domingo, 31 de março de 2019

Hominis Canidae #106 - Março (2019)...




Chegamos ao fim de Março, finalmente parece que o ano começou pra maioria, mesmo que alguns insistam em não começar (alguns a gente até acha bom, taoquei?). Fim de mês significa nova mixtape aqui e chegamos a nossa #coleta106, quase 9 anos de mix mensais! Neste mês, pensando em diversificar sonoramente, contamos com a ajuda de diversos amigos que acompanham o blog e curtem (e falam de) música brasileira tanto quanto nós, totalizando 17 faixas de loucuras (sacai o setlist). A faixa inédita que fecha a coletânea, é o novo single do projeto onemanband soteropolitano Soft Porn. Em "Vil", Lucas Spanholi nos mostra um pouco do que tem passado na mente inquieta e que vocês vão poder conferir bem em breve no novo álbum do projeto. Aperte o play abaixo e saque a sonzeira...



A arte de capa da mix desse mês é fruto da mente inquieta do artista. zineiro e rabiscador goiano Marcelo Ikad (aka @Dakipen). O baita desenho é cheio de referências aleatórias que se conectam e ele explica: "me apeguei aos quadrinhos pra uma linguagem mais descontraída que quebrasse a carga de apocalipse das últimas semanas. Nunca gostei muito de explicar a iconografia das coisas que faço porque a leitura de cada um me ajuda a entender o que pode ser a representação na imagem. Sobre os glifos na parte de cima: acredito que uma saída que a gente tem é ler, ler de tudo. Aqui em Goiânia tem um sebo (Hocus Pocus) que faz uns feirões sempre e botaram uma faixa e uns cartazes de "Lê que o Brasil melhora". O sensual vampiro, no caso, é o Lestat da Anne Rice que a gente estava lendo aqui em casa enquanto fiz essa parte; Lestat que (como seus iguais) testemunha as mudanças nos costumes humanos através das eras (caindo em deslumbre ou desespero volta e meia). Essas folhas te lembram Matrix? Pq depois que fiz me lembram Matrix, mas algo do tipo o sistema de informações sendo dissolvido/fragmentado/incorporado no... dna (não sei nem dizer o quanto de acidente teve nas folhas caindo na cadeia genética na parte de baixo). Acho que é isso aí. Lá na sombra do homem da lua tem um "oblivion" também, sobre o desconhecimento daquilo que se passa ao redor. Pq por mais que a gente se informe e corra atrás de saber das coisas a esmagadora maior parte da rede de eventos globais sempre é oculta até pra quem acha que reina nas decisões". Da pra acompanhar todas as loucuras, trampos e referências do camarada no instagram, sigam ele por la!

Pra finalizar, Recife está sendo tomado de assalto por empreiteiras que usam os políticos como fantoches! Se as empreiteiras tivessem o direito e a razão, não estariam destruindo o cais José Estelita na calada da noite!!! #RESISTEESTELITA

Tags:  , , , , , , , , , , , , ,          

sábado, 30 de março de 2019

Trempes - Impender (2018)...


Ouça no bandcamp/ Youtube

Download: Impender (2018).zip (ou vá no bandcamp acima)

Em março de 2015, um dia após completar 17 anos, João Luiz pisou pela primeira vez no Escritório e nunca mais saiu. Nascido no interior do Piauí, ele chegou ao Rio de Janeiro em 2009 e passou anos sem tomar conhecimento da cena em torno da Transfusão Noise Records, até que viu pelas redes sociais da californiana Burger Records que um pico próximo à Praça Tiradentes era uma das sedes do evento Burger Revolution. Desde então, Joãzinho se tornou “sócio atleta” do clube recreativo da Transfusão, assumiu o posto de baixista e excursionou por todas as regiões do Brasil com o conjunto Oruã, bem como tem ajudado em várias empreitadas do selo.Ao longo desses três anos, o caçula da "Gran Noise Family" compôs e gravou o primeiro disco de seu projeto solo TREMPES, tocando todos os instrumentos em sessões no estúdio da Transfusão e em seu quarto. IMPENDER reflete os sons que ecoam pelo Escritório, desde as outras bandas que gravam e se apresentam por lá, passando pelos vinis que rodam na vitrola e pelas pedradas enfileiradas no Winamp... Leia Mais
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 29 de março de 2019

Xavosa - Luta (s​.​f​.​) (2019)...



Download: Luta (s​.​f​.​) (2019).zip (Ou vá no bandcamp acima)

Xavosa surgiu em Brasília no começo de 2017, composta por Camila Galetti (voz), Ana Carolina Nicolau (guitarra), Rita Lima (bateria) e Lucas Fuschino (baixo). Com influências como Bikini Kill, Dominatrix e Tsunami Bomb; a banda transita entre o punk e o hardcore melódico, carregado de mensagens politizadas calcadas na militância pessoal e profissional das integrantes.Em 2018, Xavosa grava sua contribuição ao "À Beira do Caos", tributo à banda punk feminista brasiliense Bulimia, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2019; e também seu primeiro EP, "Luta (s.f.)", lançado em fevereiro de 2019. Ambos os registros foram feitos no 1234 Recording Studio por Pedro Tavares...
Tags:  , , , ,          

Julien Desprez, Thiago Nassif, Bernardo Pacheco e Victor Vieira-Branco - CABEÇA DE CIDADE (2019)...



