sábado, 25 de junho de 2022

Pianocoquetel - Botando lenha na fogueira errada (2022)...




Download: Botando lenha na fogueira errada (2022).zip (Ou vá no bandcamp acima)

Pianocoquetel é o projeto solo, um tanto indie e lo-fi do músico e compositor gaúcho Felipe Brandão. Este é o primeiro álbum cheio do projeto, com 9 músicas...

Tags:  , , , , , , ,          

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Echoing Nightmare - The Witch (2022)...



Download: The Witch (2022).zip (Ou vá no bandcamp acima)

 Chegou até nós o novo álbum do projeto Echoing Nightmare, um lance meio dark folk, experimental, que segundo o bandcamp é de Aracaju. The Withc tem 12 faixas e foi tudo gravado pela Lynn e ficou massa...

Tags:  , , , , , , ,          

Ana Carolina - Zoned Out (2022)...




Ana Carolina fez contanto comigo mandando um dos sons do álbum de estreia dela e eu achei massa, mistura elementos de rock, folk, lo-fi, gravações caseiras e etc, mas não achei nada sobre ela ou o projeto na internet, apenas isso: "Zoned Out é um álbum dedicado à importância das amizades em nossas vidas, mas principalmente às amizades incríveis que tenho com as pessoas que ajudaram a dar vida a esse projeto. Este é um projeto de colaboração que iniciei no meu último ano de faculdade, cada música deste álbum é dedicada aos amigos que me ajudaram em cada música correspondente."

Vale ouvir e conhecer, principalmente se você curte um som mais lo-fi...

Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 23 de junho de 2022

Ryck - Criatura (2022)...




Ryck é um artista do Distrito Federal que está lançando seu poderoso novo EP, Criatura, já disponível em todas as plataformas de streaming. Com uma interessante e latente complexidade sonora, o músico que também representa a comunidade LGBTQIA+ viaja por traços futuristas, afro-brasileiros e mistura tudo isso com simbolismos religiosos que fazem do trabalho uma obra interessante tanto sonoramente quanto visualmente. Tudo isso pode ser percebido nas sete faixas que fazem parte do EP, disponibilizado ao mundo pela Shake Music e um lançamento com a marca da Warner Chappel Music... Continue Lendo no TMDQA

Tags:  , , , ,          

Ultrópico Solar - Samba Para-Raio (2022)...




 Novo álbum do coletivo/ banda Ultrópico Solar, de Parnaíba, litoral do Piauí. "Samba Para-Raio" tem 10 músicas e exala criatividade de um dos projetos mais interessante do estado. Vale ouvir e conhecer...

Tags:  , , , , , ,          

quarta-feira, 22 de junho de 2022

CaosMaria - Longe do Rebanho (2022)...

 



A banda Caosmaria, de Taubaté, lançou no dia 15 de junho, o disco "Longe do Rebanho", pelo selo Bangue Records. Gravado, mixado e masterizado por Bruno Mokado, o trabalho marca o primeiro registro autoral do grupo em estúdio. Produto da mistura entre Hardcore, Rap e Brasilidade, o disco traz uma experiência sonora diversificada. Com 11 músicas que caminham entre as influências do rock nacional e internacional dos anos 90/2000, o álbum mistura batidas de Maracatu, Drum and Bass, Ska e Punk com letras politizadas que retratam o duro dia-a-dia do brasileiro e suas lutas sociais nos últimos anos... Continue Lendo no O Vale

Tags:  , , , , , ,          

Carlos Otto - Do Interior (2022)...




 Natural de Lavras, no Sul de Minas, Carlos Otto é um legítimo andante do interior mineiro, tendo vivido em cidades como Itumirim e São João del Rei, antes de aportar na capital. Para além do título sugestivo – cujo “interior” também alude ao que vem de dentro, à profundeza d’alma – o álbum reflete, em sua própria feitura, o caráter nômade do autor. “O disco foi gravado em 2021, em São João del Rei, Belo Horizonte, São Paulo e Poços de Caldas. Mas a linha do tempo deste trabalho é engraçada, porque, na verdade, ele começou a ser criado em 1995, quando meu pai fez a foto de capa. Na época, morávamos em Itumirim e ele me levava sempre para passear nos trilhos do trem, onde fez o clique. Sendo assim, ouso dizer que este disco está sendo construído desde quando eu dava meus primeiros passos. E o trem, as montanhas, o rio, o interior, sempre fazendo parte de tudo”, conta....

