domingo, 28 de novembro de 2021

G.R.E.P. Unidos do Faça Você Mesmo - Death Samba (2021)...



Download: Death Samba (2021).zip (ou vá no bandcamp acima)

Você pode chamar de sambadélico, fundo de quintal lo-fi ou simplesmente de música experimental de bamba, o fato é que o Grêmio Recreativo Escola de Punk Unidos do Faça Você Mesmo, chegou para (tentar) causar. O grupo é formado por André Marques (voz e tamborim), Araki Yasusada (Pandeiro e Guacharaca), Izumi Todo (Surdo e Voz), Jane Doe (Piano elétrico e Coro), Luther Blissett (Pedais e efeitos), Rob Kidd (Cavaquinho e coro), Satoshi Nakamoto (Caixa e Apito), Timóteo Pinto (Bateria eletrônica e Agogô), Victor Appleton (Percussão e parede rítmica)  e Wu Ming (Percussão e parede rítmica). Diretamente do Bairro de Vasconcelos, bairro esquecido do Subúrbio carioca (mas que existe), chega o primeiro trabalho do grupo, inspirados em Mauricio Negão, Robô Gigante, Satanique Samba Trio e Bloco Vomit, este é o Death Samba...

Tags:  , , , , , ,          

sábado, 27 de novembro de 2021

Guinebissau - Talvez pode ser quem sabe (2021)...



Download: Talvez pode ser quem sabe (2021).zip (Ou vá no bandcamp acima)

O duo paranaense Guinebissau, formado por Thiago Franzim e Douglas Labigalini, dois músicos das bandas Red Mess e Aminoacido, entre outras tantas, mistura do stoner ao jazz e do punk ao country nas cinco músicas do EP de estreia, “Talvez pode ser quem sabe”. O registro está disponível nas plataformas de streaming via Abraxas Records... Continue Lendo no Overrrocks

Tags:  , , , , , ,          

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

George Christian - La Grotte (2021)...





"Um Filme Polissemântico'', assim disse o crítico de um amigo artista, porque contém muitas camadas de consciência, de presença, de expressão, de significado, de luz. Novo primitivismo é o que George diz. Espero que você se encante e divertido, como nós. Eu gostaria que você pudesse ver o filme nestas imagens, sentir as emoções que eu sinto. Vamos conversar depois da visão - Antonella Porcelluzzi, diretora de La Grotte. O compositor multiinstrumentista George Christian (BA, 1981), natural de Salvador, tem se pautado entre as experimentações improvisativas e a música de concerto. Ele vem desenvolvendo um trabalho musical desde 2008, voltado especialmente para o violão e a guitarra instrumental, com uma discografia numerosa de álbuns virtuais. Bacharel em Composição pela UFBA desde 2020, atualmente trabalha com trilhas sonoras.

Tags:  , , , , , ,          

Mariá Portugal - Erosão (2021)...





 Em Erosão (2021, Risco / Fun In The Church), primeiro em carreira solo da baterista, cantora, compositora e produtora Mariá Portugal, música é matéria em decomposição. Partindo de um lento processo criativo que teve início há dois anos, quando se reuniu em estúdio com diferentes nomes da cena paulistana, como Maria Beraldo, Joana Queiroz e Chicão, também parceiros de banda na Quartabê, Portugal decidiu se concentrar no uso de improvisos com instrumentos acústicos, fazendo dessa sobreposição de elementos o estímulo para um material que seria minuciosamente filtrado, formatado e completo pelo uso de vocais, acréscimos e efeitos durante um período de residência artística na região de Moers, na Alemanha. E isso fica bastante evidente logo nos primeiros minutos da obra, na introdutória Cheio/Vazio. São pouco mais de quatro minutos em que Portugal apresenta parte das regras, possibilidades e conceitos que serão incorporados e derrubados ao longo do álbum. Oscilações eletroacústicas e vozes que encolhem e crescem a todo momento, sempre de maneira imprevisível, como uma manifestação instrumental e lírica do caminho indicado no próprio título da canção. Instantes em que a artista, acompanhada pelo cantor Tó Brandileone (5 a Seco), utiliza justamente da incerteza como único elemento de garantia do registro... Continue Lendo no Música Instantânea

Tags:  , , , , , ,          

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

FBC & Vhoor - Baile (2021)...



Download: Baile (2021).rar

“Se a semana foi mal, se o dia foi ruim, esquece tudo e vem assim na pista do baile”: o refrão de “Quando o DJ Toca”, cantado por FBC com participação da cantora Uana, evoca o baile funk como uma válvula de escape da tensão social. Ao longo de suas 10 faixas, BAILE, o novo álbum da parceria entre o rapper mineiro e o beatmaker VHOOR aprofunda esse olhar e vai compondo um retrato colorido e multifacetado do baile funk como uma complexa organização social, sônica e histórica de resistência — e diversão, sobretudo — do povo negro e das quebradas do Brasil. A partir de uma caprichosa reelaboração das sonoridades oitentistas do Miami Bass, a dupla apresenta um mosaico de personagens, histórias e alegorias que acendem um vasto leque de tópicos, da solteirice à covardia da violência policial. BAILE é um álbum com um arco narrativo definido, como sugere o subtítulo “Uma ópera em Miami”. Acompanhamos o personagem do disco indo ao baile para curtir, mandar o passinho, apaixonar-se e ser trocado por outro, até o trágico desfecho quando o seu bairro é invadido por milicianos. Nesse percurso, as emoções fazem bruscamente dos lamentos de uma separação precoce (“não era amor, eram as suas projeções em mim”, canta suavemente Mariana Cavanellas no refrão de “Não Dá pra Explicar”) aos gritos de revolta e desamparo contra a violência (“a polícia covarde atirou na minha filha”, exclama FBC em “Polícia Covarde”)... Continue Lendo no MonkeyBuzz

Tags:  , , , , , ,          

Ana Clara, Meio Amargo - Ruído Branco (2021)...