Download: CABEÇA DE CIDADE (2019).zip (Ou vá em ouça)

Um monte de símbolos quebrados numa cidade em que os barulhos criam uma imagem, embora a existência concreta do que a imagem simboliza seja incerta. Começando com o título: pode-se imaginar uma cabeça transitando por uma cidade e apreendendo apenas esboços de sons e histórias, imagens e pessoas, animais e automóveis. Apesar de ser enraizado no livre-improviso, “Cabeça De Cidade” passa a impressão de uma contínua adaptação aos (des)ajustes da cidade. Invoca uma ausência de continuidade, um fluxo em que a buzina dum ônibus termina como uma sirene policial, em que uma nota do vibrafone termina com uma sobreposição de distorções de guitarras. O grupo sonoriza um constante movimento de retração na própria organização formal pra ecoar, com mais fidelidade, as bizarrices urbanas da forma que elas merecem.“Cabeça De Cidade” é provocado pela invocação de sons no próprio instante em que eles estão transformando-se em outro som. Muitos timbres familiares passam a ecoar de outro modo, fazendo do disco um processo de familiarização com a contínua transformação de que se é refém. Mas não é uma fácil digestão, há de se estar preparado pra uma dança que pode até sinalizar alguma coreografia, mas que esta é abruptamente encerrada antes mesmo da segunda nota. A obsessão de “Cabeça De Cidade” é transitar pelo mesmo terreno das mais variadas formas possíveis, traçando um ciclo com diferentes contornos, conjurando uma cidade verdadeira justamente porque tem todos os sons misturados e cruzados, formando uma espécie de sinfonia inversa do movimento urbano... VIA
Tags:  , , , , , , , ,          

quinta-feira, 28 de março de 2019

Obasquiat - #Drops (2019)...



Download: #Drops (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

As composições instrumentais do álbum foram criadas exclusivamente com o intuito de enriquecer a experiência sensorial e agir como um facilitador, possibilitando criar uma atmosfera de acolhimento em que o meditador iniciante terá maior propensão a imergir.A sonoridade foi pensada para que vibre de forma a conduzir o corpo e a mente a um estado de relaxamento atento, que é o que se espera atingir na meditação. Todas as músicas foram interpretadas por apenas um músico (o próprio compositor) e alguns instrumentos, o que ajuda a criar um ambiente intimista. Marco Antônio é um compositor e músico multi-instrumentista autodidata por trás do projeto Obasquiat. Colabora como baixista com bandas da cena alternativa brasileira em turnês pelo país e desenvolve paralelamente seu trabalho autoral, que inclui parcerias com músicos internacionais...
Tags:  , , , , , ,          

Polly Terror - Special Fiend (2019)...





Polly Terror é novo projeto de Poliana Marques, a cabeça por trás do evento Chá das Mina,produtora de eventos e ex-vocalista da banda Duna, Brisa e Chama.Neste fase da sua carreira ela explora sons mais experimentais e sombrios, sem deixar as influências de rock do passado, mas em uma estrada totalmente diferente do seu trabalho anterior.O trabalho novo, chamado ‘Special Fiend’ é um disco com cinco músicas com clima sombrio,paisagens soturnas e melancólicas, que passam pelo experimental, rock, metal e gótico,deixando a tona influências de artistas como Chelsea Wolfe, The Cure, Morphine, Emma Ruth Rundle. As composições autorais abordam temas pessoas, experiências e psicodelia, entre momentos leves, loucos e as vezes pesados.A produção da obra ficou por conta de Fábio Mazzeu (Mayen e ex-Lively Water) e Porquinho (Grupo Porco e Fodastic Brenfers), além da própria Polly: chefa da porra toda... VIA
Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 27 de março de 2019

Mad Monkees - GUERRA EP (2019)...



Download: GUERRA EP (2019).zip (Só botar o mail no bandcamp acima)

Explosivo, raivoso, calibrado e com discurso afiado. Seria uma ótima maneira de definir o novíssimo EP dos cearenses da Mad Monkees. É o primeiro lançamento do quarteto desde o single “Are You Going Mad?”, lançado em meados de 2018, faixa que com a participação de Cris Botarelli (Far From Alaska).Pude conhecer o som da banda ainda em 2017 quando lançaram o elogiado autointitulado álbum de estreia. Este que foi produzido por ninguém menos que Carlos Eduardo Miranda em parceria com Rodrigo Sanches.Com levada garageira, sangue nos olhos e apresentações empolgantes, eles tem constantemente excursionado pelo país. Inclusive atualmente o grupo composto por Felipe Cazaux (guitarra / voz), Capoo Polacco (guitarra), Renan Maia (baixo) e PH Barcellos (bateria) está em turnê com shows marcados em São Paulo, Goiás e Distrito Federal... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Facção Caipira - Do Lugar Onde Estou Já Fui Embora (2019)...




Com quase dez anos de estrada, dois álbuns lançados (e um por vir) e muitas realizações, a Facção Caipira é uma banda independente de Niterói – RJ formada por três caras muito gente boa (Jan Santoro na voz/guitarra; Vinícius Câmara no baixo e Renan Carriço na bateria) que recentemente conversaram com a Muito Além do Microfone sobre novos projetos, novo álbum, mudanças na sonoridade da banda, na formação, influências e muito mais... VIA
Tags:  , , , ,          

terça-feira, 26 de março de 2019

Liniker e os Caramelows - Goela Abaixo (2019)...





Após Remonta (2016), disco que traz encomendas feitas pelo tempo, destinadas a corações e lágrimas perdidas, a banda Liniker e os Caramelows lança o segundo álbum da carreira. Intitulado Goela Abaixo , o trabalho foi concebido na estrada – entre 2016 e 2018, o grupo passou por mais de 20 países. Ainda assim, o olhar está voltado para o íntimo em um momento de amadurecimento. “É um som para respirar, para dançar espaçado e sentir para onde cada faixa leva”, diz a cantora e compositora Liniker Barros. Produzido pelo baixista Rafael Barone, o novo disco teve os seus primeiros singles revelados em 2018. “Lava” (coprodução de Barone e Mauricio Fleury) foi gravado no Estúdio Canoa, em São Paulo, e trouxe uma organicidade que contrapõe o trabalho anterior, com forte influência da música do nordeste da África e também da América Central, mas sem tirar um dos pés do Brasil. Registrada no Estúdio Philophon, em Berlim, “Calmô” chegou com um videoclipe sobre o amor de duas mulheres que viveram a delícia da entrega e caminharam juntas por muitos lugares... VIA 
Tags:  , , , , ,          

Deafkids - Metaprogramação (2019)...





