sexta-feira, 12 de agosto de 2022

UmQuarto - Por um Fio (2022)...




A gravação ao vivo revela muitos aspectos de um som. O emocional da banda, as técnicas utilizadas, a sincronia entre voz, guitarra, baixo e bateria. Inspirados nessa mistura de caos e música, o UmQuarto lança o single “Por um Fio”, originalmente com 9:17 de duração, mas que, para fins práticos, foi dividida em duas partes – Lado A e Lado B. A canção representa uma nova fase da banda de Florianópolis, que já se prepara para um novo disco, explorando elementos do progressivo e do experimental. “Gostamos de canções que tenham sessões, como se músicas diferentes formassem uma só. A canção tem três partes distintas, mas que geram sensação de uma só. O desafio foi similar a ‘Humans’, gravando tudo ao mesmo tempo, com todos os músicos na mesma sessão. O single ‘Por um Fio’ indica o caminho psicodélico e progressivo que o UmQuarto mostrará no segundo álbum, que será lançado ainda neste semestre.”, explica Mayer, vocalista e baixista do UmQuarto... Continue Lendo no RG

Tags:  , , , ,          

St. Aldo - Esther Building (2022)...




Surgidos de forma despretensiosa na primeira metade dos anos 10, a Aldo The Band lançou “Is Love” (2013), um disco feito “na casa da nossa própria mãe, gravando as vozes no armário”, e se embrenhou na estrada, local em que burilaram seu som com shows intensos e elogiados. Vieram “Giant Flea” (2015), o segundo disco, e a parceria com a gravadora londrina Full Time Hobby, que rendeu o EP “Trembling Eyelids” (2019) e as indicações da faixa título na seleção Single Of The Week da BBC, e do single “Papermaze” (também do EP) sendo tocado como Next Wave Band na BBC Radio 1 (com direito a entrevista!). Então veio a pandemia, e os irmãos André Faria e Murilo Faria decidiram alugar um loft no Edifício Esther, um clássico da arquitetura paulista fincado no coração do centro da capital, na Praça da República (quase ao lado do edifício em que Caetano morou no final dos anos 60, tendo sido preso e conduzido por integrantes da ditadura militar junto a Gilberto Gil, que morava do outro lado da Avenida São Luiz), levando todos os equipamentos e por lá passando 10 dias morando e compondo as novas faixas do novo álbum, num processo de total imersão. Nascia não só “Esther Building”, o terceiro álbum do duo, mas também uma nova banda, a St. Aldo... Continue Lendo no Scream Yell

Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Ala Mil - Cafonália ou disco da Xuca tocado ao contrário (2021)...




A banda Ala Mil é do litoral de Santa Catarina (entre Itajaí e Balneário Camboriú) que começou com um projeto de experimentação. Desde o começo a proposta foi fazer som instrumental com variadas influências que vão do rock ao jazz, passando pelo groove do funk e ritmos brasileiros e também das camaradas sonoras do dub e do krautrock e nas gravações contamos com músicos amigos da vida e da internet, gente do Brasil e do mundo inteiro, nesse disco que estou te passando por exemplo a maioria das percussões é do músico americano Stevie Kornicks. Temos 5 discos e estamos começando a levantar um repertório pra um sexto e loucos pra tocar por aí e divulgar nosso som...

Tags:  , , , , ,          

Anná - BRASILEIRA (2022)...




A multiartista Anná lançou recentemente seu segundo disco, Brasileira, nas principais plataformas digitais de música. A cantora que debutou em 2017 com o EP Pesada, lança seu novo trabalho após o álbum Colar, de 2020. “Música de colagem” foi a marca registrada da artista mocoquense Anná em seus trabalhos anteriores. Desprender-se de rótulos e linearidades, bem como deixar os gêneros musicais flutuarem em levadas alternantes é um solo fértil muito explorado por Anná. Em Brasileira, as colagens se expandem, assim como a linearidade do tempo e do próprio universo, através do olhar sobre a história da música brasileira das últimas dez décadas... Continue Lendo No Ultraverso

Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Gui Silveiras - Grito Contido (2022)...




 O novo álbum do multiinstrumentista e compositor paulista Gui Silveiras, Voz e violão dão a intensidade do grito contido pelo artista, que gravou o álbum durante a pandemia e agora mostra o trabalho pro publico...

