domingo, 26 de junho de 2016

TAVN - A Correria Continua (2016)




"Após o lançamento do bem recebido single “Grower Não é Traficante“, o rapper capixaba TAVN finalmente divulgou seu primeiro disco, intitulado “A Correria Continua“.O álbum reúne 11 faixas e produções excelentes do próprio TAVN, D2co, WC Beats, entre outros. O trampo não tem participações, mas TAVN mantém o nível em todas as faixas, com um flow bastante versátil, boas melodias e versos bem encaixados em cima de traps que vão dos mais suaves aos sombrios", continue lendo.
Tags:  , ,          

sábado, 25 de junho de 2016

Def - Sobre os Prédios que Derrubei Tentando Salvar o Dia (Parte 1) (2016)...




Quando o indie rock era a onda dos jovens, a Deck Disc tinha um selo chamado Vigilante, que, além de ter lançado alguns CDs gringos moderninhos por aqui, também tinha no catálogo diversas (e diversas, mesmo) bandas brasileiras do final dos anos 2000: a prog Jennifer Lo-Fi, a mais hardcore Rancore e o projeto paralelo acústico da cantora Pitty, Agridoce. Entre essa salada estava a Colombia Coffee, que puxava de bandas como Tokyo Police Club e, inevitavelmente, Arctic Monkeys, pra fazer um som bem Beco 203. No meio-tempo de ensaios da Colombia Coffee, porém, a cantora Deborah F. e o baterista Dennis Santos faziam uns jams de sons mais variados. Ali já nascia um esboço do que seria, anos depois, a Def. A ideia do projeto nasceu de Deborah, que queria dar um jeito de descarregar uma carga emocional pesada. "Quando chamei ele ano passado, vi que aquela época já tinha dado as dicas de como seria o som. Nesse tempo parados a gente continuou trocando influências, e essa afinidade musical que deu a liga entre fases tão diferentes", conta ela. "Quando comecei o projeto eu pensava em gravar com o Dennis, lançar no Bandcamp e deixar lá. Nem pensava em formar a banda ainda."... VIA
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Munhoz - Dias - Darisbo - MORDIDA (2016)...




Mais uma serie de improvisos fantásticos lançado pela Mansarda Records. Em MORDIDA, temos Michel Munhoz na percussão, Diego Dias no sopro e Guilherme Darisbo nos apetrechos eletrônicos. Juntaram todas numa sala, apertaram REC e agora você escuta mais este belo trampo...
Tags:  , , , , , , , ,          

Gustavo Jobim - Dezoito (2016)



Download: Dezoito.zip

"A música de Gustavo Jobim, em seus lançamentos anteriores, parecia “cobrir” todos os lugares possíveis. Apesar de alterações e mescla de sonoridades, controlava o ouvinte em poderosas imersões sonoras. Este novo projeto ultrapassa os limites da relação ouvinte-objeto para criar uma relação interativa entre ambos que eu nunca tinha ouvido na obra de Jobim (vale lembrar que eu não ouvi tudo de sua vasta discografia). Dezoito passa a sensação de que Gustavo está moldando as sonoridades, investindo profundamente nas ligações que o avanço das peças vai construindo no ouvinte. Quem cria essas ligações é quem está ouvindo, pois a parte do compositor é cumprida desde os primeiros instantes – eu posso interagir com essa imersão proposta pelo Gustavo, o álbum é um objeto que se reorganiza constantemente com múltiplas aberturas".
Tags:  , , ,          

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Diablo Angel - Fuzzled Mind (2016)...





