domingo, 20 de outubro de 2019

sábado, 19 de outubro de 2019

Cosmonauta Fantasma - Amanhã Vai Ser Pior (2019)...



Download: Amanhã Vai Ser Pior (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

Não tá fácil ser otimista. A gente tenta, mas não tá fácil. O rumo à extrema direita que as eleições de 2018 nos levaram (graças a junho de 2013), de uma forma ou de outra, pega todo mundo, ferra todo mundo, seja na perda de direitos trabalhistas, previdenciários, seja no futuro desgastado por tetos de gastos, parlamento pentecostal, destroçamento de direitos de minorias históricas. É aquela história: se tá ruim pra classe média, imagina pra grande maioria que vive à margem da sociedade. “Amanhã Vai Ser Pior” não é exatamente o que a gente deseja ouvir como conforto. É que se há esperança ela tá bem escondida. O futuro imediato tende a ser sombrio e o Cosmonauta Fantasma, ou Murillo Marques, não tenta de jeito algum tapar sol com a peneira mais à mão. O seu segundo EP, lançado em 22 de setembro de 2019, de maneira independente, trata com amargura do presente e desse não-futuro. Não é futuro que nos agrade, amanhã vai ser pior... VIA
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Loyal Gun - Faux Nostalgia (2019)...




Loyal Gun é uma banda de rock alternativo de São Paulo/SP, criada por Dija Dijones (guitarra/voz) em 2012. A banda atualmente conta também com Marcelo Müller (guitarra/voz), Raffa Ap. (baixo) e Bruno Duarte (bateria). O grupo tem influências de Superchunk, Sunny Day Real Estate, Dinosaur Jr., Superdrag, Hum e Swervedriver, além de bandas brasileiras que cantam em inglês como Pin Ups, Killing Chainsaw, Second Come, Valv, Shed e Mickey Junkies. A banda realizou diversos shows pela Grande São Paulo e lançou 3 singles: Bring Back Your Beat (2015), The Golden Ocean (2015) e Come Back (2017), todos via Howlin’ Records. Em 2019, lança seu primeiro álbum, Faux Nostalgia, resultado de um trabalho de 2 anos em estúdios que propõe, através de letra e música, uma reflexão sobre como vemos agora o que éramos em um tempo não muito distante... VIA
Tags:  , , , , ,          

Tori - ignatia (2019)...




Original da cidade de Aracaju, no Sergipe, o Tori é um projeto de dream pop/rock alternativo comandado pela cantora, compositora e guitarrista Vitória Nogueira. Com um EP de inéditas entregue ao público há três anos, Akoya (2016), o grupo, completo por Júlia Rocha (piano), Beatriz Linhares (baixo), Ricardo Ramos (guitarra) e Alexandre Damasceno (bateria), lançou há poucas semanas o primeiro trabalho de estúdio da carreira, Ignatia (2019). São sete faixas e pouco menos de 30 minutos de duração que refletem o jeito peculiar da artista sergipana em explorar os próprios sentimentos... VIA
Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Esquimós - Bonança (2019)...




Download: Bonança (2019).zip (ou vá no site acima)

Original da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, a Esquimós está de volta com um novo álbum de estúdio. Composto por César Gularte (bateria), Joaquim Mota (baixo, guitarra e voz) e Matheus Costa (guitarra e voz), esse último, hoje ex-integrante da banda, Bonança (2019) mostra uma crueza e melancolia maior em relação ao antecessor, Âncora (2015). Da construção das guitarras à escolha dos temas, cada composição do disco convida o ouvinte a se perder em meio a questões existencialistas e instantes de forte melancolia, conceito que se reflete até a faixa de encerramento do disco.“O primeiro álbum se passa durante uma tempestade, mas a ‘Bonança’ sempre vem com a calmaria e com as reflexões acerca do que ocorreu. Há também de se lidar com as consequências desse acontecimento, com os destroços deixado pela tormenta“, resume o texto de apresentação da obra... VIA
Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Miranda Kassin - Submersa (2019)...