Tags:  , , , , ,          

Marissol Mwaba - NDEKE (2022)...



Download: NDEKE (2022).rar

Aos 30 anos, Marissol Mwaba tem um currículo impressionante. Poucos músicos de Santa Catarina, ou melhor, ninguém conseguiu chegar no território em que a cantora, compositora e multi-instrumentista está pisando. A frase foi escrita no presente, pois essa trajetória ascendente apenas começou. No dia 28 de julho, Marissol divulgou o seu primeiro EP (já tem dois álbuns lançados, em 2015 e 2018), “NDEKE”, que marca a sua estreia oficial como artista da editora e gravadora LAB Fantasma. A brasileira de origem congolesa radicada em Florianópolis já fazia parte do cast do hub de entretenimento que também representa Emicida, Rael, Drik Barbosa, entre outros, mas agora a empresa cuidará da parte comercial para shows, publicidade e marketing de influência, sendo a peça que faltava para a sua carreira levantar voo. E “Ndeke”, que significa pássaro que sabe renascer e voar com liberdade, tem tudo a ver com o momento pelo qual Marissol Mwaba está passando. A inédita “Parece azul”, uma das três faixas do material, que tem produção musical, synths e beats de Iuri Branco (Marina Sena), segue a temática. A artista, que já participou de trabalhos de grandes nomes da música brasileira, como Emicida, participando do álbum “AmarElo”, vencedor do Grammy Latino de 2020, Luedji Luna, Rincon Sapiência, Mano Brown, Chico César, entre outros, trouxe essa comunhão para o EP. Em “Chupando versos”, que ganhou clipe, Marissol tem a companhia do irmão François Muleka, além de Drik Barbosa, Linn da Quebrada e Lucs Romero, enquanto em “MARTE” a cantora colaborou com Tuyo e Mônica Agena... Continue Lendo no Rifferama

Tags:  , , , ,          

terça-feira, 9 de agosto de 2022

Rogério Skylab - Caos e Cosmos 2 (2022)...





 Novo álbum do grande cantor e compositor carioca Rogério Skylab, com 16 faixas autorais da melhor qualidade. Esta é a segunda parte do terceiro volume da trilogia do Cosmos, que or artista vem lançando ao longo de sua carreira...

Tags:  , , , , ,          

Imigrantes - Dores do Mundo (2022)...




A banda Imigrantes foi formada pelo multi-instrumentista Júlio Cesar Benevenuto em Cajamar-SP, Este álbum foi gravado no meio da pandemia com os recursos mais simples possíveis, o disco foi todo gravado e mixado em um pedal de loop Chinês, usando baterias do youtube e sintetizadores e samples de programas de celular. O disco trata-se de uma trilha sonora baseada em uma historia de uma família que foge da fome na etiópia e são escravizados pelo mundo. Tenho como influencia no disco Ennio Morricone, Tommy Guerrero, Shawn Lee, Akalé Webe, Liraz, Kruangbin e varias outras referências da World Music. O disco e uma viagem sonora e sensorial que parte da etiópia e acaba na cumbia colômbia de Abuela....

Tags:  , , , , , , ,          

segunda-feira, 8 de agosto de 2022

Vitu - Despedida (2022)...

 




Um EP chamado “Despedida” talvez cause estranhamento, mas este também era um dos objetivos do cantor e compositor capixaba Vitu. E o adeus, neste caso, é para a tal da fase ruim que todos parecem estar passando nos últimos tempos. Com quatro faixas que também contam com visualizers, o lançamento marca o fim de um período e o início esperançoso de um novo. “Esse novo trabalho é o meu primeiro EP, a primeira obra completa que lanço, o meu primeiro capítulo. Aqui eu exploro a minha sonoridade e as minhas referências para alcançar o sentimento. Aqui começo a despedida de tempos difíceis que passaram e abro caminho para respirar de novo”, define Vitu, cantor, guitarrista e violonista... Continue Lendo no SiteRG

Tags:  , , , ,          

Glue Trip - Nada Tropical (2022)...