Tags:  , , , ,          

terça-feira, 21 de junho de 2022

GRINGOS DA SEMANA: Ou seria #TerçaGringa?! Não sabemos, mas eis os 10 destaques de sons do mundo da semana e nossa playlist atualizada!!


Playlist: Spotify | Deezer | Tidal (Follow the links on spotify and deezer)

Chegamos com o nosso post semanal de GRINGOS DA SEMANA, ou seria a #TerçaGringa?? O nosso post do sábado está saindo em outro dia devido a problemas com a internet e incompetência da operadora OI (que agora é VIVO). Ai achei legal soltar no mesmo dia da sessão #TerçaGringa, do finado Altnewspaper (se você lembra, tome sua quarta dose). Atualizamos as playlists com 20 sons novos, que chegaram aos nossos ouvidos na última semana (ou 10 dias). Os links estão acima e vale seguir a playlist e nossos perfis no Deezer e Spotify (São sempre o mesmo link).

Abaixo, seguem os 10 destaques da semana. Vale lembrar que dois deles, os primeiros, não tem sons na playlist, por que os artistas não lançaram os sons nas plataformas de streaming, apenas nos players escolhidos por eles. Mas os sons são fodas e vale muito conhecer e ouvir. Saca a lista ai que tem eletrônico, hip hop, instrumental, rock e muito mais:

Esse Ran - Derelict Memories (Álbum/ Canadá)

Com base em Montreal, na gelada província de Quebec, o produtor acaba de lançar um álbum de 6 faixas com o mais puro eletrônico experimental. Tem alguma coisa de dark e industrial ao longo das faixas, ótimos beats e uso de percussões em repetição numa vibe techno, com emulações e synths. Deve funcionar bem numa rave com doce ou dar uma baita bad trip. Bom demais, ouça no bandcamp:



Groove - Summer Soulstice (EP/ Estados Unidos)

Groove é um produtor de beats e música eletrônica de Ohio, nos Estados Unidos. Ele lançou hoje exclusivamente no soundcloud, esse EP com seis beats fodas, que pelo que entendi, ficaram de fora da nova beat tape dele, o Volume 6, que será lançado em breve em todos os streams. O trabalho mistura elementos de hip hop, soul, black music e muito de música brasileira também, por que não. Já mandei até pro Big Jesi, ouça também:



O.B.F feat. Charlie P & Belén Natalí - CHAINSAW (Compacto/ França/ Reino Unido/ Argentina)

Já conhecia o trabalho do O.B.F Sound System, mas fui prestar atenção no clipe desse baita lançamento e vi que junto com o clipe, saiu um compacto lá no bandcamp e tô preso nessa pedrada. CHAINSAW é um som carregado de dub, com baixo pesado e belos vocais de Charlie P, do Reino Unido, e da cantora argentina Belén Natalí. Com letras em inglês e espanhol, o clipe tem uma vibe disputa de grupos de soundsystems (Veja aqui) e o compacto conta com a música original e dois remixes fodas, um mais adubado e outro uma desconstrução eletrônica bem interessante. Ouça no bandcamp:



Naghib Shanbehzadeh - I AM (EP/ Irã/ França)

Naghib é um jovem e habilidoso percussionista de origem iraniana, mas que vive em Paris, na França. Começou a tocar aos 3 anos, com seu pai, quando ainda morava em Boushehr, no Irã. Aprendeu estilos de percussão tradicionais do sul do Irã (Dammâm, Doholgap, por exemplo) e clássicas. Faz shows desde os 10 anos de idade com diversos nomes populares do seu país e agora lança um EP de 5 faixas que diz muito sobre sua trajetória e estilo de tocar. Baita trabalho instrumental jazzístico e percussivo. Ouça no soundcloud:



Honey For Petzi - Observations + Descriptions (Álbum/ Suiça)