Os anos 90 foram incríveis por mais que muitos as vezes se atentem as transformações e comparem com os dias de hoje no plano da moda e da tecnologia. A geração que hoje está despontando no campo das artes: nasceu ou cresceu naquela década. E muito disso veio da música e de como consumíamos a informação. Era o tempo de ouro da MTV, onde muitos profissionais se voltaram a trabalhar a imagem de uma forma em qual na década anterior alguma ou outra banda explorava: Os videoclipes. O alicerce do canal que chegou no país na virada da década, era o recurso de passar os “music videos” o dia todo entre um programa voltado pro público jovem e outro. E as bandas realmente compraram a ideia e com ajuda das gravadoras que viram aquilo como uma excelente maneira de expor seu produto: começaram a investir pesado neste formato. Não foi por acaso que tivemos toda uma direção de arte inovadora em clipes de grupos como Nirvana, Rancid, Soundgarden, Aerosmith, Green Day, The Smashing Pumpkins, Offspring, Hole, Stone Temple Pilots entre outros. Cito essas bandas em específico para entendermos o que era aquele começo de década na música. A TV na época tinha um viés onde o rock alternativo pós estouro do Nirvana, era visto como commodity e todos queriam achar o próximo grupo que ia chacoalhar aquela geração. Uma das maiores fontes de informação e conteúdo era a TV, a internet era discada e ainda em desenvolvimento. Apenas no final da década começou a melhorar alguma coisa. É até difícil explicar para a nova geração que usávamos disquetes e CD’s para instalar provedores para assim termos uma velocidade razoável – leia-se ridícula – de banda larga. E claro, achávamos o máximo. Mas algo talvez ignoramos nesse campo: era uma geração de comunicadores que tinham que se descabelar livro atrás de livro para procurar informações, entre trocar um disco no diskman ou robobinar uma fita VHS para devolver em alguma loja da Blockbuster no dia seguinte. Ah, agradeçam os anos 90…pois sem eles vocês provavelmente ainda estariam jogando o Atari. Graças ao Ness (“Nintendinho), Mega Drive, PS1 e Nintendo 64 podemos hoje usufruir dessa tecnologia quase “real” em 3D. O avanço no campo da animação, foi bastante significativo – não só nos clipes – nos desenhos animados. Sim, pessoal dificilmente teríamos Adventure Time hoje sem termos por exemplo aquela loucura de desenhos que víamos em canais como Nickelodeon e Cartoon Network. E é nesse clima de pura nostalgia que eu gostaria de apresentar a Diablo Angel. Nesse espírito de descontração, reunião de amigos, pipoca e MTV Music Awards. Afinal de contas a história deles podia ter acontecido tanto no começo dos anos 90, como em qualquer outra época posterior. Afinal de contas, o espírito jovem do rock, sempre se renova... Leia Mais
Tags:  , , , ,          

Fernando Temporão - Paraíso (2016)



Download: Paraíso.zip

"O índio que nos olha da capa de “Paraíso” — tradução visual precisa do álbum feita pela artista paraense Elisa Arruda — não carrega nostalgias de um Brasil pré-descobrimento. Ele está mais próximo daquele oculto e óbvio descrito por Caetano Veloso — um personagem que se põe no futuro com uma sabedoria ancestral e que atravessa o segundo disco solo de Fernando Temporão, se expondo óbvio no verso “ser um índio urbano” (na faixa-título, parceria do compositor com Ava Rocha). Da mesma forma, o paraíso que ele habita não é o da pacificação idílica da floresta. Seu paraíso é cotidiano, conquistado com luta. Um paraíso filho da floresta real (seja a verde ou a de concreto), cuja harmonia nada tem de pacífica pra quem sabe ver a dinâmica de presas e predadores. Dessa forma, “Paraíso”— que tem lançamento online dia 18 de maio e o primeiro show dia 31, no projeto Sesc Nova Música Convida, com participação de Erasmo Carlos — é um álbum político, acima de tudo. Da política que parte dos afetos individuais para a grande cena, nunca o contrário. Nele, sem sombra de discurso panfletário, cabem Eduardo Cunha e bombas na Síria, a tragédia de Mariana e a cobrança de posicionamento da classe artística, tudo pautado pela afirmação da liberdade de ser quem se é, de desenhar seu próprio paraíso", continue lendo
Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Herbie Hancock & The Headhunters - Ao Vivo - Philharmonie (1974)




"Herbie Hancock (Chicago, 12 de Abril de 1940) é um pianista e compositor norte-americano, considerado um dos mestres do jazz.Tocou ao lado de grandes músicos, com destaque para sua colaboração com Miles Davis nos anos 60, em um quinteto que se tornou antológico na história do Jazz. Ali, Hancock foi introduzido ao piano elétrico Fender Rhodes, ao qual adaptou-se imediatamente e tão logo experimentou a improvisada adaptação de um pedal de wah-wah e uma câmara de eco (um Echoplex). Harold Rhodes, pai do piano elétrico, ao noticiar essas estranhas e até então originais conexões, providencia para que esses conectores constem em todos os novos modelos deste piano.Uma década adiante, emergindo do universo de Miles Davis, Herbie Hancock monta um grupo com maiores aproximações à tradição popular afro-americana, de uma sonoridade bem mais acessível ao grande público e de grande sucesso. No álbum de título homônimo ao deste grupo, Head Hunters (1973), Hancock alterna bem sucedidas experimentações pelo eletrofunk com pitadas daquele espírito do quinteto de Miles".
Tags:  , , , ,          

terça-feira, 21 de junho de 2016

Coletânea - Diários Emocionais Vol. 4 (2015)