Uma das grandes vozes da noite paulistana está de volta. Sete após seu bom disco de estreia, “Aurora” (2012), Miranda Kassin apresenta “Submersa” (2019), um disco de acento soul que namora baladas enquanto pisca o olho para os ritmos latinos, o hip hop, o R&B e a música pop, e conta com a colaboração de nomes como Fábio Góes, Hélio Flanders, César Lacerda, Felipe Cordeiro, João Erbetta e André Frateschi além da produção de Fabio Pinczowski no Estúdio 12 Dólares, em São Paulo.“Essa é a realização de um desejo profundo de contar histórias que permitam às pessoas se identificarem e se conectarem. O conteúdo lírico chega querendo transportar quem escuta para um universo de frisson e arrebatamento”, explica Miranda no release distribuído para a imprensa. “Falo muito sobre sedução e aquele mergulho em águas profundas… Esse mecanismo primitivo, do encantamento, sempre estará pronto para nos salvar das trevas. É isso! Vamos falar de coisa boa, pelamordedeus?”, deseja... VIA
Tags:  , , ,          

Fritãs - Sobra de Arte (2019)...




Fritãs nasceu ali no extremo oeste do estado de São Paulo, na cidade de Dracena. Junto com a banda, também nasceu o primeiro EP: Sobra de Arte. As músicas trazem um quê de rock nacional dos anos 1980 – não à toa, o quarteto homenageia em seu nome uma das grandes bandas desse período –, mas com uma leveza que se mostra um pouco mais contemporânea.O senso de humor está, além do nome, nas letras e na capa do EP – sem deixar críticas que precisam ser feitas. Fritãs marca o retorno de Diego Scalada ao cenário indie brasileiro – e independente –, depois dos trabalhos lançados com o projeto Onagra Claudique, em 2012 e 2014... VIA
Tags:  , , ,          

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Siamese - Overdose EP (2019)...




O EP Overdose contém 5 faixas, sendo 3 colaborações com artistas  do cenário musical brasileiro contemporâneo.  Aprimorando sua linguagem do Hip Hop Queer, utilizado em seu primeiro EP Som do Grave, Siamese agora explana seus vocais nos estilos R&B, Soul, POP e Rap em composições introspectivas sobre amores, emoções, vivências e sentimentos sem perder sua característica crítica de expressar-se... VIA
Tags:  , , ,          

Def - Sobre os Prédios que Derrubei Tentando Salvar o Dia (Parte 2) (2019)...




Olha aí música nacional de qualidade para você ouvir ainda hoje! A banda carioca Def lançou neste finalzinho de setembro o disco Sobre os Prédios que Derrubei Tentando Salvar o Dia Pt. 2.O disco é continuação de uma narrativa iniciada em 2016 com o EP Sobre os Prédios que Derrubei Tentando Salvar o Dia Pt. 1, e mostra todo o desenvolvimento musical do grupo — a vibe dessa vez, porém, é muito mais positiva... VIA
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Thamires Tannous - Canto-correnteza (2019)...




CANTO-CORRENTEZA é o segundo álbum autoral da cantora Thamires Tannous. O trabalho conta com uma rica mistura das influências de Thamires, que assim como um rio, parte de sua nascente até desembocar em outros rios e mares. Este é o significado que permeia as canções, mostrando as diversas faces da cantora, como suas raízes sul-mato-grossenses, árabes e musicalidades de várias partes do Brasil e do mundo, que foram sendo incorporadas durante 15 anos morando em São Paulo, e também durante viagens e pesquisas realizadas ao longo de sua carreira...
Tags:  , , ,          

Gil Móia - Baile da Chuva (2019)...




Natural de Barcarena, no Pará, e radicado no bairro de Santa Cruz, extrema Zona Oeste do Rio de Janeiro, o cantor e compositor Gil Móia faz uma música que busca uma ponte entre a natureza da Amazônia e as paisagens do subúrbio. Após revelar o single “Areia”, ele apresenta o EP “Baile da Chuva” através do selo Diáspora, já disponível nas principais plataformas de música. Ao longo de seis faixas, Gil Móia constrói amores urbanos, traça caminhos tortuosos de desemboca no mar. Se a jornada do álbum começou pela “Areia”, agora ela toma banho de chuva e cria um panorama mais completo dessa “Belém Bossa”. A sonoridade é guiada pelo violão, mas ganha contornos modernos com o uso de beats eletrônicos, em uma influência direta do lo-fi hip hop na tradicional bossa nova.É esse sub-gênero inventado que dá nome à primeira faixa, “Belém Bossa”. “El Camiño” narra uma andança de volta para o amor, enquanto “Onde você anda?” rememora um relacionamento passado. “Várias noites” anseia pelo retorno daquela que já partiu. “Morena das ondas do mar” se constrói no balanço dos beats eletrônicos e se deixa levar pela maré. Por fim, a já revelada “Areia” ganha tons de MPB e indie rock para dar forma a um antigo causo contado pela bisavó do artista... VIA
Tags:  , , , ,          

