, aprendizagem e produção musical. Na conversa, falamos também sobre os processos de composição de beats, estilos sonoros e muito mais!! O papo termina sem se despedir, por que começou a chover pesado aqui, mas o que interessa é o conteúdo e acho que vocês vão curtir bastante.

O HC ENTREVISTA em vídeo é um projeto feito na raça, criado por Diego Pessoa, que ainda tá meio verde nesse negocio de entrevista por vídeo, então peguem leve. O programa tem edição, efeitos especiais e vinhetas feitas pelo videomaker paraibano Riegulate.

Se você curtir, nos apoie compartilhando este post nas suas redes, com os amigos, curtindo e comentando no vídeo lá no youtube e interagindo pra mais gente conhecer. Se você quiser apoiar a gente e ajudar a manter a firma produzindo conteúdo, estamos no APOIA.SE.  A partir de R$10 por mês você ajuda nosso blog e nosso selo a se estruturar melhor e produzir mais coisas, além de receber tudo que a gente lança antes de todo mundo! Chega junto clicando aqui!

Saca o programa abaixo, em breve também nas plataformas de stream de podcast (precisa?).Bom programa:

Tags:  , , , , , , , , ,          

sábado, 21 de maio de 2022

GRINGOS DA SEMANA: Uma viagem pelo mundo através da música! Novos álbuns de artistas de Israel, Alemanha, Suécia, Reino Unido, vários clipes e alguns singles. Além de uma playlist recheada...


 Playlist: Spotify | Deezer | Tidal

Chegamos a segunda semana do post com sons do mundo GRINGOS DA SEMANA!  Além do post com 10 destaques, resolvemos também criar PLAYLIST MENSAL (ouça acima) com 20 sons do mundo, que será atualizada todo sábado com este post. Vale lembrar que também temos uma playlist mensal de "Sons do Mundo", que foi atualizada no primeiro dia desse mês com 28 sons de 15 países lançados em Abril (ouça no spot, deezer, tidal ou baixe aqui).

Aqui vão os 11 destaques gringos desta semana que chegaram aos nossos ouvidos pelas plataformas que estamos inseridos ou no nosso mail, uma baita viagem música com artistas de 10 países do mundo entre os selecionados aqui, confira:

Agat - With The Incrowd (Álbum/ Israel) 

Minha ideia era falar de vídeo em animação massa que a artista Agat, de Tel Aviv - Israel,  nos enviou de um som dela em feat com o rapper americano ZeelooperZ, mas aí descobri que a música é do álbum “With The InCrowd”, seu segundo álbum da carreira (tirando o de remixes), lançado em Março deste ano. O álbum tem 10 faixas e por mais que "Wait For Me" faixa do vídeo que falei acima, tem vários outros momentos legais. Primeiro os beats, com alguma coisa de orgânico, lo-fi e slow beats. O Big Jesi trabalharia tranquilamente com ela. Depois tem os vocais com efeito e vários recortes, misturando elementos de música pop, trap, soul e provavelmente alguma coisa da música tradicional do país dela. Então é melhor ouvir o álbum todo e trazemos o link do bandcamp abaixo pra vocês:


I Want Poetry - Solace (EP/ Alemanha)

Duo de Dresden, na Alemanha, eles acabaram de lançar um EP chamado "Solace", com 5 músicos que passeiam por diversas sonoridades que podem ser explicadas de forma simples como indie pop. Mas o trabalho de piano e beats do Till Moritz, somados ao vocal e a expressão no canto da Tine von Bergen acrescentam algo de psicodelico e estranho na sonoridade do projeto. Trê das 5 músicas tem clipes muito bem feitos, um trabalho com esmero, que você vê e ouve no EP embebido abaixo:


Lucid Ness - "A green sky" (Single/ EUA)

Pelo que entendi, Lucid Ness é um projeto de música eletrônica e instrumental lo-fi. “A Green Sky” é o segundo de sete sons em homenagem ao céu. Segundo a galera: “A intenção dessa música era criar uma espécie de experiência de montanha-russa, com 2 minutos de subida lenta e depois 1 minuto de queda livre e loucura”, e eles foram bem eficientes, ouça ai:


Rosk - “Fell In Love With A Mermaid” (Single/ México) 