Com a união de Ana Clara e Meio Amargo (PA) surge "Ruído Branco", trabalho em colaboração entre a cantora e compositora e o músico e compositor Lucas Padilha. Com trajetórias e referências musicais semelhantes, que passam especialmente pelo indie, eles transitam no universo da canção e vêm realizando parcerias desde 2015. A partir daí, pelas afinidades, veio a vontade de lançar um álbum conjunto, que chega agora. ?Ruído Branco? reúne doze composições dos últimos seis anos, algumas interpretadas em duo, outras com a banda que conta com Eduardo Feijó, Rodrigo Sardo, Manuel Malvar, Deni Melo e Caio Feijó...

Tags:  , , , , , ,          

quarta-feira, 24 de novembro de 2021

Káfila – Necropolítica (2021)...





O povo brasileiro passa pela fase mais negativa de sua existência se sujeitando ao pior governo de sua história. E isso é um exemplo claro da malignidade que o conceito da “necropolítica” vem sendo aplicado em nosso país. Para agravar a situação fomos acometidos por uma epidemia de caráter mundial, limitando no mínimo com isso as ações de protesto. Nessas circunstâncias, no meio musical, o punk rock sempre foi o bastião da sociedade oprimida com sua posição política bem definida. É um fato. Mesmo sem poder contrapor, ir às ruas para protestar, organizar eventos; sobrou o verbo como arma mais contundente e isso pouquíssimos, até então, o souberam fazer com propriedade e qualidade. “Necropolítica”, o título do recente EP do veterano trio punk/hardcore piauiense Káfila, me impressionou bastante. A banda tem história para contar e referências de sobra – como indicador respeitável tá inclusa no rol dos bons sons punk/hardcore como Cólera, R.D.P., Pastel de Miolos, Karne Krua, Rotten Flies, etc. O discurso em forma de protesto contundente das faixas “O Palhaço”, com boas guitarras e o refrão grudento “O palhaço te enganou, otário!”, “Permanecer ou Não” e “Familicia” vão direto ao assunto apontando o dedo contra o fascismo miliciano assentado no Planalto; como todos nós gostaríamos de dizer e não tivemos capacidade... Continue Lendo no Noiseland

Tags:  , , , , ,          

Céu - Um Gosto de Sol (2021)...




Há duas formas de avaliar o primeiro álbum de Céu como intérprete de músicas alheias, Um gosto de sol, lançado nesta sexta-feira, com dois interlúdios entre 14 faixas alinhadas com unidade estética. Injusta, a primeira é buscar o confronto das 12 interpretações da cantora com os registros originais ou mais emblemáticos das músicas abordadas pela artista paulistana com produção musical orquestrada pelo baterista Pupillo Oliveira com os músicos Andreas Kisser (no violão de sete cordas, e não na guitarra que lhe fama mundial no grupo Sepultura), Hervé Salters (teclados), Lucas Martins (baixo) e Jota Moraes (vibrafone). Mais sensata, a segunda forma é perceber o álbum Um gosto de sol como um inventário afetivo de Céu, uma playlist particular – ora tornada pública – dessa artista que, através da obra autoral como compositora, soube delinear assinatura pessoal na música brasileira do século XXI... Continue Lendo no G1

Tags:  , , , ,          

terça-feira, 23 de novembro de 2021

D'Agua Negra - Erógena (2021)...




O trio amazonense D'Água Negra apresenta o EP de estreia "Erógena'' em parceria com o selo Amplifica Records. Uma obra jazzy, soul, indie, com notas psicodélicas, ou melhor, “psicotrópicas”. Profunda, com sonoridade sofisticada e letras provocantes, D'Água Negra e Erógena têm a mesma essência: as águas escuras que destinguem um dos maiores rios do mundo, o Rio Negro. Foi a partir desse ecossistema que nasceu a inspiração para conceber, durante os meses de pandemia, as 4 faixas - dentre elas, a já divulgada Acopalices, sobre o apocalipse que Manaus viveu durante o auge do surto de Coronavírus - os 2 interludes e o manifesto. Agora sob novo formato, o trio composto por Clariana Brandão Arruda, Bruno Barrozo Belchior e Melka, última a se juntar ao então duo, respondem, conjuntamente, pela assinatura de todas as composições do EP que refletem muito da génese da banda, profundamente vinculada ao rio que, não por acaso, foi escolhido para nomear o grupo. “D’Agua Negra é uma maneira de nos localizar, nos situar como um projeto nortista, do Amazonas e de Manaus, portanto, nada mais simbolico do que o Rio Negro para representar essa ideia de onde somos, daquilo que somos e do que expressamos em nosso trabalho”,  contou Clariana...

Tags:  , , , , , ,          

Mmoneis - Nada Será Como Antes (2021)...




Durante um dos períodos mais complexos vividos pela humanidade nas últimas décadas, e em meio a um milhão de questões e problemáticas sociais e pessoais que vieram à tona sem pedir licença, MMONEIS tirou um tempo para organizar as ideias. Mesmo com todo o caos em volta, ele conseguiu transformar suas reflexões nos versos que compõem as 10 músicas do seu terceiro álbum, “Nada Será Como Antes”, que está disponível nas plataformas digitais. O ponto de partida foi uma série de músicas que tinham uma certa conexão entre si, e também com as diferentes tragédias enfrentadas pela sociedade brasileira atualmente, mas estavam guardadas para virem à tona no momento certo (agora). A elas, o MC juntou outras escritas mais recentes, incluindo a que intitula o disco, tendo em algumas delas influência de grandes clássicos do rap brasileiro e a participação da Elaine Aloha, Bonsai, Crial e DJ Éffi. “Nada será como antes não é um prelúdio ao fim, tão menos carrega um olhar pessimista do futuro, É sobre mudança, sobre estar atento aos sinais que a vida nos apresenta, porque tudo muda muito rápido”, diz ele...

Tags:  , ,          

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

silvrfruit - Nectar Haze (2021)...




silvrfruit é uma dupla da região metropolitana de Porto Alegre, RS, traz um som produzido por mulheres com influências de R&B contemporâneo. A produção do duo busca expressar a dualidade feminina, através da composição de elementos sintéticos, no instrumental e orgânicos, no vocal. A dupla silvrfruit, formada em 2020, após lançar sua primeira música, moan, em janeiro de 2021 na coletânea Deusa Vol. 1, da Deusa Coletiva, lança em Novembro de 2021 o EP Nectar Haze, composto por 4 faixas...

