sábado, 21 de abril de 2018

Drik Barbosa - Espelho (2018)



Download: Espelho.zip

"“Novata” é um título que não se aplica ao trabalho de Drik Barbosa. Mesmo dona de um reduzido acervo de faixas autorais – como No Corre e 1992 –, sobram composições bem-sucedidas e passagens pelos registros de diferentes representantes do rap nacional. Do esforço como integrante do coletivo Rimas & Melodias, com quem lançou um ótimo disco no último ano, passando pelo encontro com nomes como Nego E. e Emicida, sobram fragmentos e versos capazes de refletir o completo esmero da artista paulistana dentro de estúdio", continue lendo.
Tags:  , ,          

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Lauro Aires - Centropia Vol. 2 (2018)...





Dando sequência a sua turnê pelo Brasil, o músico brasiliense Lauro Aires e o grupo Salto Triplo retornam a capital. O show traz canções do CD Centropia, versões de clássicos da MPB (Caetano, Gil e Ednardo) em arranjos de rock, além de apresentar duas novas músicas do novo disco – já em fase de produção. O grupo já se apresentou no Rio, São Paulo, Goiânia, Florianópolis e Natal.Navegando entre o rock´n roll, o baião, o reggae e MPB, o CD Centropia é, segundo a banda, um retrato da diversidade cultural presente no Distrito Federal. O trabalho está presente em todas as plataformas digitais... VIA
Tags:  , , , ,          

Bike - Their Shamanic Majesties’ Third Request (2018)




"Apesar de ser um campo muito fértil dentro da música brasileira, a banda que opta seguir pelos caminhos da psicodelia encontra um grande desafio. A recente popularização da estética às vezes implica em trazer certos elementos de forma banal e repetida desconsiderando o seu verdadeiro potencial. Felizmente, ainda encontramos corajosos guerreiros que procuram ir cada vez mais a fundo em suas construções lisérgicas, procurando novos significados para as profundas sonoridades que produzem. Entre estes, está BIKE, um conjunto que logo mostrou sua afinidade com a música psicodélica e que, com apenas dois discos, já conseguia expressar sensações únicas para os entusiastas da estética", continue lendo no MonkeyBuzz.
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Palafita - Punhos No Tumulto (2016)...








A banda Palafita foi criada na periferia do Recife, em 2008, no bairro de afogados e durante oito anos, vem procurando mostrar como sua música se relaciona com uma sociedade multifacetada e contraditória, em diversos aspectos, sobretudo econômicos e sociais. Perseguindo os seus objetivos, interagem com outras linguagens, fortalecendo as suas palavras.Misturando Rock e Hip Hop que a Palafita apresenta seu trabalho, fazendo críticas,promovendo ideias de mudança e reflexões sobre a realidade. Com um Rock enérgico e inteligente,a banda contagia e envolve o público, impulsionando-o a reagir, devido ao conteúdo de suas letras. O nome da Palafita advém da resistência histórica e política dos moradores das Palafitas – moradias erguidas por estacas de madeira sob o rio, que são exemplos claros da total capacidade que a população tem em denunciar e resistir...
Tags:  , , ,          

Djonga - O Menino Que Queria Ser Deus (2018)




"Seis dias atrás, quando resolveu postar no Instagram a capa do seu novo disco, Djonga escreveu na legenda que "2017 tinha sido o pior ano da sua vida, e o melhor também". O melhor ano é fácil de entender: seu álbum de estreia, Heresia, ficou entre os melhores lançamentos do rap nacional do ano passado, sua faixa "Olho de Tigre", do projeto Perfil da Pineapple StormTv, foi alçado a hino de resistência negra e, para fechar, ele e o BK’ ainda participaram do último show do Racionais MC’s (que rendeu uma performance memorável de "Vida Loka Parte 2")", continue lendo na VICE.
Tags:  , ,          

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Cordel do Fogo encantado - Viagem ao Coração do Sol (2018)...