Rosk é o projeto da compositora mexicana de trilhas para cinema Rosan Sashida, não a banda de Salvador de mesmo nome. Ela acaba de lançar “Fell In Love With A Mermaid”, sexto single do novo álbum que se chamará "Art Collective". O som estranho e meio dark, mistura elementos de synth-pop com arranjos orquestrais com sintetizadores sinistros e guitarras pós-rock um tanto densas. A letra conta a história de uma sereia malvada e vocês podem acompanhar no Lyric Video abaixo:


Blue Amber - Rockland's Workshop (Album/ Reino Unido)

Trio indie folk da cidade de Cardiff, ao sul do País de Gales, no Reino Unido. Eles acabam de lançar "Rockland's Workshop", um álbum de 10 faixas com paisagem sonora nostálgica, totalmente bucólica e cheia de teatralidade. A ideia do trabalho é mostrar uma viagem pelo universo beatnick, com vários cortes e falas de escritores e poetas do movimento. As faixas são concisas, mesmo com alguns momentos de quebra sonora, com elementos de hip hop e alguma psicodelia setentista nos synths e beats. Para uma banda nova, começaram em 2018, é um belo álbum de estreia após um EP e alguns singles. Confira no bandcamp:

 

Less Gravity - "Cloud Adventure" (Single / Finlândia) 

Produtor e beatmaker lo-fi, é assim que se define a mente por trás desse projeto instrumental de beats de baixa qualidade. “Cloud Adventure” é o som mais recente do projeto, que acaba de ser lançado. Instrumental calmo, com uma guitarra maneira, beats bem colocados, num clipe meio jazzy e imagens que remetem a games e animes. Está é a vibe e o camarada sabe fazer muito bem, ouça ai:


Bjorn Rydhog - New Day Coming (EP/ Suécia) 

O Bjorn já mostrou vários lançamentos nos streams e também tem trabalhos com produção musical. Ontem ele lançou seu terceiro EP, com 5 faixas, e que começa com "Adore Her", uma ótima canção pop cheia de synths e teclados bem bonitos. O EP conta com 3 versões de canções antigas, entre elas a que dá nome ao EP, recheadas de beats e teclas por todos os lados, tudo com a suavidade vocal do artista. Tem uma vibe bem anos 80, saca ai:


about:blank - “Lost Child” (Clipe/ Itália) 

Banda de Bologna, na Itália, formada em 2012 e com 1 álbum lançado. Com riffs de guitarra bem trabalhados e uma bateria bem interessante, a banda faz um rock redondinho, com alguma coisa de psicodelia. “Lost Child” fala sobre os conflitos da primeira fase da vida, estará no novo álbum do quinteto, e vem acompanhada de um clipe bem legal, sacai:


Junko Daydream - "Don’t Go Down" (Clipe/ Canadá)

Esta é uma banda canadense de post Hardcore/ Emo de sadbois de Londres, Ontário. Que segundo os mesmos: "Tocam muito e choram alto!". “Don’t Go Down” foi gravada por Scott Middleton e é bem essa vibe post-hardcore que eles dizem ser entre aspas. A música vem com um clipe que ilustra os sentimentos que as pressões sociais podem causar, saca ai:


Bayku x M.anifest - “Sake Of Money” (Single/ Gana) 

Feat pesado dos artistas africanos, a canção anuncia o retorno e primeiro lançamento do Bayku neste ano. Mistura elementos de afrobeat, hip hop, principalmente no flow do M.anifest em meio a beats com boas trocas entre as partes da música, que é um som pesado e pop, pra elevar o tom e estourar caixas de som, ouça ai:


Fior - “YOYO” (Clipe/ EUA)

Diretamente de Miami, na Flórida, Estados Unidos. Fior é uma das estrelas teens da nova geração pop americana da qual eu nunca tinha ouvido falar. Ela acaba de lançar seu novo single “YOYO”, um baita hit pop, com elementos bem anos  2000. É bem Britney, bem feito, ótimo refrão, alguns elementos de bandas pop rock da época também, além do carisma da cantora, não tinha como dar ruim, veja o clipe:

Tags:  , , , , , , , , , , ,          

Julia Baumfeld - Turva (2022)...