Tags:  , , , , , ,          

Pseudo - Pseudo (2021)...




 Leo, Joca, Martin, Rocha e Rodrigo são os integrantes da Pseudo, banda paulista criada em 2017, durante a fase do ensino médio dos participantes. Hoje, quatro anos depois, mais maduros e com mais experiências dentro da cena independente, eles apresentam o álbum Pseudo, trabalho de estreia do grupo e disponível nas principais plataformas digitais. Com as temáticas do período da adolescência e da transição para o final dela, a Pseudo chega com honestidade, um tipo de desabafo roqueiro e debochado, que também abraça o pop e a MPB em doses criativas de produção musical. A banda surgiu quando os cinco integrantes decidiram se apresentar em um festival da escola, mas em pouco tempo a relação entre os membros se tornou muito mais forte e seus objetivos muito maiores. Sobre esse inicio, eles afirmam "Ao mesmo tempo que não éramos todos amigos do peito no primeiro ensaio, todos tinham muitos amigos em comum”, explicam os membros, que asseguram: desde então a relação de amizade e parceria entre eles só se fortificou. Ao longo do repertório da Pseudo é possível perceber diferentes momentos da vida dos rapazes, uma vez que as músicas foram compostas durante o colegial, um período de muitas mudanças e crescimento na vida de cada um da banda...

Tags:  , , , , ,          

domingo, 21 de novembro de 2021

Felipe Nizuma - velhas datas (2021)...



Download: velhas datas (2021).zip (Ou vá no bandcamp acima)

"velhas datas" é o 6ª EP do guitarrista felipe nizuma (@fnizuma). Dessa vez acompanhado de thiago babalu na bateria e gravado no estúdio móvel do mesmo, o EP mantém o punk/post-punk dos EPs anteriores - mais crus e gravados em lo-fi -, mas incorporando a psicodelia dos anos 60 e 80...

Tags:  , , , , , , ,          

sábado, 20 de novembro de 2021

Nosso Querido Figueiredo - Evereste (2021)...



Download: Evereste (2021).zip (ou vá no bandcamp acima)

“Evereste” é o disco que o Nosso Querido Figueiredo lança, mais uma vez de maneira independente. Junto com os detalhes do disco, Matheus Borges, a mente por trás do nome, oferece “Ruído Branco”, que encerra a obra, apresentada com um vídeo-letra, como a faixa anterior, “Buraco Negro”. “Dia X” também já conhecida. “Devo dizer, é uma das minhas preferidas dessa nova safra”, ele afirma em comunicado oficial. “Uma ode ao silêncio, uma exaltação do tédio, louvores ao espaço privado quando tudo lá fora segue um pavor”. Sobre o álbum, eles declara que são “dez canções escritas durante a pandemia. Eu poderia parar por aí e não estaria mentindo. ‘Evereste’ é isso, mas também não apenas isso. Formalmente, representa um esforço consciente de afastar a influência da música rock. O que busquei aqui, está bem evidente, é passear por um repertório de possíveis eletronismos lo-fi – algo que vai do synthpop ao bedroom pop e qualquer outra denominação que flutue no entorno”... Continue Lendo No Flogase

Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Giovanna Moraes - Manchaca, Vol. 3 (A Complication Of Boogarins Non Authorized Stems, Design, And Aesthetic From São Paulo, Sp) (2021)....




 A sequência de lançamentos quinzenais da cantora, compositora e musicista paulista Giovanna Moraes segue a toada de criativas experimentações desta vez a partir de uma releitura pessoal da música “Are You Crazy, Julian?”, faixa instrumental da banda roqueira Boogarins, de Goiânia (GO). Em Setembro de 2020, os rapazes da Boogarins fizeram uma chamada aberta com o desafio para que fãs e outros artistas criassem o vocal desta música, integrante do disco Manchaca, Vol.1, lançado na mesma época. “Gostei muito do resultado da música e para poder incluir no meu catálogo regravei o instrumental com minha banda, deixando o som um pouco mais groovado, mais na minha estética sonora. Adorei a ideia de lançar um disco de sobras e resolvi fazer o meu próprio Manchaca, gravado em São Paulo, incluindo algumas brincadeiras inspiradas no som dos Boogarins", conta Giovanna...

Tags:  , , , , ,          

Nevo Rubi - Derrotas Extravagantes (2021)...




A banda goiana Nevo Rubi surgiu em 2019, como um projeto solo do músico Orion Love. Nesse mesmo ano aconteceram os primeiros shows e para as performances ao vivo o projeto contou com a ajuda da artista performática Alessandra Favoritto - que se tornou parte integrante da banda. Essa formação durou até o começo de 2020, ano em que um show do duo foi visto pelo instrumentista Marcelo Tannus. Após o contato inicial Marcelo foi convidado a integrar a banda. Nevo Rubi se tornou um trio e foi essa formação que produziu as canções que integrarão o primeiro disco da banda. O disco, totalmente produzido em casa, tem como fio condutor os gêneros preferidos dos músicos. Por causa disso as músicas ecoam influências de synthpunk, vaporwave e vários outros gêneros, inclusive metal...

Tags:  , , , , , , , ,          

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Ananda K - Feitiçaria (2021)...





A cantora e compositora, Ananda K traz em sua bagagem mais de 11 anos de carreira e consagra seu trigésimo ano de vida com o lançamento de “Feitiçaria”, seu primeiro álbum autoral que será lançado nessa sexta (27) em todas as plataformas digitais. “Sempre enfrentei os desafios de construir um trabalho autoral e confiei que seria possível atingir os corações com tudo aquilo em que eu acreditava”, diz Ananda sobre seu projeto Feitiçaria. A artista, filha do cantor e compositor, Gilson de Moura, vem se renovando e se encontrando a cada dia, refletindo sobre sua missão, sua trajetória e seu propósito com a música. Apesar de uma grande carga autobiográfica, “Feitiçaria”, vem com 10 canções que tem as características de envolver e cativar o público, provocando o sentimento de identificação e aproximação com as letras e as histórias nelas contadas. O álbum também traz “Menina de Litoral”, música inédita da compositora, que enaltece o litoral do Rio Grande do Norte através do poder da mulher litorânea; uma mulher livre, de força, coragem e autenticidade. Ainda na intenção de valorizar as riquezas naturais potiguares, Ananda faz memória ao nosso braço de mar – situado no Rio Potengi, através da música “Abraço de Mar”... Continue Lendo no site do Do Sol

Tags:  , , , , , , ,          

Echorec Face - The Oral Programmatic Lessons of the Black Panthers (2021)...





