terça-feira, 26 de julho de 2016

Holger - Sexualidade e Repressão (2016)




"Foi um livro de psiquiatria que deu nome ao novo EP do Holger, Sexualidade e Repressão, lançado nesta sexta (11) pelo selo Balaclava Records. As quatro músicas do disquinho foram gravadas originalmente para fazer parte do disco autointitulado Holger que saiu no final de 2014, mas os sons acabaram ficando de fora", continue lendo no Noisey.
Tags:  , , , ,          

Barulhista - Desfiado (2016)...





O Barulhista lança seu novo trampo, Desfiado, álbum que sai pelo selo Fluxxx e mostra um artista mais rico, que constrói paisagens sonoras e mentais ao longo de todo o disco de uma maneira interessante. Compositor e produtor, o músico já gravou 13 discos em seus nove anos de experimentações sonoras. Desfiado reúne “composições que são conduzidas pelo fio da temporalidade, em uma construção que lentamente revela nuances e desdobra-se do melancólico ao sublime”. Para entender melhor a composição do disco, a experimentação sonora, os tempos passados de baterista e possível limitação do digital, conversamos com o Barulhista... Leia Mais
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Defeitos - defeitos (2016)...





Em tempos de multifunção nos quais vivemos, é necessário se desdobrar em vários para conseguir dar conta dos compromissos. Algumas pessoas preferem diminuir o ritmo, outras aceleram mais e mais. Um exemplo de quem prefere aumentar a carga é o artista Mário Cappi. Afora a arte da música, o camarada também se arrisca e manda muito bem no traço, que além de ir parar em paredes, também vira capa de disco. No universo musical, Mário aparece no MDM Duo, projeto que toca com o irmão Fernando Cappi e no Hurtmold. Agora ele ressurge com um novo/velho projeto. Novo velho por se tratar de um projeto com um parceiro de longa data, que depois de encontros e desencontros, o universo realinhou para ambos estarem juntos, produzindo música. Em Defeitos, Marinho divide a autoria das canções com Denis Sallum, companheiro dele nos tempos de hardcore com a banda Default. O álbum homônimo tem nove faixas com muita viola punk e saiu pela Submarine Records. Agora é a vez de Defeitos aparecer na internet pra geral sacar... Leia Mais


Tags:  , , , , , ,          

Rico Dalasam - Orgunga (2016)




Download: Orgunga.zip

"Primeiro álbum cheio de Dalasam, Orgunga traz oito faixas autorais e dá sucessão ao EP que lançou o rapper ao mundo, Modo Diverso, de 2015. O disco chegará às plataformas de streaming e também sairá, com lançamento independente, em formato físico", continue lendo.

Tags:  , ,          

domingo, 24 de julho de 2016

Rashid - A Coragem da Luz (2016)




"Fala, seus Eduardo Paes gastador de Maricá! Após umas duas semanas desaparecido desse lindo site por motivos de não saía projeto nacional pra revisar, cá estou eu de volta na minha função heroica, já que a cena voltou a esquentar. E a resenha de hoje é sobre o álbum de estreia de um nome de bastante peso: falo do nosso parça Rashid, que nos concedeu uma entrevista pica e até chamou o Santi AKA catuabapapi pras audições desse debute. Mas nem por isso nóis vai pagar de amigo bonzinho, a review é séria, larga o Pipa Combate e vem conferir!", continue lendo.
Tags:  , ,          

sábado, 23 de julho de 2016

SuperBABY - SuperBABY EP (2016)...




Cituada LatinoAmerica, surge diretamente de Belorihills a colisão psico et-eletrônica de produção de beats/music/track. SuperBABY é o nome de batismo desse coletivo formado por membros dos projectos: Santaklaus, O PA L A et Aba j ou r; que também compõe 3/5 da Absinto Muito. A pyra é chegar colando no role da e-music (me refiro a música eletrônica, colocar um termo que se encaixe, porrrr favorrrzinho) referenciando techno/house/latino/psicodelico/BABY+TROPIKAL. “Dançar é resistir (até o after)” SuperBaby estréia, na invernada tropikal 2 0 1 6 com o lançamento do EP autointitulado y se estende na produção de mixtapes, sets, beats, glitch ++++ em breve fextaz...
Tags:  , , ,          

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Chinese Cookie Poets - Area Sismica (2016)...