Trio de Lausanne, na Suíça. A banda faz um som que mistura elementos de math rock, com música pop e experimentações psicodélicas. Eles acabam de lançar um novo álbum com 12 faixas, quase 11 anos depois do lançamento do último trabalho. A banda voltou na pandemia e agora coroa o retorno com um baita trabalho. Um trabalho interessante, com uma vibe old school e indie pop europeia. Vale ouvir no bandcamp:



Telepathic Nomads टेलीपैथिक खानाबदोश - Fluffy Time (Álbum/ Austrália)

Pelo que entendi, este é um projeto do artista e produtor australiano Peter Veliks, que vive no sul da Austrália. O álbum tem 8 faixas bem interessantes, mesclando sonoridade indie, retrô, psicodélica e com alguma coisa da modernidade dos apetrechos eletrônicos. Se essa é a forma que o Peter descobriu para se divertir na cidade dele, ele deve estar passando por ótimos momentos. Ouça o álbum ensolarado e esquisito no bandcamp:



duoduo - Cerf​-​Volant (LP/ Suíça)

duoduo é o projeto da dupla de artista suíços formada pelo pianista e produtor Marc Méan e o baixista Fabien Iannone (que nesse projeto cuida dos synth). Este é o primeiro trabalho do projeto, que saiu em LP, tem 5 faixas cheias de ótimos momentos de música eletrônica, com experimentações, psicodelia e sons ambientes. Já conhecia outros trabalhos do Marc e gostei da mistura nesse projeto. Ele tem ótimas ideias, que aqui ficaram ainda mais dinâmicas. Ouça o LP no bandcamp:



Izu Osirus - “Back On The Road” (Single - Clipe/ Nigéria)

Músico, rapper e produtor da Nigéria. Izu Osirus lançou recentemente o single/clipe da canção “Back On The Road”, faixa que estará em seu novo álbum "Foreign Language" e que mistura muito bem elementos de afrobeats e hip hop, num flow alucinante já característico do artista. Um ótimo trabalho de beats, que encaixa perfeitamente com o flow, bateu de primeira. Tenta ai:



J'Moris - "Being Humble" (Single Clipe/ Estados Unidos)

J’Moris é um rapper do Texas, nos Estados Unidos, que vem mostrando um pouco do seu flow e sua produção pelo menos desde 2016. Ele acaba de lançar o clipe de “Being Humble”, primeiro single lançado após o álbum “Moris Better: Loveless Confessions'', de fevereiro deste ano. O som tem um beat massa, com ótimos pianos e linhas de violinos, boa letra e flow, com aquele refrão pegajoso e um clipe feito pela artista visual Named Chi. Saca ai:



Bruno Culotti - "Truth Hurts" (Single/ Peru)

Bruno é do Peru, é músico, saxofonista, produtor e é mestre em composição musical pelo Conservatório de Tilburg. Além dos sons mais tradicionais e da música peruana, ele também gosta e compõe muito bem dentro da música eletrônica e lo-fi. Ele tem apenas 2 composições nos streams e acho que ambas refletem bem a mistura de elementos sonoros da carreira e da vida do artista. Escolhemos “Truth Hurts” por ser a faixa mais recente e por ter uma baita variação sonora. Saca ai:



Curtiu? Dissemina ai nas suas redes pra mais gente conhecer e ouvir os sons da playlist!
Tags:  , , , , , , , , , , , , ,          

Caio Bosco - Linda Yoguini EP (2022)...




 Novo EP do músico paulista Caio Bosco...

Tags:  , , ,          

segunda-feira, 20 de junho de 2022

Jáder - QUEM MANDOU CHAMAR??? (2022)...




Um dos nomes em destaque na música brasileira que vem representando a comunidade LGBTQIA+ é sem dúvidas Jáder. Após lançar quatro singles que anunciaram sua carreira solo, o pernambucano, que vem desbravando o forró e seus subgêneros, já soma mais de 1 milhão de streamings nas plataformas digitais e agora lança seu álbum de estreia “QUEM MANDOU CHAMAR???”, produzido por Barro e Guilherme Assis e que vem acompanhado por fashion films dirigido por Gabriel Furmiga e UHGO. Jáder já vem mostrando em suas composições o amor como fio condutor deste álbum. Mas, não aquele amor heteronormativo versado e focado no prazer masculino comum no forró. Mas sim um amor diverso, plural, possível de ser sentido em outros corpos. O disco que começou com as referências nesse gênero majoritariamente masculino, foi se ressignificando com composições ousadas, diversificadas, que contemplam vários corpos e prazeres... Continue Lendo no PopNow

Tags:  , , , , , , , ,          

Jair Naves - Ofuscante A Beleza Que Eu Vejo (2022)...