“Nada Tropical” é o nome do terceiro disco de estúdio da banda Glue Trip. — Acordei na madrugada e não conseguia mais dormir. Nada me fazia dormir. Meu corpo não estava cansado, talvez as 13h de sono da noite anterior teriam me revigorado até demais. Levantei, fui até a varanda e acendi um. Ali, da varanda do Sesc Cabo Branco, olhando para o imenso mar, vendo a beleza tropical de João Pessoa, eu me senti contemplado, assim como numa música de Marcos Valle. Naquele momento, o quarto não era mais pra mim, desci e fui até a areia da praia. O sol nascia, começava a iluminar tudo e eu comecei a ouvir sons, uma mistura de ondas do mar, sol despertando, acordes relaxantes, sintetizadores quase fritando, algo bem tropical que combinou perfeitamente com a estética visual daquele momento. Tomado por uma brisa de viver o tempo presente, peguei uma bike que estava ali encostada no Tropical do Pé e, na loucura de ser maior que o sol e o mar, comecei a pedalar. Nada que estava nesse mesmo lugar ontem, estava agora. As cores eram diferentes, bem mais vivas, fortes e brilhantes, a ciclovia deixou de ser daquela cor vinho e mudava suas tonalidades a todo tempo, como se fosse um mapa de calor das minhas sensações que oscilavam enquanto ainda ecoava na minha cabeça aqueles sons que ouvi na areia da praia, mas que agora se misturavam com outras melodias daquela trip que eu tinha começado lá na varanda e formava uma música que colava na cabeça... Continue Lendo no Polvo Manco

Tags:  , , , , ,          

domingo, 7 de agosto de 2022

Naná Vasconcelos - Africadeus / N.Angelo & Novelli (1973-1975)...




 Essa semana foi aniversário do mestre e melhor percussionista do mundo, o pernambucano Naná Vasconcelos. Uns meses atrás eu baixei o Africadeus, compacto e primeiro lançamento do Naná, de 50 anos atrás Só que eu perdi os arquivos do compacto. Então resolvi pegar na internet e nos streamings juntaram africadeus com o trabalho do Naná com o Nelson Angelo e o Novelli, lançado em 1975. Esse álbum com os dois trabalhos reunidos foi lançado em 1992, no formato de vinil. Como ouvir Naná nunca é demais, resolvi trazer os 2 aqui pra vocês ouvirem e conhecerem...

Tags:  , , , ,          

sábado, 6 de agosto de 2022

GRINGOS DA SEMANA: Destaques da semana com hip hop e experimental e atualização da nossa playlist semanal!


Playlists: Spotify | Deezer | Tidal

Chegamos com nosso post semanal de sons do mundo! A compilação de destaques dessa semana é a melhor do último mês, então vale ouvir também a atualização das nossas playlists nos links acima.Tem eletrônico, hip hop, rock instrumental e outras doideiras!

Da o play e lê sobre os destaques abaixo:

Night Movies - Dreamish (Álbum/ Reino Unido)

Projeto de Dreamgaze, com base em Londres. Night Movies se diz um projeto de B-sides, com participações de vários artistas de várias bandas do Reino Unido. A descrição diz: “projeto conecta os pontos entre dreampop e shoegaze, enquanto viaja pelos estilos alternativos do trip hop dos anos 90, eletrônico dos anos 00, drone e black metal”. Com uma série de EPs lançados nos streamings desde 2017, Dreamish é o primeiro álbum do projeto. Com 8 faixas instrumentais, feitas entre 2017 e 2020, o trabalho apresenta um clima dark e onírico/ cinematográfico, misturando beats e experimentos sonoros que se conectam pela guitarra, usada em todas as faixas. Gostei bastante do álbum e destaco as linhas de baixo, que não sei nem se são baixos orgânicos ou eletrônicos, mas ajudam a manter o clima durante todo o álbum. Ouça ai: 



After Nations - The Endless Mountain (Álbum/ Estados Unidos)

Baita banda do estado do Kansas, o quarteto tem mais de uma década de trabalhos dedicados ao rock instrumental, com muito DIY e tours por todo país. The Endless Mountain é seu sétimo trabalho entre álbuns e EPs. Tem 14 faixas e foi gravado como trio, é bem interessante não apenas pela construção psicodélica e bem math rock, mas pelas pausas de silêncio e bateria/ percussão.Não sei se a banda agora é um trio ou foi algo pontual, mas o trabalho deixa claro toda a experiência de seus integrantes e se tu curte o tal do post-rock e até alguma coisa de post-metal, tu deveria ouvir o quanto antes no link abaixo:



Atlas From Nowhere - Mapping Out Unknown Lands (Álbum/ França)