Definir o som do trio Deaf Kids não é fácil. Sinceramente nem sei como fazer isso. Bateria percussiva, guitarra e baixos pesados em looping, efeitos diversos. Acho que o melhor a se escrever é que é uma experiência sonora. E que deve ser vivida ao vivo. Se possível ao redor dos caras em um local intimista como foi no Festival DoSol.O trio emana energia. Várias referências passam pela cabeça sem se chegar a uma conclusão. Melhor curtir. Mas aí lembro da Módulo 1000, dos anos 70 que no meio de uma música psicodélica/progressiva metiam uma percussão samba reggae! Será que hoje eles fariam algo parecido?The Upper Hand, de 2013, alternava momentos de lentidão quase depressiva com velocidade enlouquecedora. O disco de estreia, o EP 6 Heretic Anthems For The Deaf de 2011, era praticamente um disco de grindcore. Metaprogramação segue o formato de concepção que a banda criou com a parte eletrônica em evidência. Não há espaço para pensar, raciocinar. É como se fosse uma fuga e o que vale é o instinto. Ao longo das 13 faixas a impressão é que a opção é reagir ao que aparece pela frente na fuga... VIA
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 25 de março de 2019

GIALLOS - MISSA DO GALO (2019)...




Download: Missa do Galo (2019).zip (Ou vá no bandcamp acima)

Missa do Galo é caos. Giallos não nega: regressão à vista – ou já instituída? Morre a Democracia e com ela a virtuose do rock limpinho, arquitetado em estúdios caríssimos. Sem essa de textão para redes sociais nem militância de condomínio. A narrativa é a assombrosa realidade dos fatos: a ascensão do desumanismo. Os temas? Uma profusão sonora onde se encontram o barulho e a sordidez das notícias, dos preconceitos, dos julgamentos. Fazendo muito com pouco: guitarra, bateria, voz e crueza.O disco mais reto e sujo do trio andreense não vem à toa: é resultado de quem tenta devolver ao rock seu status pensante, marginal, perigoso, contravencional. Aqui não tem essa de rock para dançar, nem para pregar da boca pra fora “mais amor, por favor”, muito menos para afagar os egos do nosso viralatismo nacional – sempre mirando soar altamente produzido e impecável porque “nos States é assim que eles fazem”. Giallos quer o tosco, o inadequado, gravar como se estivesse no quartinho da bagunça no fundo de casa. É aí que mora a diferença... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Cadu Tenório - Corrupted Data孤独死 (2019)...




Antes de mais nada, vale deixar registrado:Escrevo esse texto com base quase que unicamente em experiências pessoais.Fui convidado a escrevê-lo com base em meu último trabalho, Corrupted Data蝶とクジラ. Indaguei-me se seria possível fazer isso sem cair numa espécie de egotrip infinita, mas, ponderando um pouco, percebi que este trabalho permitia reflexões próprias, ainda como parte de seu desenvolvimento tendo em vista sua continuação, Corrupted Data孤独死, que já estava em processo de acabamento na ocasião do convite. Pensando no efeito que todo o processo teria me causado, como foi transformador e como a persona evocada consegue habitar um universo tão particular e tão próximo. Corrupted Data蝶とクジラ consiste na juncção de três produtos indissociáveis um do outro, um disco, um site e um e-livro. Os três complementam-se. Há textos que são falados como em um áudio-livro no meio do disco. A maior parte desses textos está em primeira pessoa, escritos em formato de desabafo, numa estrutura quase de diário... VIA
Tags:  , , , ,          

domingo, 24 de março de 2019

The F.Ray - Purge EP (2019)...




Download: Purge EP (2019).zip (se der erro, bote o mail no bandcamp acima)

The F.Ray é um projeto de Felipe Espindola de Borba, com características experimentais, e influências do eletrônico, lofi e rock, que junto a influentes pessoais, busca criar um som diferente e com personalidade própria.Em 2016 foi disponibilizado seu primeiro EP conceitual “ParaL-NoiD UniversE“, com uma pegada sombria junto a conceitos de múltiplas personalidades, universos paralelos e paranoias, guitarras barulhentas e vocais sinceros.Após o lançamento do single e videoclipe para a nova faixa “Bugboo“ no finalzinho de 2018, o projeto agora faz o lançamento do seu novo trabalho.Através do novo EP “Purge“, The F.Ray explora sua sonoridade voltada a música eletrônica em cinco tracks autorais, em um contexto baseado na luta contra ansiedade e auto conhecimento, acrescido com novas referências do techno melódico e toques pessoais... VIA
Tags:  , , , , ,          

sábado, 23 de março de 2019

Quasi Gente - Guerra de Alturas (2019)...




Download: Guerra de Alturas (2019).zip (Ou vá no bandcamp acima)

Guerra de Alturas é o primeiro EP do projeto Quasi Gente, por Gäbriel Cröw (DJ Cröw, Corvo Beats)Chove no mar, o que nos resta além de explodir de dentro pra fora tal qual ouvidos pressionados por água artificial numa paisagem urbanamente plástica?...
Tags:  , , ,          

sexta-feira, 22 de março de 2019

Danilo Penteado - Ling Leng (2019)...




Ling Leng , primeiro disco solo de Danilo Penteado chega às plataformas digitais, com parcerias com Gilberto Gil, Cesar Lacerda, Romulo Fróes e Luiz Tatit. As cantoras Lena Bahule e Ná Ozzetti participam das faixas "Nos cabelo dela" e "Dupla"...
Tags:  , , , ,          

Teto Raso - A Tinta e o Instinto (2019)...




