sábado, 14 de dezembro de 2019

Frank Lips - Fuck Frank Lips (2019)...


franklips.bandcamp.com

Download: Fuck Frank Lips (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

Frank Lips é uma bana de indie rock de São Paulo. Este é o primeiro EP deles...
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Bike - Quarto Templo (2019)...





A criativa colisão de ideias que toma forma logo nos primeiros minutos de Divinorum, faixa de abertura de Quarto Templo (2019, Quadrado Mágico), funciona como um indicativo claro do experimentalismo adotado para o quarto álbum de estúdio da banda paulista Bike. São guitarras carregadas de efeitos, ruídos e interferências eletrônicas que sutilmente afastam a banda formada por Julito Cavalcante (voz, guitarra e violões), Diego Xavier (voz, guitarra, baixo e violões) e Daniel Fumega (bateria) do ambiente etéreo detalhado no antecessor Their Shamanic Majesties’ Third Request (2018).Parte dessa propositada mudança de direção vem da escolha do grupo em colaborar com os produtores Apollo 9 (Planet Hemp, Rita Lee) e Renato Cohen, ampliando os limites da obra dentro de estúdio. Exemplo disso está na derradeira Boca do Sol. São pouco mais de seis minutos em que o trio preserva a essência lisérgica do inaugural 1943 (2015), porém, se permite provar de novas possibilidades, mergulhando na mesma psicodelia urgente detalhada pelo Primal Scream em obras como Vanishing Point (1997) e XTRMNTR (2000)... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Dj Caique - Coligações Expressivas 5 (2019)...




Nascido em São Paulo, Caique Benigno mais conhecido pelo nome artístico DJ Caique, iniciou sua carreira no rap como DJ em 2000 e em 2003 começou a fazer seus primeiros beats. Produziu artistas como Projota, Rodrigo Ogi, Rashid, MV Bill, Edi Rock e os norte-americanos Creative Juices Crew, grupo de Nova Iorque do qual faz parte. "Coligações Expressivas" é a mixtape de compilações de sons lançados pelo Dj Caique em parceria com vários rappers, mcs e produtores. O quinto volume conta com as participações de:  Edi Rock, GOG, Mc Guime, Rashid, Luccas Carlos, Pk, Pedro Qualy, Dalsin, Leal, Derek, Deleve, Kamau, Fael, Mz, Mundo Segundo, Maze, Estraca, Vado Más Ki Ás, Nego Max, Kayode, Mr. Dreka, Tubaína, Max B.O., Rodrigo Zin, Markão DMN, Godô, A Firma, Abronca, Zeus, Nairóbi, Nel Sentimentum, H.E., Jamés Ventura, Seiva Roxa, Mascote, Slow da BF, Dory de Oliveira, Daniel Shadow, Arnaldo Tifú, Thestrow, Roko, Rato54, Jiló e Don Gerson...
Tags:  , ,          

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Zé Maholics - Macaco Politizado (2019)...





A banda capixaba Zé Maholics é filosofia de barzinho pra dançar pensando, um som que passeia pelo "Funky Rock Devasso Brasileiro" traz a poesia do cotidiano embalada num groove consistente, que te chama para dançar. O EP "Macaco Politizado" surge com a intenção de descontruir barreiras que impeçam de alcançar nossa verdadeira realização, ja que vivemos em uma sociedade que nos impõe formas de como devemos pensar, sentir e viver...
Tags:  , , , , ,          

Froid & Cynthia Luz - Sol (2019)...



Download: Sol (2019).zip

Chegou às plataformas digitais o novo álbum de Froid e Cynthia Luz, “Sol”. O disco colaborativo entre os artistas discute ideais a respeito do amor, sexo e do calor em todos os sentidos. Todas as faixas tiveram produção por Froid e as gravações realizadas em seu estúdio, ALASKA, com exceção da faixa-título “Sol”, produzida por Mojjo.O álbum conta com a participação de dois instrumentistas, Rafael Cabelo (pianista) e Tom Suassuna (violinista), mixado por Arthur Luna e masterizado pelo norte-americano Vlado Meller. A última faixa do disco “A Ilha” conta com participação especial do grande nome da MPB, Zeca Baleiro... VIA
Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Heitor Vallim - L.O.S.T EP (2019)...




