segunda-feira, 18 de junho de 2018

Wicca Surf - A Estrela (2018)...



Download: A Estrela (2018).zip (Coloca o mail ai e seja feliz)

Wicca Surf é um projeto de música eletrônica criado pelo produtor e músico alagoano Smhir Garcia, também conhecido pelo seu trabalho anterior, o novampb. Pra quem já conhecia o trabalho de Smhir, ‘A Estrela’ vai soar como uma atualização de software. É como se os plugins que fizeram o vaporwave lo-fi do ‘disquinhp’ tivessem passado por um update e adquirido novas texturas, bem mais definidas e complexas. Mas, além da mudança na estética do som, o novo trabalho de Smhir também traz um discurso mais definido, inspirado no cotidiano melancólico das capitais problemáticas do Nordeste, onde, nos bares, se discute sobre cena, depressão e nostalgias digitais.Dessa vez, os samples distorcidos deram lugar a sintetizadores e progressões de beats, em uma fusão de estilos que remetem à cena de tecno russa de Kedr Livanskiy, aos vocais etéreos e processados de Panda Bear e ao ritmo jovem de Polara e sua irmã, caxabaxa, duas bandas do underground paulista que Smhir é mais fã do que qualquer pessoa neste país. É possível, também, sentir ecos do gótico e do erudito, de The Cure, Jesus and Mary Chain, Clan of Xymox a Stravinsky, Shostakovich e Glenn Branca...
Tags:  , , , ,          

Ava Rocha - Trança (2018)...



Download: Trança (2018).rar  (Se der erro na hora de extrair, tente o winzip)

Gravado entre o Rio e São Paulo, o disco reúne nada menos que trinta e cinco convidados: Alessandra Leão, Linn da Quebrada, Karina Buhr, Negro Leo, Alberto Continentino, Iara Rennó, Kiko Dinucci, Curumin, Marcelo Callado, Juliana Perdigão, Thomas Rohrer, Mariá Portugal, Sérgio Machado, Dinho Almeida, Bela, Bruno Di Lullo, Domenico Lancellotti, Tulipa Ruiz, Chicão, Dustan Gallas, Ariane Molina, Victória dos Santos, Thomas Harres, Eduardo Manso, Pedro Dantas, Paulinho Bicolor, Marcos Campello, Felipe Zenícola, Gabriel Mayall, Gustavo Ruiz, Estevão Casé, Renato Godoy, Rafael Rocha, Juçara Marçal e a filha de Ava Rocha e seu marido Leo, Uma Gaitán Campelo Rocha Gonçalves. “Trança entrelaça tudo isso que eu faço até agora. É uma homenagem ao Tunga, que fez a capa do meu primeiro disco, e é uma trança de muitas coisas – uma trança musical, entre pessoas, de memórias, de falas, de poéticas, de compositores…”, ela me explica... VIA
Tags:  , , , , ,          

domingo, 17 de junho de 2018

Henrique Vaz + Marcelo Campello + Igor Medeiros - METANOIA (2018)...



Download: METANOIA (2018).zip  (Ou no link acima metendo o mail)

Há tempos Henrique Vaz e Marcelo Campello não encontravam Igor Medeiros. Aproveitando a passagem deste último pelo Recife, os três gravaram esta sessão. De duas horas de material, ficaram 53 minutos. Onze fragmentos catalogados de uma performance tomada a um só fôlego, sem encontro prévio e tantos outros póstumos. Sistemas modulares e integrados registrados no cartão de memória de um gravador de voz digital em sala com tratamento acústico, mixados com outras duas dimensões da mesma performance em VHS e K7 com degradações controladas. O arquipélago aural proposto é fruto e semente de pesquisas atinentes à dromologia, gambiologia, o uso dos corpos, ao impacto sociotécnico da informação digital, à politização das tecnologias e à crise do sujeito de direito e perda do humano sob os regimes de virtualização da biodiversidade e colonização...
Tags:  , , , , , , , ,          

sábado, 16 de junho de 2018

KandoveR - O Povo (2018)...




KandoveR é uma banda de hardcore teresinense, formada em 2008, com objetivo apenas de tocar covers de suas bandas favoritas dentro do estúdio. Em 2016, com o falecimento do baterista Amilton, a banda decidiu fazer uma última apresentação de despedida com suas músicas autorais. No entanto, a recepção dessa apresentação foi muito positiva, o que levou a KandoveR a ser a banda do gênero com maior número de apresentações em Teresina no ano de 2017. Suas letras abordam desde problemas sociais e críticas ao sistema, aos dramas particulares ocasionados por amores e outros dissabores. O som é sério, mas também engraçado...
Tags:  , ,          

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Adolpho - Penumbra (2018)...