A banda porto-alegrense Teto Raso lançou na última sexta-feira, dia 15, seu primeiro EP, chamado ‘A Tinta e o Instinto’. Ele marca o primeiro trabalho completo do grupo, que havia dado uma prévia do álbum em dezembro de 2018 com o lançamento do single “Mural“.Abordando temas universais, como amor, crescimento e aceitação, o disco leva o ouvinte numa jornada da ingenuidade juvenil frente ao mundo até a maturidade que as desilusões e conflitos existenciais proporcionam. Formada por Alexandre Barletta (voz, guitarra e synths), Caíque Paiva (voz e guitarra), Fernando Bósio (bateria) e Hebert Garcia (baixo), a Teto Raso contou com a produção e mixagem de Leonardo Braga e masterização analógica de Marcos Abreu... VIA
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 21 de março de 2019

bruno trchmnn​/​frøihov - Split (2019)...




Download: Split (2019).zip (Ou vá em ouça)

Este split é o primeiro disco a sair em formato digital e cassette pelo selo SIRENE de Campinas-SP, onde também dá nome a um evento voltado para música experimental. O lado A de Bruno Trchmnn (Cama Rosa, Leila) traz um improviso de drone, percussão e guitarra  que remete a artistas como Angus Maclise e Tony Conrad, enquanto o lado B traz uma faixa do Frøihov, projeto de Piracicaba-SP, com guitarra, sopros, feedback e vocais que traz elementos do folk estranho de Six Organs of Admittance e o Gastr Del Sol...
Tags:  , , , , , ,          

Höröyá - Pan Bras’Afree’Ke Vol. 2 (2019)...





Toda história do Brasil está intimamente conectada à do continente africano, tanto pelos fluxos migratórios forçados de séculos de regime escravocrata quanto pela força do impacto cultural que os povos africanos desempenharam em terras brasileiras. Honrando esse vínculo tão profundo, o grupo paulistano Höröyá prepara-se para lançar o seu terceiro disco de estúdio: Pan Bras’Afree’Ke Vol.2. Na verdade, ainda que tenha se formado em São Paulo, o Höröyá é um grande grupo transcontinental, pois une músicos do Brasil com instrumentistas do Senegal, Guiné, Burkina Fasso e Mali. Seu som instrumental reflete essa conexão e carrega uma força ancestral difícil de ser ignorada por quem o ouve.*Pan Bras’Afree’Ke Vol.2 foi gravado em São Paulo, Bamako (no Mali) e Bobo-Dioulasso (em Burkina Fasso). Nele, a banda convidou Famoudou Konate, um dos maiores percussionistas de djembê do mundo, que, agora, aos 79 anos, está participando pela primeira vez do álbum de um outro artista e se tornou uma espécie de padrinho do Höröyá. O novo álbum traz também as participações especiais de Chico César, Jaques Morelenbaum, Cheick Tidiane Seck, Davi Kopenawa Yanomami, Gabi Guedes, Zal Sissokho, Adama Keita, Moustapha Dieng, Baruou Kouyate, “Petit” Solo Diabate, Drissa Sidibe, Birima Mbaye, Aziz Mbaye, Ibrahima Sarr, Jackson Silva e do grupo vocal Clarianas... VIA
Tags:  , , , , , ,          

quarta-feira, 20 de março de 2019

Carbônica - Carbônica (2019)...




A banda Carbônica foi fundada em 2007 na cidade de Guarulhos (SP) e, atualmente tem como integrantes Will (guitarra e vocal), Vini (baixo e sampler) e Alex (bateria). Desde o início da sua trajetória a banda assumiu o compromisso com uma cena independente ativa e acessível, mantendo um olhar para a realidade urbana e periférica que reflete nas letras do disco. Seu primeiro álbum completo traz músicas onde questões sociais caras à banda, como respeito à diversidade e acessibilidade, dentre outras, se apresentam neste trabalho que reúne faixas dos EPs lançados nos últimos anos e cinco músicas inéditas. Tudo isso embalado por uma roupagem que vai do disco-punk ao drum and bass, do blues ao garage.“Nós acabamos de completar 10 anos de estrada e as 10 músicas desse álbum são o retrato dessa trajetória, que é fazer rock com tesão, se divertir e expor nossas verdades através do nosso trabalho artístico”, conta o guitarrista e vocalista Will... VIA
Tags:  , , ,          

Francisco el Hombre - RASGACABEZA (2019)...







Inércia? Passividade? Gelo? Monotonia? Cara de c*? Nada disso! Aqui falaremos justamente do contrário: de atividade, de movimento, de fogo, de energia e de ter um parafuso solto. Aliás, é isto que caracteriza RASGACABEZA, o novíssimo álbum da banda Francisco, el Hombre. Três anos após o lançamento do elogiadíssimo SOLTASBRUXA, que disparou o grupo para o Brasil todo, eles estão de volta. Sem poupar críticas, a banda apareceu com uma evidente proposta de não deixar ninguém parado e para isso utilizam o fogo, estampado na capa, como principal elemento do trabalho... VIA
Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 19 de março de 2019

Paradisi - Inverse (2019)...




O Paradisi, banda de rock alternativo de Brasília, acaba de lançar um novo álbum, chamado "Inverse". O disco possui 12 músicas e está dividido em duas partes: "Inverse: Brighten", com 6 faixas, e "Inverse: Fade", também com 6 faixas. O lado Inverse:  Brighten é mais suave, e o Inverse: Fade, mais nervoso e pesado. O álbum foi totalmente produzido, gravado e mixado/masterizado por Ricardo Ponte... VIA
Tags:  , , , ,          

Mind Movies - Aclive EP (2019)...