A mudança não foi de uma hora para a outra, mas veio aos poucos, com muita segurança. Heitor Vallim começou sua carreira em 2016, influenciado pelo folk estadunidense e a MPB, e hoje, a sua sonoridade conversa com o soft e o indie rock. Com três faixas, é no EP “L.O.S.T” que Heitor parece se encontrar, usando a arte para ser livre, ser ele mesmo.“O novo EP mostra uma sonoridade completamente diferente dos outros trabalhos. Uma nova maneira de compor também foi adotada, onde experiências pessoais foram deixadas mais de lados e as letras se tornaram mais amplas”, revela Heitor Vallim... VIA
Tags:  , , , , ,          

Jamés Ventura - Espelho (2019)...




Jamés Ventura atingiu mais do que a maturidade em "Espelho". Ele afiou as facas e o foco está muito definido. O novo disco do rapper do condado Glicério-Cambuci é pesado, sujão, dando a real do jeito mais eficiente possível. Com beats azeitados do Pizol, Jamés trouxe toda sua influência gangueira para a cabine. Confira esse mini-doc que eu e Toni Laet fizemos sobre esse mano que trouxe um dos projetos mais especiais do rap nacional em 2019 – e isso quer dizer muito num ano que Emicida, Black Alien, niLL e Coruja lançaram disco.... VIA
Tags:  , ,          

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Lia de Itamaracá - Ciranda Sem Fim (2019)...




Patrimônio cultural pernambucano e brasileiro, a cirandeira Lia de Itamaracá está de volta, aos 75 anos, com o CD Ciranda sem Fim, incrementado por produção eletrônica/manguebit de DJ Dolores e Ana Garcia.“Eu amo a falta/ de silêncio/ do mar/ Odoyá/ na maré cheia/ eu canto/ pra levantar/ na maré seca/ eu deito/ Odoyá”, começa a faixa “Falta de Silêncio”, um canto de trabalho praieiro de grande impacto, composto pela pernambucana Alessandra Leão. O ritmo da ciranda, nos moldes da mitológica “essa ciranda quem me deu foi Lia/ que mora na ilha de Itamaracá”, domina faixas como a marinha “Ciranda sem Fim para Lia”, a climática “Lua Ciranda” e o pot-pourri “Vem pra Cá Morena/ Santa Tereza/ Despedida”. A moderna “Peixe Mulher” (“eu sou menina/ a vida inteira/ estou na beira/ de me jogar”) brinca de ciranda, sem ser ciranda... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Meu Funeral - Tira-Gosto (2019)...




Pulsante e irônico, intenso e satírico, o EP “Tira-Gosto”, da banda Meu Funeral, chega para encerrar 2019 como um retrato desse ano – um caos ao qual somente sobreviveremos com irreverência. O trio entrega seu segundo EP com quatro faixas embaladas por referências do hardcore, punk e ska, mas incorporando também reflexos da música pop nacional – de Papatinho a Baco Exu do Blues, de Anitta a Emicida. Essa mescla de sonoridades já está disponível nas principais plataformas de streaming e chega acompanhada de um vídeo ao vivo para a canção “94“.Meu Funeral é um contrassenso. Por trás do nome macabro, a sonoridade é rápida, instigante, com letras que refletem o caos urbano sem cair em uma narrativa pesada. O peso vem das cordas enérgicas do baixo de Dan Menezes e guitarra nervosa de Pepe, em contraponto ao vocal malemolente do vocalista Lucas Araújo. O resultado são faixas de cerca de dois minutos que refletem sobre a tristeza generalizada (“Ninguém Mais Ouve Ska”), convivendo com diferenças (“94”), mediocridade (no single já revelado “Queimando a Mufa”) e a passividade diante da sociedade atual (“Eu Tô Meio Podre”) – tudo servido com leveza e descontração. Nas músicas do Meu Funeral, os clichês do indie rock se misturam à cadência do reggae, indo de provocações a respeito e empatia...VIA
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Lori - Vênus em Virgem (2019)...