Gravado durante a turnê da Chinese Cookie Poets pela Europa em 2014. Após tocar na Area Sismica - associação cultural que desde 1991 recebe na cidade de Forli (Itália) nomes como Evan Parker, Zeena Parkins, Peter Brotzmann, Haco, Fred Frith, Otomo Yoshihide, Zu, entre outros - a banda registrou no dia seguinte ao show uma sessão de improvisação no local. O álbum é composto pela íntegra do primeiro take dessa sessão, com duração de 39 minutos...
Tags:  , , , , , ,          

Bilhão - Bilhão (2016)



Download: Bilhão.zip

"Em geografia lunar, "mar" é uma região escura formada na Lua por causa do impacto de um meteorito na sua superfície. O Felipe Vellozo (baixista do Séculos Apaixonados e da Mahmundi) leu sobre o assunto uma vez num artigo e ficou muito intrigado sobre isso durante uns meses. Um belo dia, ele resolveu chamar seu amigo Gabriel Luz, com quem toca no Crombie, e os dois cariocas pegaram suas guitarras e um sintetizador para criar o primeiro disco (homônimo) do duo Bilhão, que sai agora pelo selo Balaclava Records", continue lendo no Noisey.
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 21 de julho de 2016

GUIZADORBITAL - GUIZADORBITAL (2016)




Expoente do nu jazz nacional, Guizado fez fama com os discos O Vôo do Dragão (2015), Calavera (2011) e Punx (2008), onde mescla elementos sonoros orgânicos - liderados pelo trompete - com sintetizadores e outras programações eletrônicas. Sua paixão pelos experimentalismos sonoros e pela desconstrução rítmica, agora vem influenciada pela vasta imensidão cósmica e pelos mistérios do universo, seus planetas e demais corpos celestes. Agora em junho, o artista apresenta seu novo projeto, GUIZADORBITAL. Trata-se de uma ramificação do Guizado, um novo resultado das experiências acumuladas ao longo do percurso criativo do trompetista e compositor. O GUIZADORBITAL está lançado nas plataformas digitais pelo Selo EAEO, responsável por uma série de lançamentos interessantes nos últimos tempos. O disco foi gravado ao vivo, com seleto público presente, no Epicentro Cultural, onde se encontra o estúdio do selo. “Apresentei apenas algumas programações e esboços para a banda e partimos para a gravação”, conta Guilherme Mendonça, reforçando a ambientação viajante e solta do disco. A música do GUIZADORBITAL tem possibilidades infinitas e não conhece limites. Suas pedradas cósmicas pretendem mostrar o quanto somos pequenos em relação ao universo, mas também como somos seres preciosos, vivendo num planeta extraordinariamente rico e belo.
Tags:  , , , , ,          

♦ chinfrapala ♦ - PAZ PELA NOIA vol. 1 (2016)...




o grupo ♦ chinfrapala ♦ é um show de experimentações e performances que misturam música, poesia, artes visuais e cinema.O grupo é um coletivo musical de Fortaleza formado por artistas que desenvolvem, sozinhos ou em grupos temporários, vários projetos paralelos e independentes. Aqui o novo trabalho deles, um álbum de música ambiente...
Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Pavement - Ao Vivo - Batschkapp (1994)




Pavement é uma banda de rock alternativo americana, considerada por muitos um dos principais pilares da cena indie dos anos 1990. Formada em 1988 em Stockton, Califórnia, era inicialmente um projeto de estúdio de dois guitarristas, Stephen Malkmus e Scott Kannberg, com a ajuda do baterista Gary Young. Depois do lançamento do primeiro disco da banda Slanted and Enchanted, entraram para a banda o baixista Mark Ibold e um baterista de apoio, Bob Nastanovich. Com a saída de Gary Young, foi também chamado o baterista Steve West.
Tags:  , , , , , ,          

terça-feira, 19 de julho de 2016

Churrus - Transcontinental (2015)




""As composições privilegiam um power-pop com tendência shoegazer e apresentam influências britânicas (Teenage Fanclub, Ride) e norte-americanas (Guided by Voices, Pernice Brothers). Confirmando a tradição do estilo, são as melodias que saltam aos ouvidos, simples, redondas, mas nunca óbvias. (Gordinho, guitarrista da Pelvs)".
Tags:  , , , ,          

Concreto Morto - Medo da Astrologia (2016)...




O Concreto Morto é um grupo de screamo de Curitiba formado por Felipe, Vina, Daniel, Michael e Yuri. O som dos caras é influenciado por bandas como Orchid e Converge e eles estão lançando o álbum Medo de Astrologia, pela Bichano Records, com exclusividade aqui no Altnewspaper. Aproveitamos o lançamento e trocamos uma ideia com o vocalista Felipe sobre anticapitalismo, trabalho, música e Curitiba... Leia Mais
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Treminhão - Treminhão (2005)...