Download: Turva (2022).zip (Ou Vá no bandcamp acima)

Julia Baumfeld lança seu primeiro álbum musical "Turva". Julia é multiartista, seu trabalho transita por diversos universos artísticos dentre as Artes Visuais, Cinema e Música. Em seu álbum solo "Turva", Julia experimenta pela primeira vez composições com base em guitarras e cria músicas de expressão minimal e carga afetiva. As dez faixas do álbum apresentam um conjunto de gestos sonoros sutis que se ampliam a sensações emotivas profundas. O álbum  transporta o ouvinte a suspiros internos, que Julia acessa através de seus próprios suspiros, e das melodias que desenha quase como se fosse, realmente, no ar. É o ar, aliás, que parece nos conectar diretamente com o sentimento do álbum; o de algo grande, que se perde ou se dilui em vento (a fantasia, o sonho, o ar da perda). Ar de vento, ar de suspiro, ar de respiração. Julia mistura sua voz aos incríveis timbres de guitarra, em ambiências de um lugar muito particular e suave. Suave, mas nunca frágil. A força dos versos, melodias e canções de Julia em Turva é intensa, e nos convida a viajar pelo ar, e pelos intensos movimentos que a artista parece criar, deixando rastros marcantes, mas à princípio, indetectáveis. Com a sutileza de um suspiro, Julia produz a força sentimental de um furacão. Julia Baumfeld produziu e gravou o álbum sozinha em sua casa ao longo do mês de Outubro de 2021. O processo envolveu principalmente composições com guitarra e voz. Em uma das faixas há também a presença da bateria e outra de sintetizadores, todos instrumentos tocados por Julia. Apenas duas faixas foram realizadas em parceria, sendo elas: "Neblina" junto da artista e designer Laura Lao, e "Horizonte de eventos" junto ao músico Felipe D'Angelo, integrante da banda "Moons". Felipe também mixou e masterizou as músicas do álbum...

Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 20 de maio de 2022

Criolo - Sobre Viver (2022)...




 Amor e ódio sempre foram encarados como componentes essenciais dentro da obra de Criolo, porém, nunca de maneira tão explícita quanto nas composições de Sobre Viver (2022, Oloko Records). Primeiro trabalho de estúdio do artista paulistano desde o flerte com o samba, em Espiral de Ilusão (2017), o novo álbum estabelece na contrastante combinação entre esses dois elementos um estímulo natural para a construção dos versos. Canções que partem das angústias e experiências pessoais vividas pelo rapper, como a recente morte da própria irmã, vítima de Covid-19, para mergulhar em um ambiente consumido pela desigualdade, repressão e momentos de maior desespero que caracterizam o atual cenário brasileiro. Com base nessa estrutura, Criolo vai da calmaria ao caos em um ziguezaguear de sensações que traz de volta o mesmo dinamismo expresso nas canções de Nó Na Orelha (2011) e Convoque Seu Buda (2014). Composições que mudam de direção a todo instante, sempre imprevisíveis, produto da boa relação em estúdio com André Laudz e Zé Gonzales, do Tropkillaz, responsáveis pela produção do material. A própria música de abertura do álbum, Diário do Kaos, com suas oscilações e interpretação potente do artista, funciona como uma boa representação de tudo aquilo que o rapper busca desenvolver ao longo da obra... Continue Lendo no Música Instantânea

Tags:  , , ,          

Duo Má Vontade - Indócil (2022)...




 

Duo Má Vontade é Jota Dale na guitarra e Lupa Marques na bateria. Um duo de improvisação livre, que em cada apresentação, toca músicas compostas na hora, criando em cada apresentação um repertorio único e que não mais será ouvido. Os músicos tocam e compõem juntos a mais de 15 anos (Ambos são da Satanique Samba Trio). Essa convivência se mostra no entrosamento do improviso que os dois conseguem ao dividir o palco livremente...

Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 19 de maio de 2022

Y3ll, Alamim - Jazzchave (2021)...