Adolpho é um maringaense de 22 anos que lançou recentemente nas plataformas de streaming seu ep de estreia "Penumbra". Nele, o artista conta sobre suas experiências com depressão, ansiedade e síndrome do pânico: reflexos de uma juventude agoniada refém de inúmeras expectativas sociais. A melodia sofre influência direta dos sintetizadores dos anos 80, mas busca a sua sonoridade busca uma ponte entre o passado, o presente e o futuro...
Tags:  , , , ,          

Pablo Prudêncio - Desterro a Sto. Antônio (2016)...




O EP “Desterro a Sto. Antônio”, do Pablo, é tipo música de duna do Mar Grosso com ventinho bem de leve. Quem conhece Laguna sabe que a combinação é simples, mas não é sempre que acontece. Também sabe que não adianta forçar pra acontecer, é uma questão de momento e paciência. Ouvindo ali, é bem simples, não tem mistério nenhum: música pop sossegadona.Tem umas coisas meio rock alternativo (ainda dá pra falar isso?), uns banjos, uns toques lo-fi, uma galera cantando junto, respiração enquanto poesia, beijos salgados de mar, tem violão (tô evitando folk rock de propósito porque não é BEM isso), tem guitarras, vadiagem à beira da praia, essas coisas tudo que a gente gosta.O Pablo, ex-Superbug, montou a banda com os eternos Superbugs Diógenes Fischer e Alex Jus pra fazer essas músicas. Vocês podem não saber disso, mas as gravações (no Jardim Elétriko em Florianópolis, um monte de amigo que ajudou tocando ou emprestando os instrumentos) levaram um tempão. Uns anos, na verdade, mas nem parece. Foi por preguiça, dá pra ir no estúdio outra hora e tal, e aí, quando foi ver, essa é a primeira coisa que o Pablo lança desde a cassete Desafinado 95-98, ali no fim do século passado...
Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Paulo Neto - Rosário de Balas (2018)...









Ele recita a frase de avó com tamanho carinho que é possível sentir um afago quase físico. O talento de intérprete, o seu ofício principal no início de carreira, carrega a voz de Paulo Neto para um local especial no qual as palavras encorajadoras ditas por Dona Cleonice para que ele deixasse Condado, município de Pernambuco localizado a 58 km da capital, em direção a São Paulo. “Ela me disse: ‘Você precisa viver a sua carreira enquanto tem juventude e saúde. A única coisa certa que você tem é a sua casa’”, recita o músico, vagarosamente, imerso nas lembranças. “Isso, essa frase, foi tão importante para mim.”... VIA
Tags:  , , , ,          

Os Dentes - Sideral (2018)...




Em “Sideral”, Os Dentes vai do céu ao espaço, da psicodelia à calmaria, do oriente à Tropicália, do filosófico ao profano. Em seu terceiro disco, a banda carioca experimenta influências diversas, ao mesmo tempo em que explora o seu lirismo irônico e afiado. O álbum já está disponível nos serviços de streaming de música pelo selo RockIt!, de Dado Villa-Lobos. Ao longo de 14 faixas, o banal se torna transcendental. A banda vira o olhar para a própria cena que ocupa, a da Zona Sul do Rio de Janeiro, com todas as suas discrepâncias e contradições. O resultado são letras sinceras sobre maturidade, inseguranças, loucuras, segredos e questionamentos, um complexo caótico de reivindicações desinteressadas e nobrezas horríveis. Espiritualidade, alienígenas reptilianos, religião e sexualidade se encontram em “Sideral”, em uma confusão de estilos, passando pelo pop rock fofão, afrobeat e hardcore...

Tags:  , , , , , ,          

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Rasec - Depositando Palavras em Folhas Carentes de História (2018)...




Depositando palavras em folhas carentes de história é o primeiro registro do músico, compositor e intérprete paraense, Rasec....
Tags:  , , , ,          

Victor Rodrigues & Bratislava - Aprender a Morrer (2018)...




Poesia e música são artes complementares. A força de uma molda a força da outra. Cientes desse potencial e indo fundo nas experiências sonoras, a banda paulistana Bratislava apresenta um EP em parceria com o poeta Victor Rodrigues. Com seu estilo e voz lírica, Victor cria crônicas urbanas sussurradas ao ouvido em um novo modo de pensar um livro. “Aprender a morrer” já está disponível nas plataformas digitais via Sagitta Records, e cada faixa ganhou um vídeo próprio...
Tags:  , , , , , , ,          

terça-feira, 12 de junho de 2018

dronedeus - proletariadx (2018)...