Popular em estradas nordestinas, Treminhão é o nome dado a um tipo específico de caminhão, com três carrocerias, designado ao transporte da cana-de-açúcar. Desde o ano de 2003, o termo ganhara um outro - e musical - significado: passou a representar, também, um dos maiores expoentes da música instrumental pernambucana. Só que esse Treminhão, ao invés das três carrocerias do veículo canavieiro, possui seu núcleo concentrado em três músicos. Oriundo da cidade do Recife, o trio formado por Breno Lira (guitarras, violão e viola), Marcos Mendes (baixo) e Ricardo Fraga (bateria) tem como principal proposta unir elementos da música brasileira, especialmente a nordestina, aos improvisos e harmonias complexas do jazz numa pretensão de realizar uma música universal e, sobretudo, rica. Responsável pela estréia do trio, o que se ouve aqui são excelente canções que passeiam, principalmente, por diversas influências da música regional nordestina inclusive com a adição de instrumentos "da terra" como o pífano e a rabeca. Faixas como "Baião para Edvaldo" e "Sedna" mostram, além da excelente composição em si, um ótimo entrosamento entre músicos. A incrível performance técnica dos membros pode ser vista ao longo do álbum mas é ,especificamente, em "Sedna" - um verdadeiro devaneio jazzístico e, talvez, a composição mais diferenciada da obra - que a performance individual rouba atenção. Também é notável a preocupação em separar temas "grudentos" nos arranjos de forma que esse recurso torne a audição mais fácil, principalmente para aqueles não possuem o costume de ouvir música instrumental . Basta ouvir a faixa de abertura ("Sertão") para compreender essa ideia. No meio de tantas composições instrumentais, a exceção fica por conta da sétima faixa, Peleja, que possui participação de Maciel Salú nos vocais... VIA
Tags:  , , , , ,          

As Mercenárias - Demo (1983)



Download: Demo.zip

"Originalmente gravado em 1983. Reedição da fita demo em formato 7""
Tags:  , ,          

domingo, 17 de julho de 2016

Fióti - Gente Bonita EP (2016)




"O sucesso de Emicida é uma parceria fraterna: enquanto Leandro rima e dá a cara a tapa pelos palcos da vida, seu irmão Evandro Fióti administrava sua carreira, construindo as fundações de seu escritório a partir de CDs vendidos de mão em mão no metrô. Hoje o escritório Lab Fantasma é um pequeno império, que administra as carreiras de Emicida e Rael e se tornou uma distribuidora digital, além de referência para uma nova geração de rappers pelo Brasil que viu que é possível ser bem sucedido artisticamente e nos negócios ao mesmo tempo. Como Emicida, Fióti sempre esteve envolvido com música e além de habilidoso violonista agora começa a colocar suas mangas artísticas de fora, ao anunciar o lançamento de seu primeiro EP ainda essa semana. Já gostei de cara por causa do título do trabalho: Gente Bonita (que era o mesmo nome da festa que eu fazia com o Luciano Kalatalo entre 2006 e 2010). Ele já mostrou o teaser do novo trabalho", continue lendo.
Tags:  , , , ,          

sábado, 16 de julho de 2016

Belchior - Mote e Glosa (1974)...




Belchior, como conhecemos, tem um nome completo e tanto, chama-se Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, tão grande como o seu trabalho como artista. Belchior nasceu no municípuo de Sobral, no Ceará, e foi por lá, na década de 60/70 que após trabalhar na rádio sobral, abandonou a facudade de medicina para se dedicar exclusivamente a música, daí em diante conheceu toda aquela turma de jovens compositores, como Fagner, Ednardo, Rodger, Teti, Cirino e outros – conhecidos como o Pessoal do Ceará. Belchior depois de vencer o festival de música universitária começa a ser percebido e e entendido, em 1972 vem para o Rio de Janeiro e lança, em 1974, seu primeiro disco, mote a glossa, que revela uma mescla de necessidades e conceitos novos, tanto nas músicas como nas mensagens. O disco levanta questões urbanas com um toque de sensibilidade, as músicas possuem uma variação autêntica que mostra a diversidade musical proposta, e a riqueza de conceitos nas músicas... VIA
Tags:  , , , , , ,          

sexta-feira, 15 de julho de 2016

A Espiral de Bukowski - ERP-P300-CBP Future Great Filter (2016)






