segunda-feira, 1 de junho de 2020

u7r33m - Vida Bandida (2020)...




Esses pretos vem lá do Calabetão, quebrada de Salcity e foi numa investida nessa favela que descobrimos esse novo grupo da cena soteropolitana. Os manos são muito pesados nas linhas e nas produções, e fazem algo que nos surpreendeu em seu show que conferimos in loco, que é a capacidade de ser criminal, critico pra caralho e ao mesmo tempo fazerem refrões que grudam na mente no mesmo instante em que se ouve. Conseguem também fazer músicas pesadas sobre curtição e os rolês pelas quebradas com autenticidade.Realmente como U7r33m, os caras atropelam em 7 faixas que relatam as vivências e as ideias agrvantes de Grafi MC, Bolado e Dj Fael, ativistas sociais e arte educadores, sendo o Dj Fael um dos dj’s da cena formado pela grande escola do mestre DJ Jarron... Continue Lendo
Tags:  , ,          

Nevi Lunes - Sumidouro (2020)...




Novo álbum do músico e produtor piauiense Levi Nunes, de Parnaíba. Uma mistura de compilação que conta com outros integrantes do coletivo Ultrópico Solar, passando por sonoridades brasileiras e contemporâneas....
Tags:  , , , , ,          

domingo, 31 de maio de 2020

Hominis Canidae - Hominis Canidae #120 - Maio (2020)...




Mais um mês de pandemia chegando ao fim. Com essa mixtape de Maio, chegamos a marca de 10 anos de coletas mensais, em quase 11 anos de blog. São mais de 1300 faixas postas em destaque, quase 1000 artistas de estilos e sotaques diversos. Na nossa #coleta120, temos mais 17 faixas com sonoridade ampla indo de norte a sul do Brasil, inclusive com alguns clássicos que remetem a 50 anos atrás (Sacai o setlist). A faixa inédita que fecha a mix, é o novo single da cantora paulistana Giovanna Moraes. Em "Devaneios", primeiro single do seu novo álbum a ser lançado em junho, tem uma sonoridade interessante, com algumas quebradas de letra e instrumental. A canção foi lançada junto com um clipe feito pela própria cantora, saca ai...

 

 A linda capa foi feita pela artista potiguar Ilanna Thalma, a partir de estudos com uma colmeia. Ela falou um pouco de onde veio a a inspiração:

"A ideia eh dar significado a coisas inúteis, ou chamadas de lixo por aí. Eh receber o signo e passar a diante em qualquer forma. Assemblagens, ready mades, altares, macumba... Seja lá o q for, eu vejo, vc vê. O tempo passa e o inconsciente coletivo nos diz q tá tudo aí! Os símbolos são os mesmos, e a gnt pode se comunicar com o todo... Eh só crer/querer!".

No pack de download aqui do blog, além da capa, também vai a arte original feita por ela. Os processos são tão importantes quanto o baita trampo dela! Então aproveita pra ver os processos, outras artes e acompanhar os trampos da Ilanna clicando neste link!

Essa mixtape não deve ser comercializada, apenas disseminada o máximo possivel na internet. Trata-se de um resumo mensal do blog pra quem nos acompanha. É mais um espaço pra divulgar a música alterna feita nos diversos cantos no Brasil e animar um pouco esse momento conturbado de confinamento no qual estamos vivendo! Os números da pandemia são assustadores e falsos (porque na real são maiores). No país Brasil o covid perde pro governo, que acha que não precisa de ministro da saúde, empata com a policia genocida e racista. As pessoas não aguentam mais ficar em casa, outras nunca nem começaram o isolamento. Essa coletânea tenta ser um alento, não apenas para vocês que irão ouvir, mas pra quem faz também...

Continue ouvindo música, converse com os seus e tente apoiar os artistas que te emocionam!
Tags:  , , , , , , , , , , , , ,          

sábado, 30 de maio de 2020

Férias da Desgraça - Episódio #06: São Paulo (SP) + Curitiba (CWB)...


Uma semana se passou, na nossa websérie, do episódio de Maceió até esse episódio gravado em São Paulo e Curitiba porém na vida real aqui fora são quase dois meses sem um episódio novo. Tenho que confessar que também fui vítima da letargia criativa causada pela quarentena. Eu olhava pra esse material todo e tinha uma hora que nada disso fazia sentido, voltar pra essas imagens de gente feliz se abraçando se esguelando viajando o Brasil pra poder abraçar e tocar seus amigos e pessoas desconhecidas. Mas essas coisas a gente tem que fazer e não fosse por insistência do Diego eu teria enrolado mais um mês.