O que sabemos sobre este projeto? É um novo projeto formado por um duo de produtores e beatmakers da França, já lançaram 2 EPs, um deles até ouvimos uns meses atrás e era bem legal. Agora, eles lançam Mapping Out Unknown Lands, primeiro álbum cheio, com 16 faixas instrumentais e um show de beats e synths suaves e ambiência sonora. É um trabalho em sua maioria feito para experimentar ambiências sonoras e eles conseguem fazer isso muito bem. Ouça ai:



Artgroove - Mōmentum around the solar system (Álbum/ Alemanha)

Projeto do artista Oliver Crawford, de Colônia, que desde 2017 lança trabalhos usando o nome. A ideia do projeto é trabalhar a música eletrônica em conjunto com vários artistas nas áreas de dança, música, fotografia ou cinema e criar performances únicas ao vivo. Ele acaba de lançar Mōmentum around the solar system, seu terceiro álbum em 5 anos. São 9 faixas, que nas palavras do artista “são mistura selvagem entre diferentes tipos de música”, e é bem essa a ideia do trabalho realmente. Uma mistura de ritmos que se conectam pela música eletrônica, indo do 8bit ao Drum & Bass, tem som meio ambient dark, tem som dançante, é um prato cheio pra viajar pela história da música eletrônica. Liga o adblock e se joga ai:



soupy2k - Magic Bullet Theory (Álbum/ Estados Unidos)

Produtor, compositor e artista visual de Minneapolis, o soupy2k vem lançando trabalhos musicais desde 2017 no bandcamp. Fundou uma produtora em 2018 e vem desenvolvendo vários trabalhos em multi artes. Magic Bullet Theory é o terceiro álbum cheio do artista, com 18 faixas, flows de hip hop, trap, spoken word e nuances de hyperpop em beats com vários samples clássicos. Ele chama o álbum de sua própria odisseia no espaço e sonoramente é bem isso, um mix de influências bem legais. Um ótimo trabalho pra quem curte hip hop, em suas várias épocas, com bons feats, ouça ai:



80 - Summer (EP/ Holanda)

80 (Lê BO) é um projeto do beatmaker e produtor Bo van Veen, de Amsterdã. A ideia é criar batidas orgânicas com densidade, misturando elementos de boombap, trip hop, electro, trap e pop. Mesmo recente, os primeiros lançamentos são de 2020, ele já lançou 4 álbuns entre 2021 e 2022, todos derivados de um projeto que ele criou, com a ideia de lançar uma música por semana em 2021. Ele também é metade do duo de música eletrônica Engelbert. Acredito que o estudo trouxe uma evolução para ele, que agora apresentou Summer, um EP com 5 faixas instrumentais, com beats e synths bem interessantes. Ouça ai:



Pineapple the Project - YELLOW (EP/ Suécia)

Novo projeto do músico Stefan Wig, de Helsingborg. Lançado em 2021, a proposta é produzir música eletrônica com um gostinho de pop sintético retrô e melancólico. E é isso que ele tem feito cada vez melhor. YELLOW é o sexto EP que chega aos streamings em 2 anos de projeto. Com 4 faixas, além da ideia retrô pop, tem uma pegada lo-fi e synthwave também. Além do som, o projeto conta com vocais femininos interessantes, que não temos o nome pra creditar, mas vale ouvir o EP ai (Liga o adblock):



GZGZ - Chooser (EP/ Estados Unidos)

Grant Zubritsky é um músico, diretor musical e produtor que divide seu tempo entre Nova York e Los Angeles. Além de produzir sons, ele também é músico e já fez tour ou gravou com vários artistas do cenário musical como Dua Lipa, Chet Faker, e outros. No intervalo entre as tour e gravações, ele vem produzindo e lançando canções próprias no ambiente da música eletrônica desde 2018. Chooser é seu primeiro EP, com ótimas faixas eletrônicas, com boa produção e feats interessantes. Conheça ouvindo ai:



Lexbold - Delusion (EP/ Áustria)

Projeto de música eletrônica de Graz, um artista que toca em festas desde 2011, produz sons desde 2014 e acredito que durante a pandemia resolveu gravar seus sons e lançar nos streamings. Ele acaba de lançar Delusion, um EP com 2 faixas que misturam elementos de minimalismo e downtempo com alguma coisa de glitch e Dark. É um bom cartão de visitas, ouça ai:



Curtiu? Dissemina ai nas suas redes pra mais gente conhecer e ouvir os sons da playlist!
Tags:  , , , , , , , , ,          

Bombardeio Blues - HELLS ANGELS (2022)...