 Em 2010, em uma das primeiras viagens que fiz a São Paulo, lembro de ter entrado em uma loja de discos na Galeria do Rock, um dos pontos que visitei e, talvez, centro de um imaginário roqueiro para aqueles que, assim como eu, consumiam música na primeira década dos anos 2000 e nunca tinham visitado a capital paulista. Lembro de ter pegado no balcão da loja um folheto do tamanho de um cartão postal com a divulgação do lançamento do trabalho solo de Jair Naves, até então conhecido pelo seu trabalho com a banda Ludovic. O cartão era uma sobre “Araguari” (2010), primeiro trabalho de Jair, e trazia algumas citações e, dentre elas, acho que a de Hélio Flanders me chamou a atenção. O cantor e compositor à frente do Vanguart enaltecia Naves como um dos maiores compositores de sua geração e chamava a atenção para uma beleza, digamos, “cortante” das músicas do ex-Ludovic em sua empreitada solo. Em 2022, mais de uma década depois, Jair Naves lança seu quinto álbum de estúdio, “Ofuscante A Beleza Que Eu Vejo” e, ao que me parece, segue sendo um lugar comum reafirmar as palavras de Flanders no cartão de “Araguari”. Naves é dono de um estilo muito peculiar de composição lírica, que mescla uma sensibilidade aflorada com uma sinceridade arrebatadora sobre si. Musicalmente, sempre transitou entre uma figura de trovador ao violão flertando com sonoridades folk, principalmente no início da sua carreira no já citado EP “Araguari”, e entre o performer roqueiro enérgico e catártico, remetendo aos tempos de sua ex-banda, em trabalhos mais recentes como “Trovões A Me Atingir” (2015) e “Rente” (2019). Nesse novo trabalho, Jair parece apontar para novos rumos e nos oferece um disco sobre processos, sejam eles de aprendizagem, descoberta ou experimentação, mas que passam desde o desbravamento de um novo instrumento, como também novas relações com a composição musical em estúdio, técnicas de gravação e, até mesmo, uma mudança de paradigma em relação ao equipamento de áudio e etapas de pós-produção. O que temos nas 13 faixas de “Ofuscante A Beleza Que Eu Vejo” é a poesia apurada de Jair Naves refletindo sobre a vida em seus agora completados 40 anos, a complexa divisão de vida entre dois países (sob a perspectiva de imigrante latino em uma Califórnia progressista e neoliberal, assim como, um estrangeiro que, sem ufanismo, se [re]descobre brasileiro), a solidão do isolamento social ocasionado pela pandemia e sobre um Brasil adoecido tanto pela COVID-19, ansiedade e depressão quanto pelo fascismo espraiado pela extrema-direita... Continue Lendo a entrevista no Scream Yell

Tags:  , , , , , ,          

sexta-feira, 17 de junho de 2022

Greek van Peixe - Tempo Vital do Universo (2022)...




 A banda Greek van Peixe surgiu em 2008, em Caxias do Sul, influenciada por grupos bastante distintos entre si, como Beatles, Kraftwerk, Yes, Arctic Monkeys e Metronomy. Por sua vez, as vertentes do rock, da música eletrônica, do rock progressivo, do indie e do electropop eram mescladas a uma influência externa à música, que acabou por trazer um contexto muito importante para a identidade da banda: os videogames clássicos, de 8 e 16 bits. Com esta complexidade de fontes tão diferentes entre si, a Greek van Peixe circulou no início da década de 2010 pelas casas de show e festivais do RS, realizando apresentações energéticas e dançantes. Lançou um único álbum, “8-Bit Wonder”, de 2011. O disco apresenta uma sonoridade electrorock, muito em voga na época, e traz a tecnologia como tema central das canções, que mesclam português, inglês, espanhol e até alemão. O som era analógico, composto por guitarra, baixo, bateria e teclado; no entanto, muitas vezes soava como música eletrônica, o que pode confundir uma audição desatenta: a banda não trabalhava com programações, nem ao vivo, nem nas gravações... Continue Lendo no Entrementes

Tags:  , , , , ,          

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Oroboroduo - Oro (2022)...