Eu já tava trabalhando e voltado a morar em SP quando a Desgraça chegou por aqui no dia 11 de janeiro. A noite foi memorável, como todas as vezes que a banda vem pra cá. A gente acabou a noite não sei que horas na frente do Pompeu e Pompeia com todos os amigos e inimigos junto muito louco de sei lá o que na calçada da rua Clélia. Eu já tinha entrado no ritmo da vida normal acabei não metendo o pé na jaca, mesmo porque tinha que encontrar os guris no sábado de manhã e não estava mais acostumado com a estragacera da estrada.

A nossa estadia por Curitiba foi tão rápida que acabou nem rendendo um episódio inteiro, que era o meu plano original. 500km de viagem em um corsa 96 com 3 marmanjo de mais de 1,80 no banco de trás. Chegamos atrasados e esmagados, tanto que perdemos o show de abertura, se é que teve um. Depois do show a gente tomou uma e foi cada um pro seu canto. Eu fiquei na casa da minha amiga Thais (obrigado Thais!!!!) e no domingo a Desgraça foi pro sul e eu voltei pro norte rumo a São Paulo.

Dali mais uma semana eu pegava um vôo pra Floripa, onde a Desgraça ia tocar no Taliesyn Imortal Rock Bar, show esse que eu tava produzindo com a minha banda (Coisa Horrorosa) e amigos da cena de lá. No dia seguinte também ia rolar um show do Vitor Brauer acústico na frente do Tralharia 1 hora antes do show da Francisco El Hombre quase no mesmo lugar. O final de semana prometia mas a gente não sabia ideia do que viria.

Stefano Maccarini


Tags:  , , , ,          

sexta-feira, 29 de maio de 2020

O homem que tinha uma sacola plastica no lugar da cabeça - 23 EP (2019)...



Download: 23 (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

O homem que tinha uma sacola plastica no lugar da cabeça é um projeto de hip hop lo-fi do paranaense Icaro Vieira...
Tags:  , ,          

Corte Aberto - Corte Aberto (2020)...




Mais uma estreia na coluna e dessa vez é a banda Corte Aberto. Ao lançar o EP com o mesmo título, o quinteto paulista escancara a vulnerabilidade em suas seis faixas.Formada por Henri (guitarra e vocal), Guly (sintetizador), Leo Ramires (baixo), Jão (guitarra solo) e Willy (bateria), a banda busca em Corte Aberto sintetizar questões internas, como dores de relacionamento e agonia da metrópole junto com a saudade da família.Com produção assinada por Chuck Hipolitho, o EP também carrega influências densas de grandes artistas nacionais, como Mutantes, O Terno e Arnaldo Baptista, além de uma sonoridade multifacetada e densa... Leia Mais
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Allen Alencar - Esse Não é Um Bom Verão Pra nós (2019)...




Quanto tempo dura um verão? Quantos verões cabem no tempo? E, afinal, o que é o verão? É na quente alta primavera de 2019 que o sergipano radicado na capital paulista Allen Alencar lança seu disco “Esse não é um bom verão pra nós”. Narrativa que começa numa tarde sonolenta e atravessa manhãs, noites, madrugadas “Esse não é um bom verão pra nós” — como toda boa obra poética — encanta! E nos coloca a refletir sobre o tempo e sua passagem dentro e fora de nós.Na primeira parte do disco, Allen pinta o retrato de um verão mais exterior: onde há sóis, céus, ferrugem, muralhas, navalhas, quentes cais. Ali aparecem os biquínis, os hot dogs, um lek lover(!), uma viagem… que pode soar como bad trip ou o mais real realismo: pois é caminho torto que vai dar no chão... Continue Lendo
Tags:  , , ,          

O Bastardo Maldito - O Bastardo Maldito (2020)...