O projeto brasileiro radicado na França Echorec Face produz este documentário em áudio / beat tape sobre o movimento dos Panteras Negras usando apenas amostras de gravações de soul-jazz e jazz-funk de 1967 a 1974 e discursos de áudio de muitos documentários, programas de TV e rádio...

Tags:  , , , , , ,          

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Década Explosiva - A Distância entre as cidades (2021)...






Com mais de quinze anos de carreira na música independente, seja à frente do saudoso duo eletrônico My Midi Valentine, ou como guitarrista e vocalista da banda de indie rock, Capona, Marcos Cajueiro é um talento colossal do agreste do segundo menor estado do Brasil. Esta parte do agreste se chama Arapiraca, outrora tida como a capital do fumo e presente na canção de Luiz Gonzaga, “O Torrado da Lili”, que exalta a qualidade do tabaco da região. Pela alcunha de Década Explosiva, Marcos retorna ao universo musical com o EP “A Distância Entre as Cidades”, lançado agora em todos os streams. “Esse nome Década Explosiva é em referência a uma coletânea antiga que pegou diversos hits românticos dos anos 1970, que tocava na rádio com tradução das músicas. E eu cresci ouvindo esses sons nas casas de parentes, que sempre tiveram essa coletânea em casa”, comenta Marcos. Sobre o nome do disco, ele explica: “Na época que fiz essas canções eu estava num relacionamento a distância, então é uma coisa concreta. Mas também tem uma obra do artista cearense José Leonilson, um bordado que tem a seguinte frase: se você sonha com nuvens, a distância entre as cidades, que gosto bastante e junta o nome do álbum com o nome da terceira faixa”. O primeiro lançamento de Década Explosiva é um disco fácil de escutar. “Easy listening”, como dizem os nativos de língua inglesa. Fácil de gostar talvez o defina melhor, pois o disco requer atenção para ser apreciar em suas nuances, camadas, arranjos. É melódico e romântico com responsabilidade, dentro da realidade. Difícil traduzir ou etiquetar a música feita por Década Explosiva. Com influências que vão de Tom Jobim a My Bloody Valentine, passando pela música brasileira setentista, aquela que flertava com o jazz e a psicodelia. Muito do pop rock também está presente na obra. Boa parte das melodias vêm do rock sessentista dos Beach Boys e dos Beatles e fazem naturalmente ponte direta com o Clube da Esquina...

Tags:  , , , , , , , ,          

João Menelau - Místico (2021)...




João é natural de Recife-PE e fundador, cantor e compositor da banda Pernambucana Semente de Vulcão, nascida em 2008. Com a Semente, João já circulou pelo Brasil e lançou o CD “Expresso do Fim do Mundo” em 2014, com produção do guitarrista Paulo Rafael, uma das grandes influências da banda. Contudo no final de 2019 e início de 2020 a Semente lançou dois singles, mas entrou deu uma parada com o início da pandemia. Esse foi o gatilho para a carreira solo de João Menelau. Desde abril de 2020, com o início da pandemia do Covid, João migrou para um sítio em Riacho das Almas, no agreste de Pernambuco, onde vive uma rotina mais próxima à natureza e longe da correria dos grandes centros. Sem poder tocar, ele vem aproveitando esse tempo para gravar e lançar suas músicas autorais que giravam em torno do autoconhecimento e da expansão da consciência. João traz a fina essência da MPB de raiz nordestina, revivendo e mesclando o estilo do autêntico rock brasileiro inspirado por Raul Seixas e a magnitude de gênios como Zé Ramalho e Belchior... Leia mais no site Rock Autoral

Tags:  , , , , , , , ,          

terça-feira, 16 de novembro de 2021

Dezert Horse - Horizonte (2021)...




 Surpreendentemente produzido por um músico de 19 anos em seu quarto, Horizonte é futurista, colorido e noturno, carregado de camadas e interpretações Neste sábado, 13 de novembro, o projeto goiano Dezert Horse lança seu primeiro disco: Horizonte. Idealizado por Gabriel Martins, totalmente gravado em casa e lançado de maneira independente, as 9 faixas do álbum perpassam a psicodelia e o indie eletrônico. Inspirado por importantes nomes da cena independente de Goiás, Gabriel Martins começou a produzir as próprias músicas enquanto ainda cursava o ensino médio. Com referências de Tame Impala, Boogarins, Carne Doce e The Holydrug Couple, Gabriel lançou ainda em 2020 seu primeiro EP como Dezert Horse, intitulado como “Time Lapse”. Agora, com 19 anos e produzindo sozinho, o artista lança o seu primeiro disco... Continue Lendo no Boomerang Music

Tags:  , , , , , ,          

Leticia Coelho - No Passo da Rabeca (2021)...




 A multi-instrumentista, cantora e compositora mineira Letícia Coelho comprou uma rabeca em 2013. Começava, então, uma relação de paixão, respeito e investigação com o instrumento de arco, precursor do violino. Arrebatamento talvez seja uma palavra correta para definir essa ligação da artista com a rabeca, tanto que ela se mudou para Pernambuco, onde passou um mês e meio tendo aulas com rabequeiros em Recife e Olinda. No município de Condado, terra de forró e baião, mas especialmente do Cavalo Marinho, manifestação folclórica característica da Zona da Mata pernambucana, Letícia teve um encontro especial. Em Condado vive o Mestre Luiz Paixão, símbolo e referência na arte da rabeca, com quem Letícia passou alguns dias em uma intensa experiência criativa e de aprendizado. “Eu acordava às 8h e tocava rabeca até a noite. Meus dedos quase caíram de tanto tocar”, ela brinca. “A exaustão faz parte desse processo”, completa Letícia... Leia mais no O Tempo

Tags:  , , , , , ,          

segunda-feira, 15 de novembro de 2021

Versa Libertália - O Pódio (2021)...