Aclive é o novo trabalho do Mind Movies. Suas 4 faixas têm como fio condutor o senso de espacialidade sob diferentes perspectivas, entre seus ecos e reverberações, misturados em uma massa saturada. O projeto do Pernambucano Raoni Santos transita entre a pulsação do IDM às camadas do shoegaze...
Tags:  , , , ,          

segunda-feira, 18 de março de 2019

Thiago Pethit - Mal dos Trópicos (Queda e Ascensão de Orfeu da Consolação) (2019)...




Thiago Pethit pede cinco minutos a mais para o começo da entrevista. Precisava terminar de passar um cafézinho, ele explica. Sete minutos depois, reaparece: "Pronto, querido. Cigarro aceso, café na xícara", escreve, por mensagem.O artista vive uma fase de dar tempo às coisas.A cada um dos goles de café quente, feito na hora, e baforadas no cigarro, fundas a ponto de serem ouvidas do outro lado da ligação telefônica.Pethit, agora, é outro. Ou melhor, tinge-se como um novo personagem, uma espécie de orfeu trágico, vindo do inferno para morrer por mais um amor perdido na mais nova narrativa criada pelo artista, também ator, roteirista, outras mil coisas, no quarto disco dele, chamado Mal dos Trópicos (Queda e Ascensão de Orfeu da Consolação), lançado nesta sexta-feira, 15.Um artista/performer intenso, Pethit caminha de certa forma entre o real-Pethit e o personagem-Pethit. São duas identidades que se misturam, a cada disco. No fundo, a criação dele parece nascer diante do espelho. Pethit se vê refletido, ali, e e cria a partir daquele sujeito enxergava a sua frente. Desde Berlim, Texas, o primeiro álbum, de 2010, a Rock'N'Roll Sugar Darling, seu último disco antes do recesso, de 2014. E, claro, com o retorno com Mal dos Trópicos... VIA
Tags:  , , , , ,          

Nosso Querido Figueiredo - Os Melhores Anos das Nossas Vidas (2019)...



Download: Os Melhores Anos das Nossas Vidas (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

O Nosso Querido Figueiredo é o projeto de Matheus Borges, que tem entre tantas qualidades uma habilidade singular com as palavras. Abaixo, um exemplo. Está transcrito na íntegra o bom texto de apresentação que Borges fez sobre a obra:“‘Os Melhores Anos Das Nossas Vidas’ é meu álbum número 40 e poucos, eu não sei dizer precisamente e peço desculpas por isso. Talvez seja o 50. É também o primeiro desde o aniversário de uma década do projeto Nosso Querido Figueiredo, que começou em 2008 quando eu tinha quinze anos, um violão de quatro cordas, muito ódio no peito e uns poemas horríveis.A respeito desse álbum, é preciso dizer que: pensei nele enquanto bebia cachaça e via televisão no domingo do segundo turno das eleições (pra presidente, em 2018), pensei também que a noite seria longa e se estenderia ao longo da semana seguinte – talvez mais além. Não a noite em si, não o domingo, mas os miasmas daquele dia específico, a sensação de impotência e desgosto...
Tags:  , , , , , , ,          

domingo, 17 de março de 2019

Djonga - Ladrão (2019)...




O mineiro Djonga, um dos mais influentes nomes na nova cena do rap nacional, conquistou uma gradativa base de fãs ao longo dos últimos anos. Em 2017, o rapper lançou Heresia, e logo no ano seguinte nos presenteou com O Menino Que Queria Ser Deus.Hoje, Djonga liberou no YouTube as canções de seu terceiro álbum de estúdio, intitulado Ladrão. Assim como os dois álbuns anteriores, o disco foi lançado no dia 13 de Março. Em entrevista à Rolling Stone Brasil, o rapper conta que não foi planejado: “aconteceu”. Na virada do ano, ele percebeu que o álbum já estava próximo de estar pronto, e aproveitou a data “de sorte” para lançar o novo material.... VIA
Tags:  , ,          

sábado, 16 de março de 2019

Monophobia - Gloom (2018)...



Download: Gloom (2018).zip (ou vá no bandcamp acima)

Monophobia é uma dupla formada por alguém cujo nome artístico é .jpg. A página do bandcamp não traz nenhuma info sobre localização, data de formação etc, mas dá para conferir o depressivo som através do álbum apropriadamente chamado Gloom... VIA
Tags:  , , , , , ,          

sexta-feira, 15 de março de 2019

Desgraça - Good Times (2019)...




Download: Good Times (2019).zip (Ou vá no bandcamp acima)

"Good Times" é um disco conceitual de slow jams da banda Desgraça. O álbum se passa num programa nostálgico de rádio em 2040. O programa, inspirado no finado "Good Times" da BH FM, é apresentado por Jair Naves e funciona apenas com pedidos de músicas antigas enviados por voice-mail. Cada canção é uma mistura do estilo lo-fi punk rasgado da Desgraça com estilos antigos como soul, easy listening, baladas, etc. Um disco bem mais lento, diferente dos anteriores da banda...
Tags:  , , , , , , , ,          

M.Takara - reminiscências (2019)...




Todas as músicas feitas e tocadas ao vivo por Mauricio Takara na bateria, voz, sintetizador e efeitos. Sem overdubs. Gravado por Cacá Amaral em dezembro de 2018. Mixado por Mauricio Takara no mesmo mês. Masterizado por Leandro Archela no Formigaz Garden em janeiro de 2019...
Tags:  , , , , , ,          

quinta-feira, 14 de março de 2019

Esdras Nogueira - Esdras Nogueira Quinteto Ao Vivo (2017)...





Os ouvidos atentos ao cenário independente conhecem o músico por causa da Móveis Coloniais de Acaju, banda que fez história nos palcos do Brasil durante 18 anos e anunciou uma pausa por tempo indeterminado. Já os ouvidos mais aguçados acompanham a esmerada carreira solo de Esdras Nogueira que preza pela música instrumental. Sua estrada começou com o lançamento de Capivara em 2014. O debut foi uma homenagem a Hermeto Pascoal, onde Esdras ousou ao interpretar as composições do mestre. Em 2016 lançou seu segundo disco, o NaBarriguda, e agora o Esdras Nogueira Quinteto ao Vivo...
Tags:  , , , , ,          

Vitor Pirralho & a U.N.I.D.A.D.E. - A invenção é a mãe das necessidades (2019)...