O primeiro EP de O Bastardo Maldito foi feito no confinamento desta praga e em bom português. O álbum é fruto de duas semanas de trampos pela internet do guita Paulo Ratk e do batera Éder Chapolla, com co-produção de Caíque Fermentão e master de Alexandre Capileh. Apesar da distância física, a sonoridade fechadinha mostra que a sintonia e a química da dupla funcionaram, como vocês verão no som.Este é um disco feito no zeitgeist de incerteza, angústia e paranoia que a gente está passando, então jogue fora seus ouvidos de 2019, este é um disco urgente, pra ouvir agora, já. O som é grave, de guita suja, bateria agressiva e pesada, mas a melodia e a letra estão fáceis pra qualquer um entender, porque cada grito é um alarme, tem que ser pra todos, pra abrir os olhos, nem que seja com navalha. Se Chaplin dizia em 1936 que “vós não sois máquinas, homens é que sois”, em 2020 Paulo Ratk tá pedindo pro povo não ser gado, mas gente... Leia Mais
Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Synestesia - M.HO.R.T.E (2020)...




O grupo de Jaguariúna, Synestesia, lançou em janeiro de 2020 seu segundo álbum, o EP M.HO.R.T.E. (Motivação Hostil e Rumo da Tua Existência), com oito faixas. O disco aborda questões políticas e sociais além de fomentar a cena do rap no interior, principalmente na cidade, onde reside o grupo.Formado por Beiço, Leozera e Anauê, o Synestesia sucede seu trabalho de estreia, o EP V.I.D.A. (Viagem Instável Doce e Amarga) com uma continuidade a obra, ou seja, no primeiro projeto abordaram questões sobre o cotidiano e que conduzem a vida, nesse novo álbum não é diferente, as mesmas questões são abordadas, porém com um alerta de que dia que se vive te direciona para a morte, assim a mensagem para viver com sabedoria, se importando com o que realmente é necessário, sem perder tempo com o superficial... Continue Lendo
Tags:  , ,          

Noa Stroeter - Prece (2020)...



Download: Prece (2020).rar

1º álbum autoral de Noa Stroeter. Para apresentar suas composições, o contrabaixista convidou os músicos Daniel D'Alcantara (trompete / flugelhorn), Josué dos Santos (sax / flauta), Marcos Romera (piano / fender rhodes) e Vitor Cabral (bateria). Produzido por Noa e Rodolfo Stroeter, o repertório do álbum mostra a maturidade do músico em obras como Varanda, um bolero à Henri Mancini inspirado na atmosfera boêmia de decadentes bares do centro de SP e "Prece", dedicada a seu pai, que começa com um emotivo solo de contrabaixo à capela e evolui para uma sensível melodia tocada pelos sopros...
Tags:  , , ,          

terça-feira, 26 de maio de 2020

Babalé - Fresta (2020)...




Gravado durante os dias ébrios do carnaval de 2020 e produzido por PV no Netuno Estúdio, em Feira de Santana, Fresta é um trabalho difícil de situar com precisão dentro de um gênero musical específico, o que o torna ao mesmo tempo deliciosamente confuso e interessante. O EP conta com Elder Silva na bateria e percussão. PV assume as guitarras, o bandolim e, nas faixas “Tu pode voar” e “Nibiru”, o baixo. Tem também a participação de Anderson Duarte, baixista da banda de reggae A Cor, nas faixas “A linha do destino” e “Passiflora”. O arranjo instrumental às vezes um pouco agressivo faz contraste com a voz doce de Babalé que tem sempre uma maneira inteligente e sutil para tratar de temas delicados. O violão de Babalé é o eixo estruturador do disco, os outros elementos que o acompanham acrescentam uma bagagem rica e diversa que conversa diretamente com o novo... Continue Lendo
Tags:  , , , ,          

Cronistas - Queda/Ascensão (2020)...




Dificuldade, esperança e superação são palavras resumem o conceito do novo EP que a banda santista Cronistas acabou de lançar. Intitulado ‘Queda/Ascensão’, o trabalho reúne cinco faixas, incluindo os singles “A Porta” e “O Revoar”. A produção é de André Freitas (Bula) e Bruno Pelloni (Cabana Jack). Ambos também assinam a mixagem e a masterização da obra. As gravações ocorreram entre setembro de 2019 e março deste ano no Estúdio Sunshine, em Santos (SP). A arte da capa  foi elaborada pela própria banda, sendo desenvolvida pelo baixista Hiero Bartholo e pelo tecladista Matheus Fernandes – respectivamente responsáveis pela fotografia e edição da imagem.O baterista Vitor Scabbia explica que todo o EP foi construído a partir de um único eu lírico. “Organizamos o setlist seguindo um conceito cronológico através das letras. Por isso, exibimos desde os momentos difíceis até a superação e a percepção do personagem  sobre as coisas positivas da vida”... Leia Mais
Tags:  , , , ,          

segunda-feira, 25 de maio de 2020

INDXXR - NFC (2019)...



