quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Torre - Pág. 72 (2019)...




Como um bebê que balbucia suas primeiras sílabas, torre inicia o disco Pág.72 com a introdução Festa. Sem nenhuma palavra, a faixa mistura vozes para apresentar dois lados do conteúdo do disco: o som de cunho experimental e o conceito da obra. Falando ao Música Pavê por telefone, o vocalista Felipe Castro explicou que Pág.72 propõe apresentar o crescimento do eu-lírico através dos anos na progressão da primeira à última música. “Estava lendo Em Busca do Tempo Perdido (Proust), que fala sobre memória e infância”, conta ele, “e eu já estava passando por esse processo de saudades do Rio de Janeiro, onde nasci, e decidi escrever sobre minha infância a partir de fotos minhas daquela época. Escrevi duas músicas assim, depois pedi fotos de amigos meus e escrevi outras, que deram início ao processo de produção do disco”... VIA
Tags:  , , , , ,          

Nenhum comentário:

Postar um comentário