dronedeus é um trio fortalezense que mistura spoken word, triphop e experimentalismos eletrônicos. Voz, textos, poesia, samples, distorções, tudo misturado para apresentar uma paisagem quase randômica, que conversa com a tradição da poesia sonora e do art rock, ou rock de vanguarda.Criada a partir do encontro dos textos de Lenildo Gomes, publicados no livro “música ao fundo, poucos acordes, uma voz rouca”, lançado no fim de 2017, e da música de Vitor Colares e Rodrigo Colares, a banda busca ultrapassar alguns limites dos gêneros artísticos que compõem seu escopo criativo. Música e literatura, textos e ruídos, imagens…O álbum de estreia, “proletariado”, lançado em junho de 2018 pelo selo fortalezense Mercúrio Música, conta com referências diretas a inspirações que vão de Hilda Hilst ao filme Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla e com a participação da cantora cearense Marta Aurélia. Cada música procura traduzir esse universo híbrido que a banda transporta para os ambientes onde se apresenta. Com seus três integrantes sentados no chão,  cercados por fios, cabos, plugs, teclado, contrabaixo, Ipad, sample, pedais de distorção e toda uma imensa parafernália eletrônica, a apresentação busca recriar a ideia de um espaço cênico, não um palco ou somente uma leitura dos poemas e contos, mas um lugar de encontro entre a música e outras artes, e de sensações movidas pelo misto de melancolia e derrota.O título do álbum, uma referência direta às dores e angústias de ser parte de um segmento da sociedade que tem poucas opções de expressividade,  ao mesmo tempo que escapa do lugar-comum da vida nas cidades e suas dimensões, mergulha nela por outros caminhos, colocando em uma rota de colisão o abandono, a solidão das urbanidades e a desesperança em tempos como esses de agora, tão difíceis quanto improváveis...
Tags:  , , , ,          

Wado - Precariado (2018)...






"A minha meta de vida é encolher", disse Wado em entrevista ao Monkeybuzz há pouco mais de um ano. Em Precariado, seu décimo disco, produzido pelo próprio artista, a impressão é de que esta jornada começou. O disco parece trazer um compositor menos ambicioso, mais contemplativo, mas que talvez por isso traga aqui as melhores observações pontuais e particulares sobre o Brasil e sobre o mundo de toda sua discografia.As duas maiores etiquetas coladas ao disco inicialmente, a de refletir sobre questões políticas e sociais - como reforça o título inspirado na obra do filósofo Noam Chomsky - e a de trazer o Samba novamente como norte para as composições, não são tão evidentes na superfície. O ritmo está na raiz das composições, mas envolto por um filtro contemporâneo, Pop e característico de Wado, enquanto as questões existenciais e sociais vem a partir de olhares e metáforas individuais, sem o intuito de resumir grandes conflitos, apenas buscando somar ao todo seu olhar pontual como artista marginal... VIA
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Paulo Perdigão - Sonoras Batucadas (2017)...


Não achamos o disco pra ouvir, vamos upar no youtube


O sambista da velha-guarda, Paulo Perdigão, decidiu agregar outros ritmos ao samba no novo disco, que virá à tona após o carnaval. Todas as composições são dele, à exceção de faixa assinada pelo parceiro musical Luiz Felipe.Todas as composições são dele, à exceção de uma música de Luiz Felipe, sendo algumas assinadas em parceria. “O álbum vai misturar samba, rap, coco, baião...”, explica Perdigão. O rapper Pablo, o maestro Ademir Araújo, a Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque, Herbert Lucena e a cantora Valéria Vanda fazem participações especiais... VIA
Tags:  , , , ,          

domingo, 10 de junho de 2018

Vaulted Ceiling Leakage - Our Lives Are One Another's (2018)...




Vaulted Ceiling Leakage é uma banda meio brasileira e meio americana, atualmente residindo em Curitiba/PR, formada por Bernardo Boaventura, Kenneth Forman, Marcelo Cavalcantti, Harold Lewis e Leonard Johnson. Our Lives Are One Another's foi gravado e produzido de forma completamente independente, mas é antes um trabalho efusivo do que introspectivo. É fruto de memórias, fantasias, comunhão, um presente de familiares pacientes, amigos fiéis, errantes desconhecidos, ex-amantes, porteiros, bêbados sábios, crianças sorridentes, de ficção e realidade, de sons e imagens. É nosso, e é seu, e pertence a quem mais quiser embarcar...
Tags:  , , , , ,          

sábado, 9 de junho de 2018

Os Capiau - Brasil (2015)...








Criada em março de 2003, possui a atual formação desde 2004. Os Capiau surgiu como uma tentativa de reafirmação de valores/questionamentos/posicionamentos vindos do interior...
Tags:  , ,          

sexta-feira, 8 de junho de 2018

DEHRIOW - Segundo Passo (2018)...