O segundo EP da Versa Libertália “O Pódio” reúne quatro músicas que juntas falam sobre enxergarmos a realidade da cultura produtiva e útil da vida, entendermos como essas ideias nos afetam de maneira opressora em várias vertentes das nossas vidas e sonharmos com uma outra maneira de viver, se relacionar e se libertar. Com esse segundo EP, a banda dá mais um passo na sua carreira, continuando os debates sobre temas da realidade atual para a busca do nosso bem-estar social, e já projeta para 2022 o lançamento do seu primeiro álbum e a retomada dos shows para mostrar todo o seu trabalho ao vivo...

Tags:  , , , , ,          

Mazuli - Mazuli (2021)...




 O cantor e compositor Mazuli, um dos destaques da nova cena pernambucana, lançou um disco de estreia arrebatador. O lançamento foi no final de agosto e está disponível em todas as plataformas. É um som mais pop, que flerta com o brega e com a tradição romântica brasileira. Ele é o compositor das 11 canções e tem uma parceria com  Juliano Holanda, já gravou música com o Otto (que não entrou no disco) e lançou um EP com canções que não fazem parte desse trabalho de estreia. Além disso, acaba de lançar o clipe de "Astral", com animação do Projeto Ciberdelia, que já fez trabalhos com nomes como B Negão, Marcelo D2 e Otto. E também um faixa a faixa no YouTube. “Esse disco é de uma pessoa que tem muito medo, mas ainda assim se joga. Como falo na canção ‘Truman’, vi o precipício e pulei”, explica. Nesta entrevista exclusiva, você poderá conhecer um pouco mais da intensidade deste artista... Leia mais no Resenhando

Tags:  , , , , , ,          

domingo, 14 de novembro de 2021

Oruã - Íngreme (2021)...





Download: Íngreme (2021).zip (ou vá no bandcamp acima)

Após turnês pelo exterior e momentos de altos e baixos pessoais, o grupo carioca Oruã faz de seu terceiro álbum “Íngreme” um relato da sua escalada e da queda livre em que o Brasil se encontra, servindo também como um manifesto pela resistência. Este é um lançamento  Transfusão Noise Records já disponível para streaming. Gravado em diversos lugares do mundo e expandindo mais uma vez a sua própria leitura do que é a efervescente música experimental brasileira, Oruã foge dos rótulos. Rock, acid jazz, psicodelia e indie se encontram longe da curva e na direção do desconhecido. Depois dos álbuns “Sem Bênção / Sem Crença” (2017) e “Romã” (2019), o terceiro trabalho chega para anunciar novos tempos... Leia mais no Boomerang Music

Tags:  , , , , ,          

sábado, 13 de novembro de 2021

Negro Leo, Rodrigo Coelho & Thomas Harres - BALANCETE VOL. I (2021)...




Cheirinho de VHS no ar. A UIVO Records tem o prazer de lançar exclusivamente pelo Bandcamp (até pq os streamings censuraram o conteúdo) BALANCETE VOL.I. Negro Léo, Thomas Harres e Rodrigo Coelho numa audionovela forma livre inspirada nas grandes emissoras cariocas dos anos 80, a bem dizer o berço do conservadorismo bundalelético que nos assola hoje. Entre sintetizadores, MPC e vocais doentios, o Balancete emula sonoramente aquele misto de terror e frenesi que a criançada sentiu na primeira aparição do É o Tchan em rede nacional, 10 da manhã no Xou da Xuxa.

Tags:  , , , , , , , , ,          

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Fabriccio - Selva (2021)...



Download: Selva (2021).rar

 Selva (2021, Zeferina Produções) é um recomeço. Quatro anos após a entrega do primeiro álbum de estúdio, Jungle (2017), o cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista Fabriccio está de volta com um novo registro autoral. Entretanto, contrário ao esperado de uma obra do gênero, o artista, em comum acordo com a antiga gravadora, decidiu extinguir o trabalho que revelou músicas como Teu Pretim, Foge Comigo e Orfeu, e reinterpretar cada uma delas partindo de uma nova abordagem estética. O resultado esse processo está na entrega de um material que naturalmente preserva a essência do repertório original, porém, potencializa cada mínimo fragmento lírico e instrumental. Utilizando de uma base essencialmente econômica, mas não menos detalhista, Fabriccio confessa sentimentos, medos e momentos de maior vulnerabilidade de forma estreitar a relação com o ouvinte. São canções que transitam por entre gêneros e incorporam um vasto catálogo de referências, porém, preservando a identidade criativa do multi-instrumentista capixaba. A principal diferença em relação à versão original do disco, onde cada composição parecia funcionar como um objeto de estudo, está na maior homogeneidade dada ao presente álbum. É como se cada faixa servisse de passagem para a canção seguinte, conceito que se reflete até o último segundo da obra... Leia mais no Música Instantânea

Tags:  , , , , ,          

WRY - Unconventional (2021)...




Pode até causar estranheza os adjetivos usados no título da matéria. No entanto, a definição vem do próprio Mario Bross, integrante da banda WRY, de Sorocaba (SP), para explicar o novo EP Unconventional, que acaba de ser lançado. “Pensamos em deixar este EP por último, porque achamos legal juntar os remixes que achamos os mais ‘diferentões’ de todos que recebemos até hoje. É interessante demais ouvir linhas musicais que a gente produziu de formas totalmente inusitadas e muitas vezes bem esquisitas, ainda assim interessantes.” As palavras de Bross ajudam a entender o projeto de série de EPs, que junta remixes – inclusive inéditos – de faixas do último e aclamado álbum Noites Infinitas. O quarto trabalho da banda sorocabana de rock alternativo conta com seis remixes de TVVRS & Riber, Benke (Boogarins), Schoolbell, Subburbia, Flanicx e “mais um excelente remix sem dono”... Continue Lendo no Portal Mandala

Tags:  , , , , , , ,          

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Dante Ozzetti e Luiz Tatit - Abre a Cortina (2021)...