A cantora ítalo-brasileira, Lori traz em seu recém-lançado EP Vênus em Virgem, composições que refletem as incertezas, angústias e descobertas de um jovem. Com cinco faixas, os versos que compõem o trabalho, são resultados das experiências pessoais da cantora, acompanhados por um sonoridade que traz como base a música eletrônica mesclados em sonoridades orgânicas. Trazendo o conceito de criar uma trilha sonora da noite paulista, a cantora também entrega como inspiração a astrologia, evidente pelo título.“Esse é o EP que mostra minha identidade artística e sonora, que me apresenta ao mundo com minhas diversas facetas. Vênus em Virgem é o meu nascimento como artista, mas também como ser humano. Um processo muito pessoal de descoberta, crítica e amadurecimento”, conta Lori... VIA
Tags:  , , , ,          

Amiri - O.N.F.K. (2019)...




Eu, como todos vocês, estava esperando há muito tempo por esse disco do Amiri e, como era de se supor, ele não deixou a desejar. Pelo contrário, poucas vezes eu senti algo parecido ao ouvir um disco pela primeira vez; talvez quando ouvi Ordem de Despejo ou Non Ducor Duco. Para dar vida a essa obra prima Amiri se aliou ao produtor e beatmaker Deryck Cabrera, colaborador de longa data, à cantora Lilly B que imprimiu uma voz linda nos refrãos de Não Mete o Louco e Se eu Morresse Hoje, dois dos pontos altos do disco, e à MUDROI, da qual um dos sócios é o MC, beatmaker, produtor e dono dos meus ouvidos, Parteum. Como resultado dessa parceria ficamos todos nós que ouvimos o disco sorrindo ao mesmo tempo.Algo que precisa ficar claro no início dessa resenha é que em nenhum momento vocês verão uma afirmação minha de que o Amiri lançou o melhor disco do ano, o melhor disco da década ou o melhor disco desde Nó na Orelha. Pra mim, arte não se resume a técnica ou a características mensuráveis que possam servir como parâmetro de comparação entre as obras. Pra mim a arte possui aspectos de identificação, conteúdo e catarse que não são quantificáveis ou comparáveis. Acho que essas classificações, rankings e etc. funcionam bem para produtos, mas para uma obra como essa do Amiri e como tantas outras lançadas esse ano não cabe esse tipo de comparação. Dito isso, ao meu ver O. N. F. K possui três dimensões muito importantes que serão o foco dessa resenha. A primeira é o impacto que essa obra produz nos ouvintes negros, a segunda dimensão é o impacto que ela pode causar na cena de rap atual e a terceira vem no final da resenha... VIA
Tags:  , ,          

domingo, 8 de dezembro de 2019

Born to Freedom - Time to Change (2019)...



Download: Time to Change (2019).zip (ou bote o mail no bandcamp acima)

A banda potiguar de Hardcore Melódico Born To Freedom lançou seu segundo álbum, intitulado Time To Change, no último dia 14 de novembro. O disco conta com 10 músicas e traz como novidade parte das letras compostas em português, coisa inédita para o grupo.As novas músicas retratam em suas letras diversas faces e níveis dos processos políticos que estamos inseridos como, por exemplo, a disputa e a cisão social no período do golpe de 2016 (impeachment), e também questões mais amplas em que esse quadro está inserido como a intensificação da precarização das relações de trabalho e o consequente adoecimento endêmico fruto desses processos. Diálogos sobre a ocupação da cidade e questões existenciais sobre nossa relação com o tempo e com nós mesmos também fazem parte do disco, juntamente com a discussão sobre pós-verdade que tem ganhado tons eleitorais no mundo todo... VIA
Tags:  , , ,          

sábado, 7 de dezembro de 2019

Paquetá - Tropical Noir (2019)...