Sempre fui apaixonado pela música nordestina moderna, em especial pela cena pernambucana. Desde os primórdios do Manguebeat com Nação Zumbi e Mundo Livre S/A, a sonoridade da região, alinhada ao sotaque, me encanta. O Manguebeat “pariu” uma cena extremamente criativa e diversa. Nomes como OTTO, Sheik Tosado, Mestre Ambrósio e Banda Eddie me pegaram como quem pega alguém pelo pescoço e diz “mermão isso aqui é nordeste! Isso aqui é Pernambuco!”.Essa sonoridade cresceu, evolui e abriu espaço para a geração futura. Mombojó, Comadre Fulozinha, China (em carreira solo), Cidadão Instigado e Academia da Berlinda são alguns exemplos do quão plural é a musicalidade pernambucana. Mas, escrever sobre uma cultura tão rica, com tantas bandas e movimentos, requer uma pesquisa mais aprofundada. Fica pra uma próxima. Hoje, eu preciso falar de uma banda específica: o Cordel do Fogo Encantado.Formada em 1999, na cidade Arcoverde, em Pernambuco, o grupo logo chamou a atenção da grande mídia. Desde então, foram três discos lançados. Letras marcantes, shows vigorosos e uma sonoridade regional extremamente visceral, que unia o simples ao sofisticado, foram mais que suficientes para que Lirinha, Clayton Barros, Emerson Calado, Nego Henrique e Rafa Almeida arrebanhassem uma legião de fãs... VIA
Tags:  , , , ,          

Greedy Apple - Mateus (2018)



Download: Mateus.zip
Tags:  , , ,          

terça-feira, 17 de abril de 2018

Lívio Nascimento - Janeiro (2017)...




O disco Janeiro de Lívio Nascimento vem com 8 músicas autorais, instrumentais brasileira. Que conta com a Produção Musical de Paulo Dantas e participações de Josué Costa, Alexandre Jr, Bruno Moreno, Rogério Farias, Roberto Chinês, Ivan Silva, Flaubert Viana, Paulo Dantas, Ferdinand Melo, Wilderson Nunes, Zauqeuzinho. O Disco foi Masterizado no Orange Estúdio_Mike Soares . A Foto da capa é de Renan Melo e arte de Hélder Fabrício... Leia Entrevista
Tags:  , , , , , ,          

Cabeça em Movimento - 33.3x3 (2018)



Download: 33.3x3.zip

"Grupo de música instrumental experimental formado em 2014 por Alexandre Cruz, Andre Cruz e Flavio Pires, que traz influências musicais diversas".
Tags:  , , , , ,          

domingo, 15 de abril de 2018

Jovelli - Moon (2018)



Download: Moon.zip

"Iniciando o ramo artístico ainda na infância, Jovelli teve a atenção voltada às músicas e estética de videoclipes de artistas que gostava, fatos que acabaram aumentando sua vontade de produzir a própria música. Na pré-adolescência começou a estudar instrumentos como violão e teclado, e depois de um tempo esbarrou em seu primeiro software de produção musical, de lá pra cá vem moldando seus sons como bem entende. Entre as suas inspirações estão o Funk, R&B, Jazz, e tudo que estiver na sua coleção de discos dos anos oitenta e noventa, afinal, é impossível não notar a influência do passado em sua música. Artistas da atualidade também são grandes influências para si, que traz a própria leitura dos estilos atuais em seus lançamentos anteriores. Com o nome presente em diversos blogs e sites como RedBull, Thump, Phouse, DJSound, MusicNonStop; rodando o mundo através dos selos SIX Music, Mindful Music, The Rabbit Hole, XXIII, WCR, NAS & Solta; o proximo passo é levar seu som aos mais diversos tipos de público, prometendo seguir esse objetivo em seus próximos lançamentos".
Tags:  , , ,          

sábado, 14 de abril de 2018

Gus Machado - Cor​.​di​.​lle​.​ra (2018)...




Ao sul da América do Sul, a Cordilheira dos Andes é uma barreira física difícil de vencer. Sua existência talvez explique as diferenças culturais entre o Chile e a Argentina, povos que, não fosse uma espinha de pedra entre eles,  estariam a apenas a poucas centenas de kilômetros de distância. O espanhol pediu emprestado a palavra Cordillera do catalão “cordill”, que por sua vez foi tomada do latim “chorda”. E nessa sucessão de empréstimos (sem nenhuma devolução),ela perde o seu sentido original, que não era o de “fileira de montanhas entrelaçadas”,mas sim o de “cordas” de um instrumento. Atravessar a mesma cordilheira que separa Buenos Aires de Santiago e acudir à minha guitarra foi, ironicamente, a forma que eu encontrei de lidar com algumas das minhas separações. Cor.di.lle.ra não é um disco fácil. Pelo menos, não para mim. É um disco sobre distanciamento, produzido entre três países e quatro cidades (Buenos Aires, Santiago del Chile, São Paulo e Aracaju). São quatro canções que levaram três anos para decantar, gravadas em casa (em mais de uma casa) durante madrugadas, fins de semana de inverno e recessos de fim de ano -pequenos intervalos da minha vida profissional - em meio a mudanças de apartamentos, empregos e pessoas.
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Feito Café - Barbacena EP (2018)...