Em comemoração aos 20 anos de parceria musical, o compositor Dante Ozzetti e o músico Luiz Tatit lançam, neste mês, o disco Abre a Cortina. Ao longo dessas duas décadas, a parceria entre os dois artistas rendeu diversas canções, algumas delas gravadas por grandes nomes da música brasileira, como Zélia Duncan e Mariana Aydar. Formado por dez canções inéditas, o novo disco foi composto e gravado durante a pandemia e conta com as participações de Ná Ozzeti, Patrícia Bastos, Lívia Mattos e Livia Nestrovski. As faixas reúnem mais de dez instrumentistas e constroem um repertório diverso em ritmos e tons... Leia mais e ouça a entrevista no site da UFMG

Tags:  , , , , , , ,          

Zoe Trio - Cisma (2021)...




Download: Cisma (2021).rar

 Novo trabalho da banda carioca Zoe Trio. "Cisma" é o novo EP do trio instrumental, lançado 5 anos após o ultimo trabalho. São 4 faixas instrumentais com muita qualidade e psicodelia...

Tags:  , , , , , , ,          

quarta-feira, 10 de novembro de 2021

eliminadorzinho - Rock Jr (2021)...




Parece clichê mas nada mais natural que bandas formadas por jovens em seus vinte e poucos anos em algum momento se questionarem sobre os dilemas da vida adulta. Por mais que vivamos numa era onde a maturidade não se vê mais em um número e idade, e sim nossas experiências e aprendizados, essa passagem acaba “batendo” de uma forma ou outra e em tempos diferentes para cada um. O período chamado por alguns de “adultescência” pode ser bastante conflituoso e a maturidade para lidar com os problemas traz consigo várias ciladas que a vida cobra naturalmente que esse ciclo finalmente se encerre. E é exatamente sobre esse ponto que o eliminadorzinho aborda em seu novo disco, Rock Jr. A famosa “bagunça do começo da vida adulta”, inseguranças, erros, aprendizados, nostalgia e pecados acabam ecoando entre guitarras distorcidas e letras que dissertam sobre essas passagens e locais que sentem saudade, como é o caso de “Pompeia” que faz referência a ver shows no palco do famoso Sesc paulistano. Lidar com esse sentimento Pós-Jovem, virou até podcast comandado pelo sagaz André Felipe onde os convidados comentam mais sobre esse período onde são jovens adultos ou adultos com almas jovens – e isso você entende melhor ouvindo... Continue Lendo no Hits Perdidos

Tags:  , , , , , ,          

Brunno Manfra - Passeio com monstros (2021)...




 Após um tempo de espera, o cantor e poeta Brunno Manfra, lançou seu segundo álbum “Passeio com Monstros”. Com um álbum que retrata o presente que estamos enfrentando ele trás um álbum que te faz refletir e exteriorar o sentimento que temos preso nesses últimos tempos. Uma ótima pedida para matar a saudade de Brunno já que seu primeiro álbum, “Sobre o voo dos elefantes”, foi lançado em 2015. Em Passeio com Monstros, Brunno Manfra se uniu ao músico e artista gráfico Lucas Pasquini para a produção do disco. Aliás, Lucas além de ter tocado e gravado grande parte dos instrumentos, mixou, masterizou e criou a arte visual do projeto. Dessa forma, o álbum entrega como tema o autoritarismo do tempo presente, além do isolamento social decorrente do processo pandêmico. Nesse sentido, encontramos nele sentimentos como a censura, o medo, a melancolia, a culpa e o isolamento social pelas canções. Algo que estamos bem acostumados a ver no nosso cotidiano no dia a dia atual. Porém tudo de uma forma discreta, já que Brunno resolveu trabalhar com a linguagem, metafórica e se utiliza na maior parte do trabalho de gramáticas do sonho/inconsciente... Continue Lendo no Parada Pop

Tags:  , , , , , ,          

terça-feira, 9 de novembro de 2021

Imã - Furiosa Aberta (2021)...





Sexta-feira é o dia internacional de lançamentos do mundo da música e não foi diferente para a banda curitibana ímã. Chegou em todas as plataformas de streamings, o EP Furiosa Aberta com quatro músicas inéditas do grupo, fruto da parceria com os poetas e amigos Francisco Mallmann, Natasha Tinet e Julia Raiz.A ímã encontrou no isolamento um forma única de encarar os processos criativos. “Se por um lado a pandemia forçou o mundo inteiro a reorganizar hábitos, rotinas e modos de sobrevivência, por outro, nós conseguimos reunir esforços para colocar em prática um interesse antigo de explorar processos de composição que pudessem percorrer caminhos diferentes dos tradicionais” explica  Luciano Faccini, que, dentre outras funções, é cantor, compositor e diretor artístico do grupo. Aproveitando a próxima relação da ímã com os poetas Francisco Mallmann, Natasha Tinet e Julia Raiz, os integrantes do grupo tomaram para si o desafio de “musicar” um trecho de cada poema. Os pedaços de arte se transformaram no que hoje podemos ouvir no EP... Continue Lendo no Curitiba Cult

Tags:  , , , , , ,          

Jotaerre - Tempestade (2021)...




Mesmo com crise econômica, pandemia e falta de incentivo à cultura, a música feita na Bahia segue fértil com alta produção. Dentro disso, o el Cabong mantém sua proposta de, na medida do possível, acompanhar o cenário contemporâneo com análises dos novos álbuns lançados no estado. Dessa vez trazemos o novo trabalho do músico Jotaerre, Tempestade, o segundo solo. Guitarrista da banda Psirico, o músico vai além do pagode e em 13 faixas absorve outras referências. O álbum traz também como novidade o artista assumindo os vocais em discursos político-sociais com participação de vários convidados. Mais uma vez contamos com resenha da parceira Julli Rodrigues. Após investigar as origens da viola do pagodão baiano e experimentar diversas sonoridades, o guitarrista e compositor baiano Jotaerre enfrentou a tempestade e voltou com muito a dizer. O fenômeno climático dá nome ao quarto álbum de estúdio do artista, que sucede o ótimo Kuarentena Sessions V (2020). Nas 13 faixas autorais, Jotaerre, que também é guitarrista da banda Psirico, expande ainda mais o seu universo sonoro e acerta ao trazer o melhor de dois mundos... Continue Lendo no El Cabong

Tags:  , , , , , , ,          

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

The Baggios - Tupã-Rá (2021)...