 Terceiro álbum do alagoano Vitor Pirralho, traz sons e histórias que se cruzam e se complementam. Com 13 faixas autorais, o disco é recheado de referências como Homero, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Machado de Assis, fundidas com o rap singular do artista. Trazendo recortes da história do Brasil, o rapper percorre pelo descobrimento até chegar nos temas importantes do cotidiano, como a política recente brasileira e as relações pessoais contemporâneas. O álbum ainda conta com diversas participações especiais como Ney Matogrosso, Ellén Oléria e Zeca Baleiro... VIA
Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 13 de março de 2019

Diego Xavier & Trio - Recortes (2019)...



Download: Recortes (2019).zip (Bote o mail ou vá em ouça)

Se em seu primeiro disco solo Diego Xavier trazia a vivência de sonoridades noventistas, no seu novo trabalho o artista aborda suas próprias experiências acumuladas e escritas em um caderno de letras e textos.O trabalho, intitulado Recortes, também é inspirado em bandas dos anos noventa e a estética e cultura pop da época. Acompanhado de Ricardo Garofallo (Passarinho e o Sistema Brega de Som) e Rodrigo Leal (Homens de Melo) e a segunda guitarra de Lucas Barbosa (Cidade Média), Diego concebeu o registro de forma mais coletiva e abordando temas como cotidiano e fases da vida... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Grogues - Passar Mal (2019)...




Pouco menos de um ano após o lançamento do segundo álbum de estúdio da carreira, Tudo Pode Acontecer (2018), o cantor e compositor mineiro Filipe Alvim está de volta com um novo registro de inéditas. Em Passar Mal (2019, Pug Records), o músico de Juiz de Fora estreita a relação com outros representantes da cena local para dar vida ao divertido Grogues, um projeto de dream pop psicodélico que amplia parte do universo criativo que vem sendo explorado por Alvim desde o primeiro registro autoral, o romântico Beijos (2016).Completo pela presença dos músicos Everton Surerus, Vini Fonseca, Márcio Reis e Leo Fazio, o grupo resume na sequência de abertura do álbum parte da sonoridade que orienta a experiência do ouvinte até o último instante da obra. De um lado, as guitarras e vozes rápidas de Cêdiz, um rock leve e descompromissado que indica o completo refinamento melódico do quinteto. No outro, a doce lisergia que invade Amyr Klink, um pop psicodélico e viajado que sutilmente flutua em meio a guitarras e vozes carregadas de efeito... VIA
Tags:  , , , , , ,          

terça-feira, 12 de março de 2019

Barro - Somos (2018)...




Download: Somos (2018).zip

 Em 2016 o músico pernambucano Barro lançou seu primeiro disco solo, Miocardio, e rapidamente se transformou em figura constante nos shows e festivais pelo país.Dois anos depois ele está de volta com Somos, álbum que assim como seu antecessor segue um conceito e conta uma história, agarrando-se à “moda antiga” e afastando-se de tempos onde faixas soltas e singles parecem importar mais que álbuns.A produção foi dividida com Guilherme Assis e Ricardo Fraga, que também acompanham Barro no palco e o disco nasceu entre Setembro de 2017 e Maio de 2018, com gravações rolando nas cidades de Recife, Triunfo (“Oásis do Sertão” pernambucano) e São Paulo... VIA


Tags:  , , , , ,          

Aero - Ímpeto (2019)...




Na estrada desde 2007, a banda piauiense Aero lança o primeiro EP, intitulado 'Ímpeto'. Com forte influência do noise rock, shoegaze e slowcore, a banda foi remontada em 2017 com os integrantes André Reoli (contrabaixo e voz), Flávio Lopes (bateria), Victor Maia (guitarra) e Yuri Cavalcante (guitarra). O grupo leva um produto autoral para todo o país com ruídos expressivos e vibe nostálgica...
Tags:  , , , , , ,          

segunda-feira, 11 de março de 2019

Julio Secchin - FESTA DE ADEUS (2019)...




Mais conhecido pelo trabalho como diretor dos clipes de Lucas Santtana, Silva e Leo Justi, o cantor, compositor e produtor carioca Julio Secchin passou parte da última década se revezando na produção de um limitado conjunto de músicas autorais. São faixas como o pop etéreo de Night Lights, colaboração com Maria Luiz Jobim, as batidas fortes de Dom Pérignon ou mesmo a curiosa Control, composição em que parece dialogar com as texturas eletrônicas e ambientações de nomes como Nicolas Jaar e demais representantes da cena estrangeira.Curioso perceber nas canções de Festa de Adeus (2019, Independente), primeiro álbum de estúdio do artista carioca, uma completa fuga do repertório entregue nos últimos anos. Como indicado no samba irônico de Bote, composição entregue ao público há poucos meses, cada fragmento da bem-sucedida estreia de Secchin encontra em elementos da música brasileira a base para um registro deliciosamente nostálgico e, ao mesmo tempo, atual... VIA
Tags:  , , , , , ,          

Zudizilla & Kiai - JazzKilla (2019)...