Após a divulgação do single “Boa Viagem”, Feito Café apresenta seu EP de estreia, “Barbacena”.  O duo formado pelo casal Lê Pacheco e Hugo Oliveira mistura influências indie, pop e folk em canções que conquistam fácil. A ideia do EP veio em uma viagem a Barbacena, quando o casal visitou a casa de amigos, e traz canções que lembram esferas sentimentais dos relacionamentos no cotidiano. “Acredito que existe algo que conecta a maior parte das músicas. Talvez um sentimento, um clima agridoce, algo parecido, que dá liga a esse trabalho. Foi muito normal que, ao termos todos esses ingredientes nas mãos, o próximo passo fosse reunir essas faixas numa mesma embalagem”, explica Hugo.​​.. VIA
Tags:  , , , ,          

SUPERBAD - SUPERBAD (2015)



Download: Superbad.zip

Banda de hardcore punk de Manaus.
Tags:  , ,          

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Cayena - Casulo (2018)...




Em uma mistura harmônica de sons brasileiros, rock psicodélico e cultura popular, o álbum “Casulo” é a primeira obra de Cayena. Com letras marcantes que passam pela emoção e o misticismo, o CD será lançado no dia 13/04 no Teatro Galpão Cine Horto. Gravado na cidade de São João Del Rei no Estúdio Bunker Analog (em um processo 100% analógico), o álbum  conta com 5 faixas inéditas, marcadas por guitarras, percussões, sintetizadores e tons latinos. Para o show, pode-se esperar um espetáculo intimista e delicado que retrata a musicalidade e poesia incorporada no “Casulo”. A banda é composta por Alice Del Picchia (voz), André Souza (guitarra e voz), Bê Moura (bateria e percussão), João Myrrha (teclado e violão) e Lucas “Dorinha” Andrade (baixo e guitarra). O desejo dos músicos é perpetuar e espalhar um novo tipo de música - e de fazer música - que os move e no qual eles acreditem, e que facilmente toca e faz dançar aqueles que os escutam...
Tags:  , , , , ,          

Black Tears of the Fallen - Written On My Gravestone (2018)





Tags:  , , ,          

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Simona Talma - Ficção (2017)...






Lançado no final de 2017, o terceiro disco solo de Simona Talma será apresentado no Sarau Insurgências Poéticas. “Nas oito econômicas faixas que integram os 28 minutos do álbum, a produção de Gabriel Souto chama atenção já na abertura com a popíssima faixa título, com lírico refrão (“Me considero inventora de mim”) digno de tocar em qualquer rádio inteligente do planeta, muito devido aos timbres elegantemente retrôs arquitetados ao longo da faixa…
Tags:  , , , ,          

Lótus Áurea - Principia (2018)




"Primeiro álbum da banda paraense de rock progressivo Lótus Áurea. Principia é baseado na teoria dualista de Platão com seus dois mundos: O mundo sensivel e o mundo das ideias. As músicas contam a história de um personagem desde seu questionamento sobre o que é real, no seu mundo de mentiras, até sua libertação e suas reflexões ao se ver confrontado com novas verdades".
Tags:  , , ,          

terça-feira, 10 de abril de 2018

Juvenil Silva - Suspenso (2018)...




Numa noite de quarta-feira de setembro, enquanto um público seleto assistia à apresentação da sazonal banda Sabiá Sensível no sexto andar do Edifício Pernambuco, era possível ver, da sacada deste prédio que se transformou em ponto de ebulição cultural no centro do Recife, surgir no chão da Avenida Dantas Barreto o verso: “Tudo que tem asas quer voar”. Um prenúncio da campanha que resultaria, meses depois, no lançamento de Suspenso, terceiro álbum autoral de Juvenil Silva. Nome ativo no front e nos bastidores da música independente, sempre inquieto seguidor do lema “faça acontecer”, o músico e produtor pernambucano apresenta agora as canções mais pessoais de sua carreira. Em um repertório de 13 faixas, o sucessor de Desapego (2013) e Super qualquer no meio de lugar nenhum (2014) marca o amadurecimento e a busca pela experimentação estética do artista. Se os trabalhos anteriores foram marcados pelo folk rock psicodélico que o levou a estampar capas dos principais jornais e circular em festivais pelo país, na nova fase, Juvenil investe no balanço grooveado e no convite à dança para compor o repertório. Suspenso vem mais suingado, com influências de ritmos latinos e do brega pernambucano – vistas em uma maior presença das percussões –, sem deixar de lado uma certa “fritação” psicodélica... VIA
Tags:  , , , , ,