"A Espiral de Bukowski é o projeto musical do duo Cesar Zanin e Mariana Cetra (das bandas paulistanas Magic Crayon e Fotograma) e desde 2013 vem fazendo musica para quem gosta de eletrônica experimental, drone, noise, kraut, dub, musica concreta, psicodelia, improviso livre… Nessa primeira sessão de 2016, que originou o álbum ERP-P300-CBP future great filter, o duo deixa fluir a musicalidade livremente, através da manipulação de timbre/frequência-altura/amplitude-intensidade/duração com o objetivo de variar a percepção sonora, explorando os timbres do Casiotone contaminados por pedais de guitarra (Big Muff, reverb, delay etc), escaleta, flauta doce, castanhola, maraca e acordeom (que são processados e sampleados ao mesmo tempo em que são tocados), a caixinha de fazer ruídos por foto-sensores, beats minimais (em compassos diversos), síntese analógica, modulação com ondas quadrada, triangular e dente de serra, uso de teclado de fita para linhas de baixo, microfonia, síntese granular, oscilação de baixa frequência, ruído branco e emulação de malha de captura de fase. Os loops são construídos na base do improviso livre, com a sobreposição de samples e uso de filtros e efeitos, muitas vezes em cascata. Há também o uso frequente de gravações de campo, feitas com um celular em lugares e situações diversos/as. Este álbum foi lançado em 13/06/2016 e é a gravação da apresentação d’A Espiral de Bukowski no SESC Sorocaba, durante o evento ExperimentaSom da Rasgada Coletiva, que contou também com a projeção visual de Daniel Bruson e a apresentação de Azul Celeste, em 24/03/2016. É o último álbum do duo antes do intercâmbio pela USP que levará Cesar a estudar na Itália. A temática do álbum gira em torno da questão da inevitabilidade do fim (de tudo), com uma abordagem combinando o micro (uma onda cerebral e uma proteína) com o macro (o conceito do Grande Filtro no contexto do Paradoxo de Fermi e a cosmologia cíclica conformal, um modelo no âmbito da Relatividade Geral). Em contraponto à inevitabilidade do fim é colocada a questão da existência e P300 foi o elo conceitual encontrado para ilustrar conjuntamente as capacidades humanas de reação (avaliação e categorização de estímulos e tomada de decisões) e desenvolvimento (crescimento/maturação e divisão). Temas adjacentes à questão central do álbum são: o amor e a incompreensão, biologia, a Teoria do Caos, a análise matemática da Relatividade, linguística, Evolução, política no Brasil atual".
Tags:  , , ,          

Júlio Ferraz - A Ilha da Inconsciência no Espelho Polifônico das Bifurcações do Tempo (2016)...




Júlio Ferraz é um dos caras do Novanguarda, com uma história de vida inspiradora (um cara “salvo pela música”, leia entrevista). Aqui, com “A Ilha Da Inconsciência No Espelho Polifônico Das Bifurcações Do Tempo”, ele chega ao primeiro disco solo. Lançado de maneira independente, apresenta nove faixas, todas piscodelicamente e tropicalicamente sessentistas: melotrons, escaletas e Hammonds dominando, junto a guitarras lamuriosas e vocais metálicos. Canções de amor, de paixão. Todas mulheres, as mulheres-personagens de Ferraz. “O álbum é o primeiro capítulo de uma trilogia, que também é uma espécie de diário dos meus dias. Logo, algumas dessas garotas são de fato reais, outras são personagens fictícios, inspirados em momentos que eu passei, ou que vi acontecer, seja na rua, ou em qualquer lugar que seja”, conta Júlio ao Floga-se. “Os personagens, cada um tem sua própria identidade, personalidade, porém eu entrego muito do que sou derramando meu estado de espírito neles”... Leia Mais
Tags:  , , , , , ,          

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Siso - Terceiro Molar EP (2016)...




De quando em quando a música brasileira produz verdadeiros artistas pop de qualidade. Infelizmente não são todos que, assim como um Lulu Santos, permanecem. Em 2001 Lulo Scroback lançou um dos melhores discos de pop brasileiro de todos os tempos: Modernidade. Logo depois uma participação catastrófica no programa Casa dos Artistas limou sua carreira e o jogou no anonimato permanente. Um ano antes, Jay Vaquer (colega de elenco de Lulo em Cazas de Cazuza) lançou Nem Tão São, outro disco espetacular de música pop brasileira. Vaquer não caiu no anonimato, mas desde então vem decaindo em qualidade, mirando um público adolescente a ponto de lançar neste ano um disco inaudível para qualquer pessoa com mais de 12 anos. Este ano já descobrimos felizes Felipe de Vas, com sua voz suave e suas melodias doces. Agora descobrimos também Siso, que lembra muito Lulo Scroback e Jay Vaquer: letras de qualidade, melodias bem produzidas, eletropop de primeiríssima. E feito no Brasil. Sim, é possível fazer música pop de qualidade no Brasil. Siso, que atende pelo nome de David Dines afirma que adotou o nome Siso por causa do simbolismo do dente como sinal do “questionável” amadurecimento. “A maturidade é algo que dói, rasga a carne e tem um papel evolutivo, assim como o siso. Mas ele também acaba sendo também meio descartável, como é o pop”, explicou o artista de 28 anos ao site Noisey. Claro que, como não poderia deixar de ser, entrevistamos o cantor, que falou com a gente sobre música pop, influências, seu disco, carreira e discussão de gênero... Leia Mais
Tags:  , , , , ,