Download: Tropical Noir (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

"Tropical Noir" é o terceiro EP da banda Paquetá. Essas quatro músicas foram gravadas ao vivo, em oito horas, em um domingo no Tung Studio, por Stenio Zanona, em Porto Alegre/RS. A mixagem e masterização foram realizadas por Jonas Adriano (que toca nas bandas The Completers e Conflito). A arte da capa é obra do nosso guitarrista Daniel Hogrefe. No sábado, dia 7 (ou seja HOJE), tem show de lançamento na Casa Obscura (Rua Garibaldi, 776 - Porto Alegre). O evento inicia às 17h e a entrada é gratuita. Também tocarão EX (Porto Alegre) e Geisterschiff (que fará sua estreia)...
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Gloria Groove - ALEGORIA (2019)...




No dia 12 de novembro, Gloria Groove divulgou seu mais novo EP “Alegoria”, que surgiu com uma baita produção visual e a coroando um dos grandes nomes do pop no Brasil. O material conta com um total de quatro canções.Gloria inicia com a faixa “Mil Grau“, que já no começo faz uma referência à Lady Gaga e um de seus hits. Um pop bem dançante é o segredo da melodia chiclete e agitada, se apoiando também na letra que enaltece presenças que fazem a temperatura subir. Já mostrando a diversidade e extensão do que consegue fazer, na faixa “Magenta Ca$h“, Gloria aposta num som mais trap e desta vez o recado é direto para a turma do “pink money” (artistas que apenas usam a comunidade LGBTQ para conseguir dinheiro)... VIA
Tags:  , , , , ,          

Marina Iris - Voz Bandeira (2019)...




No ano passado, Marina Iris levantou bandeiras em álbum, Rueiras (2018), que pediu passagem para essa cantora carioca já conhecida e prestigiada em rodas de samba do Rio de Janeiro (RJ), cidade onde nasceu há 35 anos.Consciente da veia militante da artista, o carnavalesco Leandro Vieira sugeriu batizar o terceiro álbum de Marina Iris com o título de Voz bandeira. Até porque o engajamento é o mesmo.Em fase de gravação, o disco Voz bandeira – cuja capa terá arte criada por Vieira, carnavalesco campeão da escola de samba Mangueira – vai defender o Brasil de Ágathas, Lecis, Jamelões e Marielles em gravação do samba-enredo História pra ninar gente grande (Tomaz Miranda, Deivid Domênico, Mama, Márcio Bola, Ronie Oliveira, Danilo Firmino e Manu da Cuíca, 2018), clássico instantâneo do gênero que ajudou a Mangueira a ganhar o Carnaval carioca neste ano de 2019... VIA
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Vivian Kuczynski - ictus (2019)...



Download: ictus (2019).zip

Umas das maiores surpresas na música brasileira desde ano, a jovem cantora Vivian Kuczynski, lançou recentemente seu primeiro álbum de inéditas. Intitulado Ictus, o disco sucede o EP Sonder (2017) e conta com a distribuição do selo Balaclava Records. Trazendo canções em português, a cantora e compositora entrega uma abordagem sonora não muito convencional e pouco visto no cenário musical brasileiro, mas que faz todo sentido, além de resultar em uma bela harmonização graças ao timbre marcante da jovem curitibana.Com composições bem pessoais, o disco também encontra espaços para críticas em relação a situação sociopolítica brasileira. O disco contou com a produção de Gustavo Schrimer, responsável por produzir o disco Violeta da banda paulistana Terno Rei, um dos melhores discos lançados este ano... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Gilsons - Várias Queixas (2019)...