Segundo Passo (EP) é a versão reduzida do álbum lançado pelos selos De Lírio Records e Al Revés. Através da linguagem do plunderphonic e assemblage o artista DEHRIOW desenrola sua narrativa ácida e bem humorada para tratar de problemas cotidianos e tece sua crítica a sociedade brasileira contemporânea: costumes, política e ideologias... VIA
Tags:  , , , , ,          

Kovtun & Umbilichaos - Belong to Nothing (2018)...




Kovtun e Umbilichaos lançam novo álbum, Belong to Nothing, pelo selo Sinewave. Composto por quatro canções, a principal influência de Belong to Nothing é a banda Neurosis, mas também é possível encontrar elementos de Nine Inch Nails, Meshuggah, Throbbing Gristle, Swans, psicodelia e folk.Os artistas colaboram pela segunda vez. Na primeira, fizeram uma música do álbum Androginóforo (Sinewave, 2015), do Kovtun. Agora, fazem um disco inteiro. A ideia surgiu durante o show da Neurosis, em dezembro de 2017. Enquanto via a apresentação, Mandra (Kovtun) idealizava um álbum com as experimentações dark ambient que via de Noah Landis (tecladista e noise maker do Neurosis): “Parece que eu queria aprender com aquele cara nas poucas horas que veria ele se apresentar.” A ideia cresceu e Mandra só tinha em mente uma pessoa que poderia fazer a parceria: Umbilichaos.As composições de Umbilichaos referem-se à condição humana e à tragédia inerente à vida. Elas buscam evocar experiências pessoais do ouvinte, ainda que partindo de uma perspectiva extremamente pessoal. Esse é um ponto em comum com Kovtun, que também aborda temas de cunho ontológico em sua discografia.As letras são influenciadas pelos poemas de João Cabral de Melo Neto e o livro Vidas Secas e são em português, com títulos em inglês para uma maior abrangência do conceito. Os títulos das músicas de Belong to Nothing também fazem referência ao livro A Metamorfose de Franz Kafka... VIA
Tags:  , , , , , , ,          

quinta-feira, 7 de junho de 2018

JUPITERIAN - Terraforming (2017)...




Prestes a embarcarem para mais uma turnê européia, o selo indiano Transcending Obscurity disponibilizou para a imprensa esse novo trabalho do Jupiterian. Modéstia a parte, algumas músicas desse trabalho eu ja havia presenciado a sua execução ao vivo numa apresentação que eles fizeram no Curupira Rock Club em Guaramirim, cidade próxima a Blumenau, ao lado das bandas Desdominus, Creptum e outras.Então ao ouvir esse álbum, foi meio que reviver a experiência que foi assisti-los ao vivo.Mas voltando ao álbum, quem já conhece os álbuns anteriores, já sabe o que esperar, mas há que acrescentar um nível de evolução natural em suas composições. Um nível de capirotagem que não era, talvez, tão evidente nos trabalhos anteriores e “Matriarch”, faixa que abre o disco, é um bom exemplo disso... VIA
Tags:  , , , , ,          

Alquifonia - Palavra Não (2018)...




Após o lançamento do ep Gôsto de São Paulo em 2017, a Alquifonia se consolida como banda com a entrada de Paula Duarte (flauta e voz) e Julio Dreads na percussão. A soma de dois integrantes ao trio de violão/voz (Fidura), contrabaixo/sintetizador (Thiago Pereira) e voz/percussão (Fernanda Broggi) possibilitou novas formas de construção das músicas para o novo álbum, entitulado "Palavra não". Não há uma linearidade explícita no disco, ao contrário, cada música se diferencia da anterior e da seguinte. Essa característica é resultado das diversas parcerias nas composições, multiplicando os pontos de vista sobre o mundo que vivemos e no qual nos apresentamos em quanto pessoas, músicos.A heterogeneidade das canções é a negação de uma uma única explicação da vida, um vício que nos impede de considerar outras interpretações, históricas, mitológicas, singelas, pairantes... Ao mesmo tempo, é também a recusa de se calar, é não silenciar frente às corrosões da vida, às irritações. Esse disco pretende propor algo, entre as várias distrações cotidianas, que altere vidas... VIA
Tags:  , , , , , ,          

quarta-feira, 6 de junho de 2018

LoTx - Beats 'n' Guitars Vol. 1 (2017)...




LOTX é um duo de São Paulo formado em 2016 por Chan e Gasa. Eles lançaram na forma digital uma compilação de canções numa feitas para uma fita chamada "Beats'n'Guitars vol.1" no final de 2017. As canções tem muita influência de boom bap rap, indie rock e industrial, mas com um formato lo-fi do que é feito em casa...
Tags:  , , , , ,