Download: Oro (2022).rar

A dupla Oroboroduo é formada pelos produtores Emer Costà e CabocoBeats, de Boa Vista-RR. Levantando bem alto a bandeira da integração cultural entre o Brasil e os demais países da América Latina. As 3 faixas do compacto abordam facetas distintas de uma mesma linha de pensamento: “tanto nossas histórias coloniais quanto nossa realidade atual são MUITO mais parecidas do que diferentes”. A pesquisa sonora do trabalho orbita entre elementos de música eletrônica, estudos experimentais de cuatro venezolano e uso de samples de entrevistas como “letra” nas canções. Lançado desde o extremo norte do Brasil, em um contexto de fronteira, “Oro” apresenta a alteridade como potência de contra-ataque ao contexto estarrecedor vivido nos países desse continente do qual fazemos parte, mesmo quando fingimos que não... Continue Lendo no Noiseland

Tags:  , , , , , ,          

Amargo - Amargo1 (2022)...




Fusion punk, é assim que o power-trio gaúcho Amargo define a sonoridade do Amargo I, o disco de estreia já nas plataformas de streaming pela Artico Music. O gênero, apesar de pouco habitual ou nunca antes chancelado por alguma banda, é exatamente o que se escuta nas sete músicas do álbum da Amargo. É o mix exato do improviso criativo com elementos rítmicos com a energia e catarse do punk. Amargo 1, crava a banda, é a epopeia absurda sobre a vida de três artistas. As músicas nasceram única e exclusivamente da urgência em se fazer música, em se expressar por meio do som. A Amargo explica melhor do que ninguém o que é o fusion punk e como este estilo recai sob o recém-lançado Amargo I. “As únicas coisas que tínhamos como acordo era não dar limites a criatividade e sempre buscar sonoridades consonantes dentro da estranheza. Nessa busca descobrimos o Fusion punk. Da fusão de elementos de ritmos, de timbres, de contrastes, e a partir das sonoridades singulares de cada membro, na poiésis criativa, nasceu a Amargo. Desde então a alimentamos com a ética do punk: subverta, estranhe, ultrapasse limites, critique, repense, faça você mesmo”. Amargo I foi gravado no estúdio 4′ 33”, em Porto Alegre (RS), com o produtor F_ck The Zeitgeist...

Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Ariel - Ariel (2022)...



Download: Ariel (2022).rar

 ARIEL é o disco de estreia do projeto solo do artista Ariel Martins, originalmente de Santo André, São Paulo. O disco é fruto de um projeto que saiu da gaveta logo no início da pandemia, e que contou com a parceria do produtor e músico Caio Langlois. Inicialmente tratado apenas como um projeto particular, foi tomando a seriedade e forma necessária para solidificar um disco após grande aceitação das músicas pelo público. Ariel é multi-instrumentista e possui anos de estrada, participando dos projetos de jazz-rock autoral El Cuervo e da banda de blues Malentaqui Brothers. A pré-produção do disco se iniciou em 2020, em colaboração de Ariel e Caio, toda realizada na cidade de São Bernardo do Campo. Após essa primeira etapa, os músicos e amigos de longa data Eric Malentaqui e Renan Pigmew foram recrutados para dar diferentes cores e percepções às músicas. As gravações do disco foram realizadas no Estúdio Baeta, também situado em São Bernardo do Campo, que contou com as participações especiais do tecladista e pianista Alexandre Grineberg, do cantor e gaitista Ivan Márcio, além dos backing vocals de Denise Ueno. A mixagem do disco ficou por conta do renomado e vencedor do grammy latino Alexandre Fontanetti, do estúdio Space Blues...

Tags:  , , , ,          

Punição & Bonfire Season - Live At Chuva TV (2022)...