A música faz parte da vida dos Gilsons desde que nasceram. José é filho de Gilberto Gil e Francisco e João são netos. A influência familiar foi essencial para a criação do grupo, do qual o nome foi ideia de Preta Gil, mãe de Francisco. Mesclando uma sonoridade que vai de influências da MPB, passando por suas raízes baianas e com uma pitada de swing carioca, por morarem atualmente no Rio de Janeiro, o trio lança o EP “Várias Queixas”. Este é o maior projeto da carreira dos Gilsons, que começou há pouco mais de um ano com apresentações no Rio e São Paulo. O lançamento é pela Fluve, plataforma de distribuição de conteúdo da Som Livre.A partir desta sexta-feira (22), o EP “Várias Queixas” estará disponível em todas as plataformas de música. São ao todo cinco faixas, onde as autorais “Vento Alecrim”, “A Voz” e “Cores e Nomes” são inéditas. As já lançadas “Love Love” (autoral) e “Várias Queixas”, esta uma regravação em homenagem ao Olodum, também fazem parte do projeto. Carregando o nome do EP, a faixa “Várias Queixas” ganha clipe filmado na comunidade carioca da Tijuquinha, protagonizado pelos dançarinos Hiltinho e Jeniffer Dias – confira... VIA
Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Torre - Pág. 72 (2019)...




Como um bebê que balbucia suas primeiras sílabas, torre inicia o disco Pág.72 com a introdução Festa. Sem nenhuma palavra, a faixa mistura vozes para apresentar dois lados do conteúdo do disco: o som de cunho experimental e o conceito da obra. Falando ao Música Pavê por telefone, o vocalista Felipe Castro explicou que Pág.72 propõe apresentar o crescimento do eu-lírico através dos anos na progressão da primeira à última música. “Estava lendo Em Busca do Tempo Perdido (Proust), que fala sobre memória e infância”, conta ele, “e eu já estava passando por esse processo de saudades do Rio de Janeiro, onde nasci, e decidi escrever sobre minha infância a partir de fotos minhas daquela época. Escrevi duas músicas assim, depois pedi fotos de amigos meus e escrevi outras, que deram início ao processo de produção do disco”... VIA
Tags:  , , , , ,          

Rincon Sapiência - Mundo Manicongo: dramas, danças e afroreps (2019)...




As danças africanas são expressões culturais, mas também constituem uma forma única de interagir com o divino e com o metafísico, sendo, assim, um ato de emancipação. Por meio dos movimentos corporais, os africanos se conectam com seus antepassados, com os seus deuses e com a natureza. Existem várias obras musicais obcecadas com o aspecto ritualístico e espiritual da arte africana, como o Ancestral Recall (2019), do Christian Scott. No Brasil, Rincon Sapiência, conhecido também como manicongo, certo!?, entregou um disco que reflete essas questões, de uma maneira bem palatável.Produzido por ele mesmo e gravado no Brasil, em Portugal e em Cabo Verde, seu novo disco é o terceiro de sua safra e sucede o ótimo Galanga Livre (2017). Se em 2017, o rapper impressionou pelo seu flow, agilidade rítmica, letras afiadas e uma liberdade comparável a do Django do filme do Tarantino, o Rincon de 2019 deseja fazer um som mais próximo das referências comuns da periferia, com muito de funk, trap e pagode, além de um caldeirão com referências africanas de primeira linha... VIA
Tags:  , , ,          

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Laso - Magenta (2019)...




Laso é um projeto de Gabriel Lamounier, instrumentista e compositor mineiro, natural de Belo Horizonte, que atua já há anos na cena musical da cidade. Tendo trabalhado em palcos e também com produção em estúdio, o artista acumulou expertise em diversos gêneros musicais, passando por conjuntos de MPB até bandas de metal. Agora, pela primeira vez num projeto de sua autoria,Gabriel lança ‘’Magenta’’, assinando como Laso e trazendo a diversidade de sua carreira junto à participações de diferentes cenas de BH...
Tags:  , , , , ,