O mais novo projeto colaborativo “JAZZ CHAVE” de Y3ll e Alamim chegou nas plataformas digitais no último dia 18 de dezembro de 2021 (sexta-feira). O EP vem com produção do Tempra Palace, gravação, mixagem e masterização do Sloope. Com um vibe totalmente inspirada nos jazz de 1990, Yell e Alamim lançam o EP colaborativo chamado “JazzChave”. Com toda a vivência da Zona Leste de São Paulo, das lutas às conquistas, os artistas trazem uma sonoridade bem diferente, mostrando que música boa não significa exatamente ser mainstream, apesar desse projeto muito merecer esse “patamar”, com uma produção bem estudada e bem feita do Tempra Palace, essa mistura de rap e jazz, mesmo que já “comum”, foi executada com excelência nesse projeto... Continue Lendo no Prusmano

Tags:  , , , ,          

Vitor Araújo - [[ M-II ]] LT’s Post-Studies (2022)...




Desde o último ano, o compositor e pianista pernambucano Vitor Araújo tem convidado diferentes nomes a reinterpretar o material apresentado em Levaguiã Terê – 13º colocado em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Brasileiros de 2016. Para o primeiro volume da série intitulada Mercúrio, o artista contou com a interferência criativa de Thiago Nassif, RAKTA e Hurtmold. O resultado desse processo está na entrega de um repertório deliciosamente provocativo, torto, conceito que volta a se repetir em M-II (2022). Segundo e mais recente volume da série, o trabalho recebe agora nomes Cadu Tenório e Kiko Dinucci, responsáveis por expandir o repertório originalmente lançado por Araújo há seis anos. “Esse projeto tem a proposta caminhar tortuosamente pelas concepções sonoras absolutamente distintas de cada um desses colaboradores, formando assim uma miríade de referências musicais conflituosas entre si – o que espelha de certa forma a ebulição do tempo em que vivemos“, comentou o artista no texto de lançamento do EP... Via Música Instantânea

Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Stereotrilhos - Uma Forma de Sonhar (2022)...




A vida é feita de decisões. E cada uma delas impacta diretamente no nosso dia a dia. Por isso, o autoconhecimento quase sempre corresponde à plenitude. No entanto, para encontrá-lo, é preciso enfrentar uma série de incertezas e inseguranças. Esse é o tema central do álbum de estreia da banda Stereotrilhos, intitulado “Uma Forma de Sonhar”. O disco conta com 10 faixas que flutuam entre a melancolia de um eu-lírico que enfrenta as angústias do início da vida adulta e visão colorida e positivista de quem anseia por dias melhores. O repertório inclui seis singles que a Stereotrilhos liberou ao decorrer do último ano. São eles: Janelas, A Última Música, Invencível, Jornada, Uma Caneta Azul e O Dilema. Desta forma, as canções O Retorno de Saturno, O Quanto Passou, Amanhecerá e Uma Forma de Sonhar completam o setlist. O álbum, de forma geral, atravessa o rock alternativo, a música pop e o indie contemporâneo como um todo. As sessões de gravação ocorreram majoritariamente de forma remota, com captações em home studios... Continue Lendo no Cultura em Peso

Tags:  , , , ,          

Grisa - Caos // Mar Aberto (2022)...




Foi depois do impacto de um salto em alto-mar no arquipélago de Paklinski Otoci, na Croácia, que Giovana Ribeiro Santos, a Grisa, resolveu fazer o seu primeiro EP, “Caos // Mar Aberto” (2022). A cantora, compositora, engenheira acústica, luthier eletrônica e pesquisadora sonora conseguiu neste trabalho, lançado no dia 22 de abril, evoluir como artista e alcançar sonoridades e narrativas densas e complexas, tal qual, realmente, um corpo dentro da imensidão do oceano. No último dia 30, Grisa lançou a versão visual do EP, dirigido por Gustavo de Carvalho e lançado no canal do YouTube da produtora Esconderijo, que potencializa ainda mais as reflexões que “Caos // Mar Aberto” tenta fazer. Buscando sempre inovar – a cantora foi uma das primeiras artistas brasileiras a lançarem música em NFT -, Grisa compôs as faixas pensando em representar fases da maré, da calmaria ao caos, das águas rasas ao mar profundo, comparando esses momentos a sentimentos que experimentamos ao longo da vida. Sobre o processo de criação do EP, Grisa esclarece que o trabalho de composição, gravação e mixagem não aconteceram em uma sequência lógica: “Por vezes eu gravava algum trecho sem planejar onde ele se encaixaria. Durante a mixagem no Ableton eu ‘derretia’ esse som e compunha um novo interlúdio à partir dele”, declara a artista, que também afirma que as vozes foram gravadas em um take, adotando a filosofia do “hic et nunc” (“aqui e agora” em latim)... Continue Lendo no Scream Yell

Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 17 de maio de 2022

Antínoo - O Sol Nasceu Pra Todos_RAVEZITADO (2022)...