“Tupã-Rá” é o nome do quinto disco da banda sergipana The Baggios. Tupã [substantivo masculino] Trovão; entidade que, na mitologia indígena de língua tupi, é adorado como ser supremo. Rá [substantivo masculino] Em egípcio: *ri:ʕu. Grandioso Deus do Sol do Antigo Egito. Não é um disco sobre um Deus, ou deuses indígenas ou egípicios. “Tupã-Rá” transcende a compreensão de que apenas uma religião deve ser reverenciada, afinal existem milhares por todo o mundo e obviamente não sabemos se todos esses Deuses existem em conjunto ou se na verdade é apenas um. Mas a ideia de todos juntos é muito mais agradável, e neste disco é mais ou menos isso também, muita coisa incorporada e unida musicalmente em sonoridades que percorrem vários caminhos da música. Mas o que Tupã e Rá têm em comum? Ambos trazem a luz. Trovão e Sol. Iluminar os caminhos, as percepções, iluminar nossos olhos para conhecer e entender novas coisas. Em um disco bem versátil, mas com uma veia de rock extremamente forte – como já é característico da banda -, a The Baggios mesclou muita coisa e poderia dar muito errado, mas não deu... Continue Lendo no Polvo Manco

Tags:  , , , , , ,          

Monomotor Estéreo - Voyager Golden Disko (2021)...




Monomotor Estéreo é uma nave espacial sonora que está em órbita desde 2015, pilotada por Felipe Rodrigues (Signo 13 / Under The Ruins), músico brasiliense que há duas décadas vem desenvolvendo trabalhos musicais dentro do Post Punk, Hardcore, Surf Music e a Música Eletrônica Experimental. “As canções do Monomotor Estéreo circundam em torno do experimentalismo com sintetizadores e passeiam por gêneros como a música retrofuturista synthpunk, electrorock, laserpunk e a música eletrônica primitiva; as produções são realizadas em apps de smartphones, home estúdio, explorando instrumentos acústicos e sintéticos”, explica o próprio Felipe. Na discografia, o álbum "Space Drone" de 2016 (que ganhou uma versão remasterizada e entrou nos serviços de stream em 2021) e "Voyager Golden Disko", segundo álbum lançado hoje, em todos as plataformas digitais...

Tags:  , , , , , , ,          

domingo, 7 de novembro de 2021

Nome Morto - Discografia (1996​-​2003) (2021)...




Download: Discografia (1996​-​2003) (2021).zip (Ou vá no bandcamp acima)

"Discografia (1996-2003)" é o oitavo registro de Nome Morto (Cássia Siqueira) e se trata de uma compilação ficcional. Apesar de todas as faixas terem sido compostas e gravadas entre 2020 e 2021, elas são atribuídas ao período referente a meus 7 anos iniciais de vida. Altamente influenciado pelo noise, slowcore e black metal atmosférico, o álbum constrói uma narrativa retroativa como instrumento de investigação de um passado sem (ou escasso de) memórias...
 

Tags:  , , , , , , ,          

sábado, 6 de novembro de 2021

Riegulate et al. - Rainbow Glasses - Remixes of Jupiter (2021)...




"Rainbow Glasses - Remixes Of Jupiter" conta a história do nosso solitário astronauta do álbum Jupiter (Riegulate - 2020) interagindo com os seres de Júpiter após sua chegada no maior planeta do sistema solar. Da interação surgiram os remixes de 9 artistas/ projetos de várias regiões do Brasil. De Goiás, o duo Normas ABRC, formado por Bruno Abdala da PRP Records e Renato Cunha (Ex- Black Drawing Chalks). De Parnaíba, litoral do Piauí, o projeto Nevi Lunes, do produtor, músico e arranjador Levi Nunes (Ultrópico Solar). De Pernambuco, temos o Hanni Palecter e o Mind Movies de Petrolina. De São Paulo, os beats lo-fi do projeto Suave. Da Paraíba, terra do Riegulate, vem a maioria dos participantes, Amaro Mann, Big Jesi, Iuri Gagarin e o próprio Riegulate com seu alterego Between2d somaram nos beats alucinantes...

Tags:  , , , , , , , , , , , , , , , ,          

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

ESPELHOS DE OKÊ - Vista Sua Armadura Mais Bonita (2021)...




Há um ditado que diz “A flor que desabrocha na adversidade é a mais bela de todas” e assim é a criação da Espelhos de Okê, banda mineira que une tropicalismo e afrobeat e hoje lança o disco de estreia: “Vista Sua Armadura Mais Bonita”, via selo Alcalina Records. As músicas inspiram o olhar para si, em busca de um caminho que desperte a espiritualidade por meio do autoconhecimento. Como alcançar este resultado? Músicas dançantes, ritmos marcantes influenciados pela música brasileira e negra mundial. O disco já está disponível nas principais plataformas de streaming. “O disco é o primeiro da banda, representa o nascimento do projeto, que traz em suas músicas a densidade que sentimos durante os tempos pandêmicos. Surgiu da necessidade de romper com a inércia e entrar em movimento, canalizando os sentimentos de angústia, desespero e questionamentos. Em meio ao processo percebemos que as músicas iam muito além desse tempo, porque tais sentimentos são sentidos diariamente e a busca por amor, empatia e esperança é constante.”, analisa Flaviany Matos, vocalista... Leia mais no Midiorama

Tags:  , , , , , ,          

Cabokaji - Cabokaji (2021)....




Após dois anos de produção, o CABOKAJI lança seu primeiro álbum autointitulado em todas as plataformas de streaming na sexta-feira, 29, dentro do projeto Original Caboks. No dia seguinte, estreia turnê virtual de lançamento do disco em Salvador através do Youtube da Casa Preta Espaço de Cultura. A série de shows lives do CABOKAJI ocorre sempre aos sábados até 27 de novembro, às 19h, numa parceria com espaços culturais alternativos de Salvador, Aracaju, Maceió e Olinda. No álbum gravado no estúdio da Aquahertz Beats, o grupo explora a musicalidade indígena, que deu origem a diversos ritmos nordestinos, com reforço da musicalidade eletrônica e contemporânea. Estilos pouco comuns, como rojão, aboio, dança de Búzios, Coco Fulni-ô, e outros mais populares como maracatu e afoxé, também integram o trabalho... Leia mais no A Tarde

Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 4 de novembro de 2021

CIRIO - Rimas Bélicas de Álcool Gel (2021)...