O swing do jazz e a levada dos beats lado a lado. Versos urgentes e ágeis que se confundem nas cadências entrelaçadas pelo flow de teclados, baixo e bateria. Tudo isso com a marca “Made In Quebrada”. Se é isso que você tá buscando – ou melhor, se você nem esperava por isso mas quer uma ótima surpresa -, o JazzKilla, disco colaborativo entre o rapper Zudizilla e o Kiai Grupo (formado por Marcelo Vaz, Dionísio Souza e Lucas Fê), é pra você. Para receber esse lançamento exclusivo para a NOIZE, batemos um papo com o Zudizilla sobre os bastidores do registro, realizado pela Escápula Records e gravado no A Vapor Estúdio em apenas um final de semana.Não precisa ir muito além pra fazer a coisa certa: solta o player logo abaixo, deixe-se embalar por essa mistura e confira a conversa... Continue Lendo
Tags:  , , , , ,          

domingo, 10 de março de 2019

d.abel.sign.sound - Meio a Insignificância (2018)...




Download: Meio a Insignificância (2018).zip (Ou vá no bandcamp acima)

d.abel.sign.sound  é o projeto lo-fi do músico piauense Davi Abel. Em "Meio a Insignificância", Davi da vazão a ideias sonoras antigas que se misturaram ao longo do tempo. Todas as faixas por Davi Abel...
Tags:  , , , , , ,          

sábado, 9 de março de 2019

Marinheiro Porre - Jornada EP (2019)...




Download: Jornada EP (2019).zip (Ou vá no bandcamp acima)

A banda Marinheiro Porre traz um deja-vú às experimentações da primeira onda do psicodelismo em seu primeiro EP.Intitulado “Jornada”, o trabalho conta com cinco faixas que exibem forte influência dos movimentos musicais de vanguarda dos anos 60 e 70, passeando também pelo Indie e Hard Rock. Formada por Kevin Arend (vocal e guitarras), Marcelo Maroja (teclados e synths), Matheus Lima (baixo) e Marcos Mar (vocal e guitarras), o grupo começou como uma brincadeira sonora entre amigos do ensino médio, residentes em Natal e Parnamirim, no Rio Grande do Norte... Leia Mais
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 8 de março de 2019

Realidade Encoberta - Não Vivamos Mais Como Escravos (2019)...



Download: Não Vivamos Mais Como Escravos (2019).zip (ou vá no bandcamp acima)

O REALIDADE ENCOBERTA, pioneira no estilo Crossover no Nordeste, acaba de lançar e disponibilizar seu último trabalho "Não Vivamos Mais Como Escravos" que pode ser ouvido e baixado no Bandcamp da banda. A banda pernambucana completa 32 anos de existência em 2019 e além do novo trabalho, estréia sua nova formação: Carlos Underground (voz), Túlio Falcão (guitarra), Daniel Farias (guitarra), Rodrigo Cirilo (baixo) e Eduardo Torment (bateria)...
Tags:  , , , , , ,          

Androide Sem Par - Ruynas (2019)...




Ruynas é o 2o Álbum da banda Paulista-Potiguar Androide Sem Par que mescla rock a influências brasileiras de forma original, com um discurso politizado sobre minorias, colonização e imigração. Formada por Juão Nyn (vocalista, compositor e ator, Renato Lellis (baterista que já gravou 2 álbuns com Tom Zé), Gustavo Vicente (baixista e multi-instrumentista) e Emmo Martins (guitarrista, compositor e produtor do álbum)...
Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 7 de março de 2019

Torto - Torto (2018)...



Download: Torto (2018).zip

Torto é uma iniciativa sonora que busca entender um pouco mais sobre o processo de criação do inconsciente. O álbum foi gravado de forma totalmente caseira (usando apenas o garageband) onde o desafio era ligar a guitarra, ver o que saia e a partir desse improviso ir construindo camadas que se intercalam e conversam entre si, tudo de forma intuitiva, tentando apenas deixar "tudo soando bem aos ouvidos". O resultado é um som instrumental composto de loops que convidam o ouvinte para um passeio em uma montanha russa trepidante, da qual não se prevê a profundidade do tombo ou sua duração. A alternância de velocidade e melodias ajudam a criar uma atmosfera cambiante e muitas vezes sonhante. Doses de post-rock são servidas antes, durante e depois do embarque. Bom passeio...
Tags:  , , , ,          

Jards Macalé - Besta Fera (2019)...




Estamos no início de 2019 quando, em meio ao caos, Jards Macalé entrega “Besta Fera”, seu primeiro disco de inéditas em 20 anos. Gravado no tumultuoso ano de 2018, ele é quem assina e faz a direção musical, com ouvidos tão sensíveis, capazes de escutar até mesmo o pensamento dos outros parceiros de trabalho: Thomas Harres e Kiko Dinucci (que além da carreira solo e diversos outros projetos integra o Metá Metá), convidados para a produção musical, e Rômulo Froés, diretor artístico.“Besta Fera” é um álbum necessário. É um chamamento de Macalé, que num processo de luta e luto sendo artista no Brasil, surge como luz em um banquete de criaturas animalescas e sanguinárias. Jards que em 2003 cantou “Consolação”, de Baden Powell e Vinícius de Moraes, no álbum “Amor, Ordem & Progresso”, hoje enxerga um buraco, um rasgo, um rompimento. Não há consolação. “Vamos pro fundo do poço / pois não tem mais nada pra você aqui”, canta ao lado de Tim Bernardes na parceria entre os dois, “Buraco da Consolação”... VIA
Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 6 de março de 2019

Los Volks - Los Volks (2019)...




 A transição da juventude para a fase adulta costuma ser um período no mínimo delicado para todos nós. As dúvidas e responsabilidades ficam cada vez maiores e as nossas ações e escolhas começam a afetar muito mais todo o nosso futuro.E na angústia sobre amores, desilusões, ansiedades e inseguranças desses anos de mudança foi que a Los Volks resolveu ambientar o seu álbum de estreia... VIA



Tags:  , , , , ,          

Labirinto - Divino Afflante Spiritu (2019)...