domingo, 13 de outubro de 2019

Raquel Stolf - Fora [Do Ar] (2019)...





Registro de áudio com 33 proposições sonoras, acompanhado de coisas avulsas/material impresso (cartões, folheto, encarte)da artista catarinense Raquel Stolf. As 33 proposições sonoras do disco podem ser desdobradas em micro-intervenções, instalações, ações, vídeos, desenhos e outros textos. Relançamento digital...
Tags:  , , ,          

sábado, 12 de outubro de 2019

Ivan Timbó - Remix Album (2019)...



Download: Remix Album (2019).zip (ou bote o mail no bandcamp acima)

O selo SEPASSANDO rec convidou diversos produtores musicais e beatmakers para remixar e criar versões a partir das músicas do álbum homônimo de Ivan Timbó. Com acesso as sessões de gravações em trilhas abertas, os produtores tiveram total liberdade para criar versões originais para as faixas do disco. O resultado desse processo é uma sessão de batidas que transita por vários segmentos da música urbana...
Tags:  , , ,          

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Samico - Samico (2019)...




Primeiro álbum do cantor e compositor pernambucano "Samico" com 11 músicas autorais em parceria com compositores da nova geração musical de pernambuco e participações especiais do cantor e compositor Jam da Silva e da cantora e compositora Franco-Argelina - Mozzaika. Levando o nome do artista pernambucano, o álbum traça um paralelo entre Brasil e Angola através do imaginário coletivo de identidade e de pertencimento. Propondo a leveza como caminho para ultrapassar as barreiras físicas e o imaginário como ponto de reencontro conosco...
Tags:  , , , ,          

d4crvz - O Menino Gabriel (Mixtape) (2019)...




O ambiente do rap nacional é um dos poucos em que a palavra “sujo” significa um elogio. Em uma perspectiva de mercado, que cada vez mais toma conta da arte, a sujeira não é algo bem vindo. A menos que seja aquela “sujeira” meio polida que agrada a um público pseudo-cult, disposto a pagar 100 reais em um ingresso pra um show no Circo Voador. Ofuscada por essa sujeira cenográfica existe a real, intrínseca às condições, ao conteúdo e ao estilo de produção dos beatmakers, produtores e MC’s underground espalhados pelo Brasil, como é o caso do som do D4crvz, que felizmente chegou até mim. Eu conheci o trampo dele através do Danilo, daqui do Oganpazan, um amigo baiano que a internet me deu. O disco chegou em .wav e já me deixou assustado (Manda em mp3 mano, 500 Mb de áudio é foda!). E o mais surpreendente é que o D4crvz é daqui do Rio de Janeiro, da Baixada Fluminense assim como eu, e cola com vários MC’s que eu gosto de ouvir, como o Lessa Gustavo e a Nabru, que participam do disco... VIA
Tags:  , ,          

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

máquinas - O Cão de Toda Noite (2019)...




"O Cão de Toda Noite" é o segundo disco da banda cearense maquinas que saiu em 04 de Outubro desse ano. O sucessor do Lado Turvo, Lugares Inquietos veio pelo selo Mércurio Música também da capital, Fortaleza.Três anos depois do primeiro disco. o grupo viu a necessidade de ressignificar sua sonoridade estreitando laços com outros sons para criar um conceito diferente para esse novo momento.A gente percebe isso logo de cara em Maus Hábitos. Na faixa, o saxofone surge como novidade e logo vira um aliado de peso e recorrente no instrumental se tornando um decoro em meio a parafernália criada pelo maquinas! Corpo Frágil é uma faixa longa cheio de desdobramentos como uma batida pulsante quando os vocais vem à tona, um momento mais inquietante e um surpreendente jazz que acalma o frenesi de minutos antes... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Davi - Ritual (2019)...