Download: NFC (2019).rar

A banda palmense Indxxr lançou seu novo EP Nacionalidades, Formas, Cores (NFC) nas principais plataformas digitais. Antes do lançamento a banda agitou a timeline palmense como todo o suspense sobre o lançamento do novo projeto e uma forte mobilização dos fãs sobre o lançamento. Quase uma semana depois e o novo trabalho do grupo já contabiliza mais de 3mil visualizações no Youtube e grande número de compartilhamento nas demais plataformas digitais.Nacionalidades, Formas e Cores é uma referência subliminar ao ecstasy, que se encontra de várias formas no mercado. O grupo relaciona a droga aos rolês de forma geral, onde têm pessoas de diferentes culturas. Representa também a diversidade de público que a banda conseguiu alcançar em 2019. NFC tem cinco músicas e participação de Beretta em uma delas... Continue Lendo
Tags:  , ,          

Anselmo do São Carlos DJ - QUARENTENA BRUTAL (2020)...




Anselmo Silva, morador do Morro do São Carlos, no Estácio, Rio de Janeiro, cresceu mergulhado no funk. Curtia a obscuridade do estilo no fim dos anos 1980, quando ainda era criança, e tolerou a primeira leva do funk pop, da metade inicial dos anos 1990, que conduziu o som aos lares de classe média. Por volta de 1994, ele já queria ser DJ e produtor, mas seu dia a dia consistia em estudar pela manhã em uma escola que hoje nem existe mais e trabalhar à tarde como borracheiro na oficina da família. Poucos anos depois, o sonho parecia ter sido enterrado, pois a vida cobrava. Se manter vivo era complicado, e não havia tempo para “brincar de artista”. Mas a vontade estava lá, e o amor pela esquizofrenia musical também. No fim da década de 1990, começou a produzir mixagens que tocaram exaustivamente na Rádio Imprensa, do Rio, além de fazer um gigantesco número de bailes na cidade e em municípios da Baixada Fluminense. No início dos anos 2010, começou a se interessar pelo minimalismo e a apreciar a obra de artistas eletrônicos dos anos 1950 e 1960... Continue Lendo
Tags:  , , , ,          

domingo, 24 de maio de 2020

Moacir Santos - Coisas (1965)...




Os primeiros sons que povoaram a infância de Moacir Santos foram os da tradição cultural nordestina, o baião, o dobrado, o choro, o maracatu e o frevo, ouvidos e praticados nas bandas filarmônicas e jazz-bands do Alto Sertão pernambucano, as jézi. A partir da chegada do rádio no Sertão, nos anos 1930, Moacir começa a ouvir também gêneros orquestrais clássicos e populares. Desde criança, ele já demonstrava suas impressionantes habilidades como clarinetista e saxofonista, além de tocar todos os outros instrumentos da banda de música. No Recife, nos anos 1940, foi apresentado como “O saxofonista negro” no programa Vitrine, de Antônio Maria e José Renato, da Rádio Clube de Pernambuco. Foi também o efervescente ambiente do rádio que o acolheu no início de sua vida profissional, na Rádio Tabajara, na Paraíba, e depois no Rio de Janeiro, na Rádio Nacional, ainda na década de 1940. Ali, entre os grandes maestros arranjadores de ascendência europeia, como Radamés Gnattali e Lyrio Panicalli, Moacir Santos compreendeu que novas dimensões da música poderiam surgir para si próprio. Foi então que criou um sistema multidisciplinar para o aprendizado de harmonia, contraponto, orquestração, fuga e estilo, estudando simultaneamente com vários professores... Continue Lendo
Tags:  , , ,          

sábado, 23 de maio de 2020

Boogarins - #fefel2020 (2020)...





“É um lançamento da banda, mas é só meu… mas é da banda também (risos)” brinca Raphael Vaz, da banda Boogarins sobre o recém-lançado compacto #Fefel2020. Lançado para streaming e download no site do grupo (e em breve em vinil), o single traz duas faixas em versão demo compostas, interpretadas e gravadas pelo próprio Raphael – o Fefel do título.“De vez em quando, acontece isso, alguém faz uma demo que a gente não grava, mas depois ouve de novo e gosta do jeito que ela é”, contou ele ao Música Pavê por telefone, “a gente até pensa ‘será que se a banda estragasse ficaria melhor ou pior?’ (risos). A gente sempre tem muita música pra gravar, e também faz músicas na hora. Essas duas estavam lá paradas, junto a outras que vão sair em um disco nesse ano ainda, apesar das catástrofes, que é um álbum de outtakes. Como já tinha essas duas, que eu tinha feito sozinho, a galera curtiu essa ideia e já quis fazer um 7” disso”... Continue Lendo
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Jonas de Lima - Sob o Sol no Jardim do Diamante (2020)...