Conheço o Labirinto tem pelo menos uns quatro anos para mais e sei o quanto eles se esmeram muito em trazer sempre o melhor resultado possível para suas canções. Iniciando com o post-rock, gradualmente foram abraçando o metal e pode-se dizer, sem nenhuma dúvida, que este disco representa o lado mais metal que a banda poderia abraçar.Comparado com Gehenna, seu predecessor, Divino Afflante Spiritu é menos atmosférico e mais pesado, mais denso, com camadas de música e uma sonoridade que vai do sludge mais sujo ao psicodélico, em harmonias cheias de angústia e dor, que resumem a atmosfera dessas músicas. Este nome, aliás, não poderia ser mais interessante, pois trata-se também do nome da encíclica papal escrita pelo papa Pio XII, que pedia uma revisão da bíblia a partir de seus textos originais, não se valendo mais da tradução para o latim. Este nome, em tradução livre, significa “Inspirado pelo Espírito Santo” e este espírito traz à tona toda a série de pensamentos sombrios e tétricos. Destaca-se, mais do que nos álbuns anteriores, a percussão, que tem uma importância maior que as guitarras e ajudam a colocar todos estes elementos em harmonia... VIA
Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 5 de março de 2019

Tuzé de Abreu - Contraduzindo (2018)...




Tuzé de Abreu é um dos músicos mais completos de nosso país. Ele já compôs para Caetano Veloso, Novos Baianos e Chico Buarque (entre muitos outros), alternando entre a música popular, experimental e erudita – tanto que, atualmente, ele é flautista da Orquestra Sinfônica da UFBA (Universidade Federal da Bahia).Em 2018, ficou conhecida a história de que Tuzé sumiu e foi achado dormindo no IML – por onde trabalhou por mais de três décadas, já que, além de músico, é médico. Seu novo disco, Contraduzindo, sugere um novo tipo de vanguarda para a nossa música. É como ouvir Arrigo Barnabé embebido de Tom Zé com a estranha tranquilidade de Walter Franco... VIA
Tags:  , , , ,          

Bartolo e Marcos Campello - VENDO (2019)...



Download: VENDO (2019).zip

“Vendo” é uma união bem-sucedida entre Bartolo, Marcos Campello, violões, guitarras, baixos e inspiração, dedos, suor e muita inspiração. Nas quatro faixas apresentadas, a dupla coloca o ouvinte à espreita: algo pode acontecer a qualquer momento, sensação que, de fato, se concretiza.O disco de pouco mais de vinte e cinco minutos traz ilusões de canções, experimentos em cordas que atraem o ouvinte pela evolução dos temas. Ora dedilhados, ora expressivos, ora explosivos, as notas e cordas atuam como faíscas pra acender um fogareiro como por aleatoriedade, na base do “vamos ver no que vai dar”, e invariavelmente conseguem seu intento, entrando em combustão. Não há uma passagem que não se valide, impressionando – embora basicamente pela contemplação de quem admira dois habilidosos em uma habilidade que não possuímos... VIA
Tags:  , , , , , ,          

segunda-feira, 4 de março de 2019

Munha da 7 Top Trio - Sofrido (2017)...





Um pouco de sofisticação no seu carnaval com Munha da 7 Top Trio...
Tags:  , , , , ,          

The Bombers - Achados & Perdidos EP (2019)...




Em 2007 a banda santista The Bombers lançava o segundo álbum, intitulado “Democracia Chinesa”. Com nove faixas, o disco saiu pelo selo Zona Punk e dividiu opiniões. “Alguns nos acusaram de termos virado ‘Pop’ e de estarmos apelando para fazer sucesso, e uma outra parcela abraçou o repertório e se identificou com a postura da banda e com as letras, no entanto até hoje eu tinha vergonha de mostrar essas músicas, por serem tão pessoais e meio ingênuas”, conta o vocalista Matheus Krempel, que diz ter “feito as pazes” com o disco, fundamental para a carreira da banda, doze anos depois. E para comemorar essa trégua com o passado, a banda lançou nesta sexta-feira (22), pela gravadora Hearts Bleed Blue (HBB), o EP digital “Achados & Perdidos”, que traz uma seleção das cinco melhores músicas do “Democracia Chinesa” remasterizadas. “Acredito que essas músicas mereciam uma nova chance”, diz Matheus.Segundo o vocalista, 2007 foi uma época de excessos para os integrantes da banda e o EP reflete isso. “Eu interpreto o título da seguinte maneira: Grandes Achados criados por (na época) Grandes Perdidos. Em 2007 éramos bem jovens, arrogantes e folgados... VIA
Tags:  , , , ,          

domingo, 3 de março de 2019

A Espetacular Charanga do França - Ao vivo no Conceição (2019)...





É carnaval que você quer @?! Então toma esse álbum/bootleg do ensaio aberto da Espetacular Charanga do França gravado ao vivo no dia 27/01/2019 durante o ensaio em frente ao Conceição Discos...
Tags:  , , , , , , , ,          

sábado, 2 de março de 2019

Bramir - Cidade Estilhaço (2018)...



Download: Cidade Estilhaço (2018).zip (Ou vá em ouça)

Na longa caminhada de Diego Dias, o Bramir é um entreposto significativo. O músico gaúcho se embrenha pelos rumos eletrônicos de sua criatividade pra montar álbuns reflexivos e perceptivos. O seu entorno está inserido em suas obras, basta recuperar algumas delas, como “De Osso” (ouça aqui), “Noturno” (ouça aqui) e a mais radical das suas aventuras, “Medro” (vá aqui).O mantra segue ativo: “Excesso. Processos massificados (…) Bramir repete, retoma, estende… até surgir uma voz que busca quietude”. Entretanto, Dias não se repete. “Cidade Estilhaço” é relativamente simples e econômico. Tem ruídos, essencialmente na faixa de abertura, “Talheres”, onde o observador degusta com os ouvidos a comilança alheia; e tem o arrastar da cidade em expansivo movimento em “Acesso” e “Procissão”... Leia Mais
Tags:  , , , , ,