Nesta sexta-feira , Antínoo lança o EP “O Sol Nasceu Pra Todos_RAVEZITADO”. O registro traz experimentações do artistas em ritmos eletrônicos em cima das faixas lançadas em 2020 no EP “O Sol Nasceu Pra Todos”. Com participações dos DJ’s Gezender, L_cio, GUILLERRMO e KAKUBO, o artista adiciona camadas nas faixas e cria novas atmosferas com influências de diversos ritmos eletrônicos como house e dance. Além das novas versões das faixas, as músicas ganharam clipes individuais em que são exploradas a linguagem da realidade virtual, criando uma experiência imersiva no universo expandido de “O Sol Nasceu Pra Todos”... Via Virgula

Tags:  , , , ,          

Camarones Orquestra Guitarrística, Manoel Cordeiro - Oh Sorte (2022)...




 O rock do Nordeste com guitarradas da Amazônia é a base do encontro entre Camarones Orquestra Guitarrística e Manoel Cordeiro que deu origem ao já gravado álbum “Oh Sorte”. O disco tem lançamento marcado para esta sexta, 6 de maio, e celebra a união entre os artistas, que aconteceu em 2019 quando embarcaram numa tour pelo Brasil. Juntamente, será disponibilizado um mini-doc que narra a história do encontro entre os artistas e mostra o processo de gravação e lançamento do trabalho que sairá para o público no mesmo dia, no youtube DosolTV. “Para o Camarones, dividir um álbum com o Manoel cordeiro é um dos pontos altos da nossa carreira. Além de parceiros artísticos, somos fãs dele e da sua guitarra amazônica mágica. Esse disco é especial”, comenta Ana Morena, baixista do Camarones... Continue Lendo no Som Você

Tags:  , , , , , , , ,          

segunda-feira, 16 de maio de 2022

Otto - Canicule Sauvage (2022)...




É sempre muito difícil prever qual será a direção seguida por Otto a cada novo trabalho de estúdio. E isso é ótimo. Do diálogo com a produção eletrônica, no introdutório Samba pra Burro (1998), passando pelo romantismo empoeirado que toma conta de Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos (2009) à inusitada costura de ritmos em The Moon 1111 (2012), sobram momentos em que o cantor, compositor e percussionista pernambucano parece testar os próprios limites. Canções que vão de um canto a outro sem necessariamente perder a consistência, como um passeio torto pela mente inquieta do próprio artista. Curioso perceber em Canicule Sauvage (2022, Condom Black), sétimo e mais recente trabalho de estúdio, um álbum que resgata parte desses elementos incorporados pelo artista em mais de três décadas de carreira. Acompanhado pelo produtor Apollo Nove, com quem colaborou nos primeiros registros autorais, Otto costura passado e presente da própria obra sem fazer disso o estímulo para um exercício revisionista ou minimamente nostálgico. Composições que transitam por entre estilos, ritmos e colaboradores de forma sempre atenta, como uma combinação do que há de melhor nas criações do compositor pernambucano... Continue Lendo No Música Instantanea

Tags:  , , , ,          

Maracatech - Não Está Muito Longe (2022)...