Após um 2019 recheado de lançamentos e produções, o rapper, compositor e produtor cearense, Jonas de Lima, começou o ano de 2020 correndo o dobro. Já nesse mês de janeiro, o rapper lançou seu segundo trabalho do ano. O primeiro foi o belíssimo clipe, da música ”Fico Bem” lançado dia 22 de Janeiro. A canção aborda como compreender a solidão de uma forma menos negativa em um momento de reflexão consigo mesmo.Quando eu fiz esse som, tinha vários contextos acontecendo na minha vida, vários conflitos pessoais. Tudo isso por causa das coisas que abro mão para correr atrás da minha luta, do meu sonho. […] E foi no meio desses conflitos, eu tinha acabado de me mudar, estava morando sozinho. Cheguei de um dia difícil e estava muito reflexivo, estava muito aberto à pensar e rever algumas idéias na vida e saiu esse som... Continue Lendo
Tags:  , ,          

Atahualpa y us Panquis - Mini Mundo (2019)...




Atahualpa Y Us Panquis: está de volta o grupo mais anárquico do rock brasileiro com todas suas influências que englobam pop básico, rock roots, música serialista, atonalismos, não-música e muito (mas muito!!!) noise. Os originais Jimi Joe, Paulo Mello, Flávio “Flu” Santos e o inefável Carlo “Castor” Daudt deixaram de lado seus viveres preguiçosos modorrentos e ainda convidaram o gigantesco (em todos os sentidos) Carlinhos Carneiro, para jogar luz no inominável, no indefinível, ao cometer a ousadia de em pleno 2019, gravar os não-sucessos de Atahualpa Y Us Panquis (nome de grafia duvidosa, incerta e aleatória como a não-música deste grupo de celerados) para manter eternamente acessa a chama da existência imprescindível de um de seus fundadores, o fantabuloso Carlos Eduardo Miranda, também conhecido como Gordo Miranda... Continue Lendo
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Leandro César - Architecture of Sounds (2018)...




Um ano após o lançamento físico do disco Architecture of Sounds em solo japonês, o músico e construtor de instrumentos Leandro César disponibiliza o álbum nas plataformas digitais de streaming, na próxima quarta-feira, dia 4 de março.Architecture of Sounds é uma busca pessoal de Leandro por novos sons, novos instrumentos, novos espaços. “Pra mim, esse trabalho é um mistério; uma forma de reinventar o mundo, reinventando a música”, pontua. Segundo álbum solo do músico-compositor, a obra tem oito faixas autorais, gravadas em instrumentos inventados e reinventados. Revela a relação do som com as formas e o espaço, através de experiências de Leandro e suas criações... Continue Lendo
Tags:  , , , ,          

Thiago Genthil - O Nosso Amor é Bem Maior (2020)...




E vamos de novidade! Em tempo de incertezas, Thiago Genthil encurta distâncias, revisita paixões e convida a uma jornada solar no seu novo EP, “O nosso amor é bem maior”. A coleção de três faixas olha para o passado e o futuro de relacionamentos e traz leveza e bom humor sobre os encontros e desencontros modernos. O lançamento é do selo Midas Music, de Rick Bonadio e já está disponível nos principais serviços de streaming. Após o álbum de estreia, homônimo e lançado em 2012, e o LP “Tempo de Ser”, de 2016, Thiago Genthil divulgou ao longo de 2019 uma série de singles que antecipavam o clima de suas novas canções – “Formiga na Boca”, “Água” e “Um pouco mais de sim”.O cantor, compositor e ator chega em nova fase com um olhar repleto de frescor sobre a vida e as relações humanas. Abrindo mão das canções mais recentes para embarcar em um novo desafio com a ajuda da label, Genthil optou por lançar apenas canções inéditas – que, pela primeira vez, foram feitas em parceria com outros autores (diferentemente de seus discos anteriores, onde assina todas as 24 músicas)... Continue Lendo
Tags:  , , ,