Download: HELLS ANGELS (2022).zip (Ou vá no bandcamp acima)

Bombardeio Blues é uma banda sul-americana, do Rio de Janeiro. Ativa desde 2017, com músicos famosos e anônimos, uma estreita dose das ricas raízes do ruído brasileiro, uma forte ausência de mensagem, vista sempre em suas faixas. Bombardeio Blues é um conceito multifacetado e atraente. Da alma, do ritmo, da paixão, do poder da música, da história e da destruição dela mesma. A instrumentação é uma fusão de rhythm and blues, power electronics, free jazz dos anos 90. No coração do grupo, encontra-se uma delicada mistura de sonoridades, concentrada principalmente na longa lista de ficções minuciosas que residem no processo-banda. Hells Angels (2022) é o seu novo álbum de 4 faixas, 3 originais e 1 cover ("rock do diabo" de raul seixas), feito com o intenção de tornar um sonho mais real do que já é: Um bombardeio nuclear aconteceu no Rio de Janeiro, Brasil. Bombeiros e outros serviços de emergência foram vistos no local, que foi rotulado de “explosão” pela polícia, de acordo com a imprensa. A explosão foi possivelmente causada pelo 'dano de um tubo de lança'. O fogo foi extinto rapidamente e não houve vítimas...

Tags:  , , , , , ,          

sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Comandante 22 - 22 (2022)...




Comandante 22, em 2022 é a junção do surrealismo moderno e tudo que o rock pode oferecer: Guitarra, Bateria e Baixo. Riffs, pontes, refrões instigantes e enigmáticos para serem tocados ao vivo. Agora, no entanto, o duo carioca é um trio – surreal, não? – nas apresentações, com o talentoso jovem Bauer França no baixo. O novo álbum teve 2 anos de gestação e foi construído em uma realidade de pandemia em que continuar os encontros para o projeto significava até certo risco de vida, coragem para seguir em frente nos tempos mais surreais da história da Comandante. “22” traz 7 canções e tem como conceito o surreal contemporâneo da irrealidade. Para este trabalho, o duo virou trio e convidou Bauer França, que gravou baixo em todas as faixas, Selva Rubens que compôs e gravou guitarra em “ET”, e Anderson Coutinho, que além de gravar teclados em “Boogie 2”, “Desperato” e “Rock n Roll”, gravou órgão em dois interlúdios, os “Palmerludios”...

Tags:  , , , ,          

Leo Fazio - Paranoia (2022)...




 O cantor e compositor paulistano Leo Fazio, lançou seu segundo álbum “Paranoia”. Com elementos genuinamente brasileiros em um mosaico de texturas sonoras diversas – recortes de Trap, Jazz, Neo Soul, envolvidos em ambiências “futuristas” e até mesmo “distópicas” – o álbum foi lançado pela Seloki Records, gravadora independente paulistana. Leo está atualmente morando em Buenos Aires, estudando Audiovisual na UNA (Universidad Nacional de las Artes). Conversamos ao longo desta semana sobre o álbum “Paranoia”, além de suas influências, projetos futuros e outras histórias. Apresento a vocês esta entrevista mais do que especial, repleta de refs que valem a pena serem escutadas/lidas/pesquisadas... Leia o papo no Disconversa

Tags:  , , , , , ,          

quinta-feira, 4 de agosto de 2022

Gorduratrans - Zera (2022)...



Download: Zera (2022).rar

 Se foram 5 anos desde que o duo carioca Gorduratrans lançou paroxismos, seu segundo disco. Ele e o primeiro repertório infindável de dolorosas piadas foram crias de Felipe Aguiar (guitarra e voz) e Luiz Marinho (bateria e voz). Discos barulhentos que remetiam a relacionamentos e o dia a dia. Em zera – que você ouve após a entrevista – o barulho permanece, mas de forma mais organizada. Digamos assim. As temáticas mudam um pouco abordando o contexto geral de relações indo até a política e futebol. Que inclusive andam, infelizmente, de mãos dadas. A gravação ocorreu no lendário El Rocha com participações de Fernando Sanches e Rodolfo Duarte. A produção do disco tem as assinaturas do produtor pernambucano Roberto Kramer (ROKR) e de Fernando Dotta (Single Parents). Batemos um papo com Luiz Marinho sobre as músicas, letras, produção e shows... Leia o papo na Revista O Inimigo

Tags:  , , , , ,          

Meus Amigos Estão Velhos - Soa Como Caos (2022)...