"O primeiro semestre de 2015 foi um dos piores da minha vida. Tudo deu errado, perdi pessoas queridas, tive depressão. Fiz uma cirurgia; mas também me apaixonei. Agora, no segundo semestre, as coisas estão mais calmas e voltei a ter vontade de ser mais. A Bichano tem vários shows e lançamentos programados para os próximos meses. Sendo assim, nada mais justo que compilar uma série de bandas importantíssimas que produziram algo nos últimos tempos. Algumas delas infelizmente ficarão esquecidas pela maioria, mas serão lembradas por quem cantou e se emocionou ouvindo e fazendo o que acredita. Art to connect people. People to connect art".
Tags:  , , , ,          

Jaraguá Mulungú - RAÍZES BRASILEIRAS (2007)...





RAÍZES BRASILEIRAS é o segundo trabalho do Jaraguá Mulungú gravado no Rio de Janeiro em 2007 com Direção Musical de Marcelo Bernardes e Direção artística de Cacau Arcoverde, o grupo que este ano completa 11 anos de existência, as 18 faixas contém uma diversidade de ritmos afro-brasileiros representando a nossa musicalidade que tem sua origem na mãe áfrica e vem se expandindo pelo o nordeste brasileiro com uma diversidade de ritmos e canções que emergem o nosso imaginário e fertilizando nossas influências musicais e poéticas de forma rica e inventiva na diversidade cultural que permeia a fusão de ritmos, cores e sons. As miscigenações ocorridas com a presença africana no nordeste contribuíram com a diversidade cultural que existe hoje e se expande pelo mundo mostrando que a nossa música tem tradição e valor em outros ecos-sistema culturais...
Tags:  , , , , , ,          

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Fernando Motta - Andando sem olhar pra frente (2016)...





Mais que um selo, a Geração Perdida já se afirma como movimento em Minas Gerais. Embora o Clube da Esquina seja um espelho enquanto aglutinador de referências que ultrapassam os cercos nacionais, grupos como Quase Coadjuvante e Lupe de Lupe têm se firmado no lo-fi, um lado roqueiro melancólico, totalmente descentralizado e composições que não escondem o perrengue de se manter independente, mas regozijam uma trajetória empírica resultante do esforço conjunto. Resumidamente, Geração Perdida é uma rede de apoio de uma cena específica. A ideia é que ela se expanda cada vez mais. A própria opção de Fernando Motta como artista solo após tocar com o grupo folk Young Lights é mais um exemplo dessa expansão. “Fernando caminha lado a lado com uma geração que prefere abraçar a confusão do inesperado, das mudanças e da rejeição”, disse João Carvalho, produtor do álbum de estreia do guitarrista, Andando Sem Olhar Pra Frente. Carvalho toca baixo no disco, Fernando é o guitarrista e cantor, enquanto a bateria fica a cargo de André Garcia... VIA
Tags:  , , , , ,          

Cãos - Cãos (2016)



Download: Cãos.zip

"Cãos é Akio, A. Peste, Gusta e Mika".
Tags:  , , ,          

sábado, 18 de junho de 2016

namoa - terceiras histórias (2016)...




Terceiras Histórias é primeiro álbum da Namoa: parceria formada por Camillo José, Julie Maria, Jonatas Onofre e algumas outras vozes, mãos e lentes como as de Thyago Grilo, Isabela Romeiro Vannucchi e Ricardo Pereira. Este álbum foi gravado durante o aniversário de 46 anos de john frusciante, na ilha de itamaracá...

Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Projetonave - Remix – Vol.1/Vol. 2 (2016)




"Em 2017 o coletivo musical Projetonave, conhecido por se aventurar num caldeirão de ritmos que inclui rock, jazz, rap, dub, funk, MPB e eletrônica, completará duas décadas na ativa. Para marcar a data, a banda já está preparando um álbum especial, que apresentará influências e vibes de todas as fases, prometido para o início do referido ano. As comemorações, no entanto, começam neste mês e vão até a data de lançamento do disco. O primeiro produto desta celebração é o Projetonave Remix, que consiste em duas mixtapes, disponíveis nos formatos digital e k7. A banda abriu as pistas de suas faixas e liberou as sessões para que DJs, MCs, beatmakers e produtores as desconstruíssem e propusessem novos rumos sonoros", continue lendo.
Tags:  , , ,          

Telúricos - Experimente A Mente (2015)...