 Ele foi originado de um grupo de TCC do curso de produção fonográfica da Belas Artes, mas quis ir além dos muros acadêmicos. Assim, o Maracatech dá o primeiro passo nessa empreitada de desbravar o universo musical brasileiro com Nada Está Muito Longe, seu álbum de estreia. Uma voz desconfortável, tímida e sem jeito surge em meio a uma melodia eletrônica regida por sons agudos imputados por Fel C. O eco é um dos principais elementos na criação do movimento de Homem Do Futuro - Intro, uma faixa que, pela sua arquitetura, ambienta o ouvinte em um misto de cenários que podem ser tanto o inconsciente como um lugar extraterreno ou, ainda, como se estivesse em uma viagem para um tempo futuro. E nessa viagem rumo ao desconhecido futuresco, João Feijão vai inserindo um diálogo explicativo sobre sua própria sociedade, ou aquilo que se espera dela. Uma sociedade que não mais se guia pelo tempo como peça base das rotinas sociais, uma sociedade que não glorifica as figuras midiáticas.... Continue Lendo no Site do Diego Pinheiro

Tags:  , , , , ,          

domingo, 15 de maio de 2022

Marcelo Daki - Ratos EP (2022)...





Primeiro EP do goiano Marcelo Dakí. Todas as faixas foram escritas em Abril de 2022 e transformadas em composição utilizando apenas um smartphone - tanto a captação da voz quanto a criação dos beats foram feitas no BandLab pra Android. São 5 faixas, uma delas instrumental, com duração total de 12 minutos. Os arquivos acompanham um encarte em pdf. Pra quem curte ler muros e fachadas de lojas compulsivamente...

Tags:  , , , , ,          

sábado, 14 de maio de 2022

GRINGOS DA SEMANA: A experimentação do americano Jack Zaferes, a explosão da TheWorst, o clima dark do projeto indiano Glitch Monkey e muito mais...


Seguinte, tem um tempo já que estou procurando maneiras (e usando as redes do nosso blog) pra disseminar alguns sons gringos que recebemos nas plataformas que fomos convidados a participar. Tanto que semana passada, postamos aqui a edição de Abril da nossa playlist mensal de sons do mundo, com 28 novos artistas de 15 países (ouça no spot, deezer ou baixe aqui).

Agora, apresentamos um resumo semanal, no qual apresentaremos alguns sons gringos que chegaram pelas plataformas e curtimos o trabalho. A ideia é esse post aparecer por aqui toda semana, vamos ver se conseguimos!

Jack Zaferes - Ghost (Álbum/ EUA)

 Jack é baixista natural da Filadélfia e em Abril ele fez contato com a gente divulgando o single/clipe de "Amygdala". uma baita canção instrumental feita a partir de formulas moleculares transformadas em sequências poli rítmicas. Passei alguns dias preso na parte percussiva da canção, um dos sons mais interessantes que ouvi esse ano. E agora, no começo de Maio, ele nos apresentou "Ghost", álbum de 7 faixas (na real 5, a primeira é um prologo e a ultima é um epilogo), todo instrumental com forte influencia de musica eletrônica, psicodelia e experimentação avant-garde. Destaques para "Magenta", outra faixa com ótima sequencia de beats mesmo que um pouco mais arrastada, e "Thantophobia", uma canção com ar twinpeaknesco de mistério, eu diria. Se você curte música instrumental, bem trabalhadas, sem pressa e cheio de cadência, vale ouvir o álbum todo, já nos streams e também no bandcamp:


Glitch Monkey - "It Lurks ..." (single/ Índia)

Glitch Monkey é o alias escolhido pelo indiano Jayesh Raikar, criador da letra e das experimentações em loops de "It Lurks". Ele fez a faixa na plataforma Kompoz em colaboração com o australiano Schell Oldham (Vocal) e o espanhol Alfonso PeNa (Teclados e produção). A música tem uma mistura de som ambient, darkwave e metal gótico. "Com It Lurks..., queríamos capturar a essência de um clássico filme de terror (onde o medo é gerado por narrações e cenários ao invés de violência e efeitos especiais)", me explicou Jayesh. Curti o resultado, que você só encontra no soundcloud:


theWorst - "Hurt Forever" (Clipe/ EUA)

"Hurt Forever" é o quarto single do novo álbum do trio de Portland, criado e liderado pela Brooke Binion, que canta muito, em 2016. A faixa conta com a participação do Tony Bevilacqua (The Distillers) e mistura elementos de grunge, shoegaze, punk e muito rock. O twitter deles cita que eles são "...os filhos vivos e gloriosos de Joan Jett e Kurt Kobain" e eu acho que essa é a energia do som realmente. O clipe é massa, a banda vem voando e se você não conhece, deveria conhecer abaixo:


DURCEL HAZE – "Unleashed Confusion" (Clipe/ Áustria/ Hungria/ Alemanha)

Uma mistura de músicos de três países tirando um rock frenético, com elementos de punk e indie/ rock alternativo. Essa é a vibe do novo single da banda europeia. Tem uma áurea hipster divertida, de quem deve encher a lata de cerveja todo final de semana. Confira o clipe ai:


Samn Johnson - Ageless Sea (Álbum/ EUA)

Compositor e professor de Kalamazoo, Michigan, Samn acaba de lançar um álbum com sete faixas, misturando elementos de música eletrônica, rock e música clássica de orquestra. Para além disso, ele faz uso de língua arcaica anglo-saxã, que ninguém fala desde o século XIII/ XIV para cantar em algumas das canções. Tem várias passagens de ambiência sonora bem bonitas e interessantes, deve ser legal num lugar com acústica massa. Saca ai:


Eyal Zusman (ft. Amir Lev) - "חסידה אחת (One Stork)" (Single/ Israel)

Eyal Zusman é um ator, diretor e roteirista que tem se arriscado compondo e lançando canções. Ele contou com a participação de Amir Lev, um guitarrista e produtor com 30 anos de carreira. O resultado da junção dos dois é um som com instrumental massa, alguma coisa de som dos Balcãs e guitarristas do deserto, ao mesmo tempo que uma pegada pop bem interessante. Saca ai:


Noetika - "Sick Fuck" (Single/ EUA)

Tenho poucas informações sobre esse aqui. Noetika é um dj ou produtor de música eletrônica do Colorado, tudo indica que é um projeto novo. Essa canção carregada de dubstep e efeitos eletrônicos foi feita pra comemorar os mil seguidores que ele atingiu no último mês. Me lembrou o eletrônico lo-fi caseiro do Dante Augusto, que lançamos o álbum lá pelo HCREC, com um pezão no dub bass. Tocar essa num role inferninho deve ser lok, saca ai:


Motionsick - "Salvation" (Clipe/ Áustria)

Motionsick é uma banda austríaca de rock psicodélico, tem uns gritos, algo de post-hardcore e talvez até metal. É uma banda nova e estou me baseando em "Salvation", o primeiro single do novo álbum e o inicio de uma trilogia de clipes que será compilada num curta. Ou seja, é uma musica de pouco mais de um minuto, que mostra um pouco da sonoridade, e deixa aberto para o que estar por vir. Sacai:


Cicadia  (feat. Joey Holiday) - "Teeth" (Single/EUA)

Quinteto da cidade de Oklahoma, Estados Unidos, a Cicadia faz um som que mescla elementos de indie rock e post-hardcore. Alternando vocais melódicos com um gutural, que é o feat do Joey, da mesma cidade dos caras. É um som que encaixa bem com aquela cena emo dos anos 2000/2010 e meu eu jovem piraria muito. Hoje eu acho massa também, saca ai:


NYXKISS (feat. Keyawna Nikole) - "Nose Dive" (Video/ EUA)

Pelo que tô entendo nas plataformas que recebo som gringo, existe uma especie de hype na ideia de mistura qualquer estilo com hip hop e rap. O americano NYXKISS, que acredito que seja um projeto de um cara chamado Joshua (as artes são desenhos) vai nessa vibe. "Nose Dive" começa com beats pops que me levaram pros anos 90 e depois misturam diversos outros elementos com emo e hip hop ou beats de rap. A canção ainda conta com a cantora Keyawna dando um gosto pop pra canção e eu queria saber a opinião de vocês, ouçam ai: 


Into The Deep - "Decay" (Video/ Reino Unido)

Eu ia acabar esse post com 10 indicações, mas resolvi pro essa aqui como bonustrack. Banda do norte da Inglaterra, "Decay" é o primeiro som deles em 3 anos. Sim, pararam na pandemia como todo o mundo (não foi só aqui no Brasil). O som é um indie rock bem trabalhado que lembra as bandas da primeira década dos anos 2000 e até alguns sonsbrs que fizeram algum barulho ali entre 2010 e 2015, sacai:

Tags:  , , , , , , , , , , , , , , , , ,