Bonfire Season e Punição, duas bandas da cast do selo Artico Music gravam duas músicas, cada uma, ao vivo no programa Chuva TV. São versões mais cruas, em que se destacam o peso e a performance em estúdio. O Bonfire Season, quarteto metal/hardcore de São Paulo, escolheu duas músicas do disco de estreia, When Words Cuts Deep Like a Knife: ‘Geometry in Black’ e ‘Enter the Void’. São duas faixas com o DNA da banda, com groove e peso, e mostram com fidelidade como a banda soa ao vivo, sem tantos efeitos como nas versões do álbum. O também quarteto hardcore paulistano Punição participa do slip com ‘Egofusão’ e ‘Knockout’. A primeira é a única inédita que a banda lançou neste ano e, a segunda, tirada do EP Inerte, de 2021...Continue Lendo no Overrocks

Tags:  , , , , , ,          

terça-feira, 14 de junho de 2022

Gabriel Campos - Copo Furado (2022)...




O mineiro Gabriel Campos lançou no dia 06 de maio seu EP de estreia, intitulado “Copo Furado“, trazendo elementos do dream pop, do funk estadunidense e do rock alternativo. O trabalho foi lançado pela Geração Perdida de Minas Gerais e traz referências como King Krule, Fábio de Carvalho e Yellow Days. Já as letras são introspectivas, refletindo a própria personalidade de Gabriel, transmitindo dificuldades de se relacionar com outras pessoas... Continue Lendo no Minuto Indie

Tags:  , , , , ,          

Corona Nimbus - Obsidian Dome (2022)...





Sucessor do álbum homônimo, lançado em 2020 e presente em listas com os 50 melhores discos daquele ano, Obsidian Dome, segundo disco da banda Corona Nimbus, teve início durante o período pandêmico. Fora pré-produzido por Júlio Baros e Junior Vieira no Studio 202, em Teresina-PI, entre novembro de 2020 e fevereiro de 2021. Em março de 2021 a banda desembarcou em São Paulo para gravar no renomado estúdio Family Mob. Lá foram recebidos por Estevam Romera, Hugo Silva e Otávio Rossato (Tata); filmmaker, técnico de som e assistente de gravação, respectivamente. Também participaram das sessões no Family o produtor musical lago Guimarães (que assina mix e master da obra), Jean Dolabella (Sepultura, Ego Kill Tatent) bateria, Rob Ashtoffen (baixo), lago Dayvison (bateria)... Continue Lendo no Noiseland

Tags:  , , , ,          

segunda-feira, 13 de junho de 2022

Aline Gonçalves - Pacifico (2022)...




Conhecida na cena musical carioca como destacada compositora e  arranjadora, a flautista e clarinetista Aline Gonçalves presenteia o público com um belo e sensível trabalho em sua estreia em álbum solo autoral. “Pacífico” (YB Music), lançado na última sexta-feira, é uma agradável viagem sonora por distintas paisagens musicais que remetem não apenas à diversidade da música brasileira, mas também aos ritmos latinos, em especial os sulamericanos, que nem sempre ouvimos com a devida atenção. Com quatro temas instrumentais e quatro canções (três interpretadas por ela), o disco aproxima gêneros diversos, como baiões, huaynos, currulaos, toadas e chacareras... Continue Lendo no Na caixa de CD

Tags:  , , , , ,          

Real da Rua - Papo de Futuro (2022)...




Real da rua é um protagonista da cena rap de Belo Horizonte, apaixonado por hip Hop, ex participante do duelo de mc`s,  e participante do grupo Retrato do Brasil, agora se apresenta de forma solo, com um reportório mais moderno e atualizado. Suas músicas falam sobre o cotidiano, a vida, e também sobre situações diversas relacionadas ou não à sociedade periferia. "Pouca gente conhece minha carreira solo, mas toda expressividade desse som vem de mim,  e das coisas que vivemos". O álbum Papo de Futuro, conta com 8 faixas que falam sobre o cotidiano, relacionamentos, sonhos, e também sobre auto estima. Produzido por D-young, promete ser um dos melhores álbuns de trap / rap de 2022. Influenciado por artistas globais e locais, o álbum traz o de mais moderno que a produção musical, com melodias e letras feitas para você se inspirar...

Tags:  , ,