 A Meus Amigos Estão Velhos é uma autêntica banda de rock da Bahia e lança o EP ‘Soa Como Caos’, palíndromo (palavras ou frases que podem ser lidas da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda) caótico que sai pelo selo Banana Atômica. Caótico, porque o vocalista da banda Thiago Guimarães acredita que cada canção vá para um estilo diferente. Com quatro canções “Eu sei que você sabe”, “Novos Amigos”, “Camisa Preta” e “Mamata”, todas gravadas antes e durante a pandemia, o EP já está disponível em todas as plataformas de streaming. Formada pelos veteranos da cena local, o supracitado Thiago Guimarães (vocal/guitarra), Bruno Carvalho (guitarra), Dudare (baixo) e Glauco Neves (bateria). Por conta da pausa que o mundo teve que dar, o grupo teve mais chance de trabalhar músicas que estavam na gaveta e o EP foi se construindo aos poucos... Continue Lendo no Jornal da Grande Bahia

Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Inocentes - Queima! EP (2022)...




Uma das bandas mais icônicas do punk nacional, os Inocentes estão de volta com “Queima!”, lançado nesta quinta-feira (28) nas plataformas digitais. Primeiro trabalho do grupo desde “Cidade Solidão”, de 2019, o EP conta com duas faixas – “Queima!” e “Eu Vou Ouvir Ramones”. A sonoridade busca recapturar os primórdios do grupo, como explica o vocalista Clemente Nascimento em material à imprensa: “É uma porrada sonora, mas com a cara do Inocentes. Não é hardcore, não tem mistura, é o mais puro punk rock nascido nas ruas de São Paulo”. Clemente ainda explicou a inspiração por trás da faixa-título do EP. O músico afirma que a temática discute a interligação entre extremismo, ignorância institucional, capitalismo selvagem e como contribuem para a destruição do mundo como conhecemos... Continue Lendo no Site do Igor Miranda

Tags:  , , , ,          

Pássaro Vivo - O Segundo Depois do Caos (2022)...




A banda Pássaro Vivo lançou o álbum O Segundo Depois do Caos, projeto que vem trazendo como temas, os impactos gerados pela pandemia, como a modernidade, o capitalismo e a ambição do homem que têm prejudicado o meio ambiente e a civilização. O novo disco tem apoio da Natura Musical, pelo selo goiano Monstro Disco. O título do álbum foi escolhido, por ser justamente a segunda produção da banda vinda logo após o ‘caos’ da pandemia, que interrompeu a turnê do primeiro disco. Composto por oito canções, O Segundo Depois do Caos carrega a proposta de trazer modernidade e ousadia à música popular regional de Minas Gerais. A influências se devem às cantorias “sertanezas” do Brasil Profundo, como Elomar Figueira Melo, Xangai, Geraldo Azevedo. O grupo mescla trovas violadas com sonoridades pesadas, psicodélicas e flerta com a nova MPB... Continue Lendo na Revista O Grito!

Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 2 de agosto de 2022

Xênia França - Em Nome da Estrela (2022)...




Mais do que se vestir com cores reluzentes e trabalhar com sons eletrônicos, eu defendo que o afrofuturismo na música deve trazer uma proposta de continuidade, pois é isso que é negado aos corpos negros. A possibilidade de continuar existindo é, ou deveria ser, ser uma condição básica para a condição de humanidade. E pensar em afrofuturismo é colocar em questão e/ou em ação uma proposta de continuidade plena, com as crenças, valores, costumes e tudo mais que comporta o universo da cultura negra e afrodiaspórica. A cantora e compositora baiana Xênia França, desde o seu primeiro trabalho, já tem uma proposta consolidada de uma estética afrofuturista. Agora em Em Nome da Estrela, ela aprofunda essa relação. Depois dos embates com o mundo externo que guiaram seu álbum de estreia, a artista faz um mergulho interior e reflete sobre as necessidades de transformação e de fortalecimento internas para um desenvolvimento da confiança para lidar com o ao redor...Continue Lendo no ElCabong

Tags:  , , , , , , , ,