Certa vez, de passagem pela Beira Mar no Centro de São Luís-MA, vi um volante de ônibus fincado no solo do Rio Anil em plena maré vazante. A imagem, fortemente simbólica, imediatamente resgatou em minha memória os seguintes versos da música “Almanaque” de Chico Buarque: “Quem tava no volante do planeta que meu continente capotou?”. Ao ouvir Experimente a mente (2015) da banda maranhense Telúricos, me dei conta de que é uma geração com os pés fincados na experiência em Terra, através de um sentir profundo da vida, que vai tomar o volante do planeta e dar um rumo para o que há de melhor a ser sentido e criado. É nesse contexto de inquietação e inspiração que os Telúricos surgem no seio do Sebo no Chão, um dos movimentos mais interessantes e efervescentes do cenário artístico atual de São Luís-MA, no bairro do Cohatrac. Influenciados pelos desdobramentos do Tropicalismo nas artes – música, cinema, literatura e artes visuais – a banda originalmente formada por Giovanne Chaves (Voz, Guitarra e Sintetizador), Allan Oliveira (Voz, Guitarra e Sintetizador), Hugo Rodriguez (Baixo), Vinicius Medeiros (Bateria) e Petrus Hermann (sintetizador) em novembro de 2014 propõe com repertório autoral um diálogo entre o rock psicodélico setentista e o atual... VIA
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Flor de Pernambuco - Lucidez EP (2016)...




Flor de Pernambuco debuta no rap com o EP "Lucidez", mostrando a ideia de uma mulher preta periférica e nordestina, encarando o Mundo, com suas particularidades, necessidades e aspirações...
Tags:  , ,          

Tatá Aeroplano - Step Psicodélico (2016)





"Tatá Aeroplano, é músico, compositor e andarilho urbano. Está lançando seu terceiro álbum solo "Step Psicodélico" No ano passado lançou o disco "Aladins Bakunins" do Frito Sampler, artista que canta numa língua inexistente. Na década passada, esteve a frente das bandas "Jumbo Elektro" e "Cérebro Eletrônico".
Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Eric Barbosa - Percurso Instalativo Sonoro (compilação I) (2016)...





Durante 05 (cinco) meses, no período de outubro de 2015 a fevereiro de 2016 – o artista multimídia Eric Barbosa, realizou um mergulho imersivo sonoro-audiovisual no centro da cidade e arredores de Fortaleza/CE – realizando um processo de ocupação/investigação permanente audiovisual sonora em espaços físicos bifurcando entre corpo/lugar; usando como referências conceitos de paisagens sonoras, improvisação livre, minimalismo e captação de imagens em diferentes plataformas digitais e analógicas. Como ramificações destas pesquisas, o artista convidou diversos artistas para colaborarem com seu processo criativo - participando de músicas, temas, trilhas sonoras e composições criadas pelo artista - e paralelamente, contribuindo diretamente no resultado. O espaço base de criação/pesquisa utilizou-se do Foyer do centenário Theatro José de Alencar, espaço este localizado no centro da cidade – ponto de referência local, que possui uma relação com ambulantes, transeuntes, moradores de rua, ponto de manifestações sociais e pentecostais, comércio, tráfico, prostituição, intervenções militares e de manifestações artísticas e populares. Neste amálgama de sentidos, as observações e particularidades se misturam; re-significando sentidos e novas interpretações...
Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 14 de junho de 2016

Zona Nobre do Fundo do Poço - Experimentos Existencialistas Vol I (2016)...




Gravado de forma caseira em um sofá no litoral do Ceará entre 04 de junho de 2016 a 06 de junho de 2016, o disco Experimentos Existencialistas vol. 1 do novo projeto de Ramiro Martinez, Zona Nobre do Fundo do Poço, é consequência de divagações sobre a liquidez e as mutações do homem pós-moderno e a brevidade dos seus momentos de felicidade. Nesta obra, Zona Nobre do Fundo do Poço mostra como o existencialismo e o niilismo confabulam entre si, formando, no breve e direto EP, ligações entre si em forma de poesia e música. Na última e curtíssima faixa, o autor indaga: "Essa existência é só uma piada sem cor", quase que as respondendo as perguntas atormentantes que ecoam nas duas primeiras: "Pra onde foi o amor?" e "Quem sou eu?". As três músicas se dissipam ao fim de pouco mais de oito minutos, dando a quem ouve um silêncio que parte de uma sensação de vazio quase agoniante...
Tags:  , , , , ,          

Adamante - Exercícios Sobre Mundanidade (2016)




Adamante é Renê Freire e Henrique Correia.
Tags:  , ,