 O cantor e compositor CIRIO, de Porto Alegre (RS) acaba de lançar o seu novo álbum "RIMAS BÉLICAS DE ÁLCOOL GEL", trabalho que marca uma nova fase de sua carreira, somente com músicas de rap e trap, porém sem deixar de lado a letra afiada presente em singles anteriores como "A Culpa é da ONG, Talkey?" e "Censura". O novo trabalho faz uma retrospectiva dos quase 2 anos de pandemia com rimas que misturam vivências pessoais com críticas políticas e crônicas sobre a desigualdade, o negacionismo e o isolamento social no Brasil. A maioria das músicas foi composta em 2020 e fez parte do quadro "Cantadas Crônicas", do canal CIRIO TV no YouTube, pelo qual o cantor reflete sobre assuntos atuais por meio de canções inéditas. "Era para ser um projeto de retrospectivas musicais, conteúdo que costumo trazer para o meu canal, contudo, a partir de março a pandemia estourou e eu me vi fazendo um álbum denso de protesto.", explica CIRIO sobre o processo criativo...

Tags:  , , , ,          

Jova - Emergir (2021)...




A busca por autoconhecimento após mudanças nas dinâmicas da vida foi o que motivou o artista de Belfort Roxo, Jova,  a compor Emergir, seu terceiro EP,  que retrata o processo de reconstrução e encontro de um novo caminho. Acompanhado de um videoclipe, o lançamento chega via selo Mondé. Emergir traz quatro músicas autorais e autobiográficas – sendo uma instrumental – que abordam uma nova fase do cantor e compositor Jova, natural de Belford Roxo (RJ). “O EP marca meu processo de reconstrução. As letras refletem e trazem um movimento solar, de descoberta e estado de espírito”, conceituou... Leia mais no Cabana da Música

Tags:         

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

Entropia-Entalpia - Diegese (2021)...





 Entropia-Entalpia é o projeto solo do instrumentista e produtor recifense Matheus Camara, membro do Teto Preto e um dos membros da Mamba Negra. Em Diegese, novo EP do projeto lançado pelo DSRVTV, o artista constrói um ambiente agradável e ao mesmo tempo bucólico, uma ambigüidade reflexiva e contemplativa. Elementos sutis e contra-intuitivos coexistem em relativa harmonia, dando drama a uma jornada experimental e minimalista...

Tags:  , , , ,          

Aqno - O Retorno de Saturno (2021)...




Pará e Maranhão. Norte e Nordeste. Agora, Brasil e mundo. As paradas iniciais que marcam o caminho para o universo particular do cantor paraense AQNO estão todas conectadas em “O Retorno de Saturno”, seu álbum de estreia, que foi lançado nesta quarta-feira (27) nas principais plataformas de streaming. Natural de Marabá, sudeste do Pará, AQNO mescla em seu primeiro álbum da carreira com as experiências vividas em solo paraense, juntamente aos sete meses que abraçou o Maranhão, estado em que foram produzidas todas as 11 músicas do disco. Ao longo de um pouco mais de 38 minutos de duração, “O Retorno de Saturno” carrega diversas sonoridades, unindo referências do brega paraense ao reggae do Maranhão [ou o “Breggae”, que é o carro chefe do álbum] junto ao pop universal com pitadas de ritmos latino-americanos – todas estas influências produzidas pelo maranhense Sandoval Filho, do BlackRoom Studio, de São Luís (MA). Homem gay vivendo com HIV há seis anos, AQNO não deixa de se posicionar em seu trabalho: em sua estreia, as causas da comunidade LGBTQIA+ e pessoas que também vivem com HIV também ganham destaque nas letras e referências do artista. “Eu componho há muito tempo e tinha canções de uma década inteira engavetadas. Eu queria um álbum que reunisse história de todos esses tempos, como um ritual de revisitação delas e um modo de ressignificar na percepção que os outros irão ter ao ouvi-las. ‘O Retorno de Saturno’ é sobre respeitar os nossos processos e o nosso tempo para resolver os nossos conflitos, mesmo que seja lento. É sobre respeitar o processo de amadurecimento e entender que no fim, essa jornada só começou”, ressaltou AQNO, ao relacionar a passagem do tempo de cada pessoa com o planeta Saturno, que leva cerca de 30 anos para dar uma volta inteira ao redor do sol, e com a cigarra, que pode viver, aproximadamente, 17 anos embaixo da terra...

Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 2 de novembro de 2021

Arthur Martins - Novo Homem (2021)...





Arthur Martins faz um passeio plural pelos ritmos regionais em um EP de estreia onde as raízes da música brasileira pulsam. Passeando entre o sagrado e o profano, o carioca vai da percussão baiana dos blocos afro, o samba-rock do Rio de Jorge Ben e Seu Jorge, e desemboca no samba-reggae e no ijexá. “Novo Homem” é a declaração de um artista que chega no cenário sem abrir mão de refletir suas origens. “Novo Homem” reflete as mudanças pessoais que inspiraram a composição das três faixas. O começo com “Estrada Real” anuncia, também, o início de uma jornada. A canção reflete as fases do começo de um relacionamento, em uma referência ao caminho romano Via Appia. Já a faixa-título ganhou um clipe onde Arthur traduz em imagens a letra sobre um renascimento, propondo um novo conceito de masculinidade. Por fim, “Preciso Gritar” dialoga com questões de saúde mental, tendo sido escrita durante uma crise depressiva. “As músicas foram compostas no fim de 2019, em meio a grandes transformações pessoais, que ditaram o conteúdo das canções. Embora não haja unidade temática, todas elas buscam tratar os temas de forma muito visceral e sincera”, admite Arthur. Para dar forma às músicas, ele co-produziu o trabalho ao lado de Tiago Nunes, músico baiano membro da Orkestra Rumpilezz do maestro Letieres Leite e instrumentista em diversos projetos como Maria Bethânia, Bell Marques, Julia Vargas e outros...

Tags:  , , , , , ,