Prestes a lançar seu primeiro álbum solo, o cantor Davi divulgou o clipe de seu mais novo single, Ritual. A faixa da título ao próximo projeto do artista, que sairá em setembro... VIA

Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Satanique Samba Trio - Mais Bad (2019)...




Talvez o principal conceito de “Mó Bad” seja a dissolução de um conceito central, pra nos afastar de qualquer eixo “temático”. E, considerando toda a discografia do Satanique Samba Trio, aqui os níveis de desconstrução atingem o ápice criativo.Nos lançamentos anteriores, eles “brincavam” com a música brasileira usando seus próprios estereótipos, mas agora eles abusam também da “massa sonora”, ou seja, com a própria gravação. E essas disparidades das texturas durante o decorrer do EP exibem um conjunto que sai ainda mais da sua zona de conforto bem esquisita. Instiga o ouvinte não só a questionar os processos de produção da música atual, mas também brinca com “estilos” decididamente emergentes nessa última década.Todo esse divertimento não deve afastar a ideia de que há uma forma musical, rígida à sua maneira, por trás da composição do Satanique – o que indica muito a influência de nomes mais “sérios”, até do expressionismo... VIA
Tags:  , , , , ,          

Castello Branco - Sermão (2019)...




Em tempos de caos político, conflitos sentimentais e o inevitável distanciamento entre os indivíduos, Sermão (2019, Independente) nasce como um refúgio. Último registro da trilogia iniciada por Castello Branco em Serviço (2013), o sucessor do minimalista Sintoma (2017) mostra o esforço do cantor e compositor carioca em tratar de cada composição como um componente de acolhimento para o ouvinte. São versos simples, curtos, porém, sempre radiantes, estrutura que se reflete tão logo o álbum tem início, em No Mires Atrás (“Não é nenhuma mágica / É preciso saber prosseguir“), e segue até a faixa de encerramento do disco, em Uma Flecha Para o Futuro (“E no medo / Nada triunfa / Só o amor“). Com produção assinada pelo mineiro Ruben di Souza (Milton Nascimento, Beto Guedes), o trabalho de 11 faixas e pouco mais de 40 minutos de duração segue em uma estrutura crescente, por vezes festiva. Canções montadas a partir de arranjos acústicos, porém, completas pela inserção de sintetizadores, vozes em coro e a percussão sempre destacada, como uma parcial fuga do material entregue no disco anterior. Frações instrumentais que servem de alicerce para a poesia ensolarada do compositor carioca, base para a formação de músicas como Geral Importa. “Estou aqui pra qualquer porra / À beira do abismo / Minha nossa senhora / Geral importa“, canta, apontando o caminho seguido no restante da obra... VIA
Tags:  , , ,          

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Luisa e os alquimistas - Jaguatirica Print (2019)...




O terceiro álbum de Luísa e os Alquimistas, Jaguatirica Print, é uma coleção de hits prontos. E nisso se assemelha ao primeiro disco, Cobra Coral. Mas desta vez, a aura cigana das canções, entoadas até em outras línguas, se concentra nos batidões da urbe nordestina. É menos cosmopolita e mais raiz. É mais sexy e menos nômade. Mas ambos encontram a sintonia da cantautora Luísa e os beats e grooves de seus alquimistas. E mesmo com o regionalismo popular dos rincões nordestinos, escancarado e pairando sob a atmosfera brega-funk, há um passeio constante pelas ruas e ruelas da Jamaica – uma marca presentes nos três discos da banda, inclusive no mais vagaroso e eletrônico Vekanandra (2017), o segundo álbum.“Nesse disco procuramos nos aprofundar na energia sonora dos batidões eletrônicos da música urbana nordestina, conectando isso com um ambiente de experimentação de timbres, arranjos, flows e assuntos que se misturam ao dub, dancehall, reggaeton, rap, zouk, r&b”, disse Luisa.Ela ressaltou ainda a sonoridade embebida de referências ao passado e na busca de climas por vezes retrô e, até mesmo, brega, dos anos oitenta e noventa, também está presente na parte visual do disco... VIA
Tags:  , , , , ,