sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Capona - Atom Heart Auto (2017)...




“The Dumbest Guy Alive (Gabriel Duarte)” foi uma das grandes músicas de 2015, quando o Capona, trio alagoano, lançou seu disco de estreia, “Adults Are The Young Who Failed”. Era uma mistura interessante de impressões de Grandaddy e Smashing Pumpkins. No segundo trabalho, “Atom Heart Auto”, sai a primeira referência e finca-se fortemente bases na segunda, mirando o rock bruto dos anos setenta. Os vocais gritados e arranhados, com letras interessantes de devaneios em inglês, guitarras pesadas e uma precisão aparentemente matemática no entrosamento do trio dão uma força que merecia alçar o Capona a um patamar de reconhecimento um pouco maior... Continue Lendo
Tags:  , , , ,          

Radio Diaspora - Radio Diaspora 2 (2017)




"O álbum é composto de 6 faixas. O lado A conta com POESIA SONORA que surge abstrata como um vento e se desenvolve por melodias que se adensam em uma tempestade sonora. O segundo take é KALUNGA GRANDE que se utiliza do poema clássico de Castro Alves para narrar em som e ruído a travessia diaspórica de nossos ancestrais. O lado A termina com a canção BLACKBIRD".
Tags:  , , ,          

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Tim Bernardes - Recomeçar (2017)



Download: Recomeçar.zip

"“Eu quis mudar / E isso implicava em deixar para trás / Meu chão, meu conforto, o certo, a paz / Eu fui a procura de mais“. Ainda que existam diferentes formas de interpretar e encaixar a poesia libertadora de Quis Mudar, terceira faixa do primeiro álbum em carreira solo de Tim Bernardes, Recomeçar (2017, Risco), não há como negar que sobrevive ali um perfeito resumo do novo posicionamento do cantor e compositor paulistano. Uma ruptura sutil, como um breve distanciamento do material que vem sendo explorado pelo artista na curta discografia d’O Terno, projeto em que atua como guitarrista/vocalista desde o início da presente década", continue lendo.
Tags:  , , , , ,          

Macaco Bong - Deixa Quieto (2017)



Download: Deixa Quieto.zip

"O sexto disco de estúdio do Macaco Bong é algo curioso. Pra além da ousadia de recriar o maior ícone musical pra juventude de guitarras dos anos 1990, o “Nevermind”, do Nirvarna (disco de 1991), o trio comandado pelo guitarrista Bruno Kayapy reverteu toda a lógica que seguem as homenagens no mundo da música e não só recriou o clássico álbum como esmigalhou, baratinou e rearrumou as canções pra que elas virassem outra coisa. Aqui, no campo do risco, Kayapy e sua turma – a saber: Daniel Hortides (baixo) e Renato Pestana (bateria) – seguiram pelo menos trilhado dos poucos caminhos possíveis numa homenagem: destruir pra reconstruir, quando normalmente apenas se reinterpreta ou se acrescenta poucas novidades. O Macaco Bong assumiu a reconstrução", continue lendo.
Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

G4ld - Música Popular Concretista (2017)...





Eis o primeiro disco do projeto G4ld, do artista Itauê Galdino. O álbum possuí 13 tracks e cada track possuí semelhanças e diferenças ao mesmo tempo, tem a intitulado "O Som da Chuva" que foi capturado o som literalmente de um dia chuvoso e criado algo em cima. Tem a Cândido Mota que é uma música homenageando a terra aonde moro e cresci com participação do meu pai na viola e violino e tem também a "Amor e Ciência" que é a track que tento fincar a Música Popular Concretista como uma ciência, a ciência dos ruídos divertidos...
Tags:  , , , , ,          

Kalouv - Elã (2017)...



Download: Elã (2017).zip

Elã é o novo álbum do grupo instrumental pernambucano formado por Basílio Queiroz (baixo), Bruno Saraiva (teclado), Saulo Mesquita (guitarra), Túlio Albuquerque (guitarra) e Rennar Pires (bateria). O disco foi composto entre dezembro de 2016 e março deste ano no Sítio Santa Fé, em Carpina, interior de Pernambuco. Com produção de Bruno Giorgi, foi através de um financiamento coletivo que se tornou possível, arrecadando mais de 100% da meta. Formada em 2010, a Kalouv possui no currículo os álbuns Pluvero (2014) e Sky Swimmer (2011) e o compacto Planar Sobre o Invisível (2016). Em Elã, eles trazem novas influências e parcerias com Sofia Freire, Yukio (Hugo Noguchi), RØKR (Roberto Kramer). Durante o período de imersão no sítio, as nove faixas do disco ganharam vida e fez com que os integrantes desenvolvessem um novo modo de criação. O processo trouxe canções mais diretas e inteligíveis, num diálogo ainda mais próximo com a música independente contemporânea. Sendo assim, o post-rock que guiava os discos anteriores ganha novas cores e sai do tom de sobriedade e introspecção, dando lugar a faixas guiadas por sintetizadores e riffs curtos de guitarra, mas com uma interação ainda mais forte entre piano, baixo e...
Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 17 de outubro de 2017

GATTOPARDO - 7" (2017)



Download: 7".zip

"“Gattopardo LP”, de 2014, deixou uma ótima impressão dessa banda paulistana (ouça aqui), pra quem aprecia uma certa sonoridade entregue pelo subterrâneo de São Paulo nos anos 1980. Uma pena que o quarteto produza num ritmo não tão acelerado (há circunstâncias pra isso, por certo)", continue lendo.
Tags:  , , ,          

zimun - sobre o bom senso e o senso comum (2017)...




Criado em Belo Horizonte em 2009, o Zimun construiu seu nome na cena local baseando-se no que chamavam de street jazz: uma mistura intrincada e dançante de rap, jazz, rock, MPB e afrobeat. Após o EP Surreal (2012) e o álbum Prafrente (2014), em 2017 uniram-se ao produtor Daniel Santiago (que produziu discos de Milton Nascimento, Hamilton de Holanda e O Teatro Mágico) para definirem uma nova fase do grupo. O resultado é Sobre o Bom Senso e o Senso Comum, o novo disco traz leveza e senso pop até então inéditos à banda, aliados às letras sobre dilemas da condição humana e desafios cotidianos. "A banda flerta com as grandes referências da música pop mundial contemporânea mas sem perder a brasilidade”, destaca Santiago, o produtor. Além dele, a banda contou com outros dois grandes nomes para a finalização do disco: Rodrigo Sanches (que trabalhou com Gal Costa, Céu, Nação Zumbi), - vencedor do Grammy Latino de 2016 como Melhor Engenheiro de Som fez a mixagem - e a masterização foi feita no estúdio Sterling-Sounds em Nova Iorque por Randy Merrill, responsável por trabalhos de Lady Gaga, Adele, Beck, Lorde e Grimes, entre muitos outros ícones da música mundial. O resultado é um disco de riqueza melódica e dançante, enérgico, que explora timbres de sintetizadores ao lado de congas, vibrafones e sopros, além da cozinha tradicional de guitarra, baixo e bateria...
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Gringo Carioca & Depressa Moço! - Nu e Cru (2017)...





Parceria entre o poeta Gringo Carioca e o Musico Depressa Moço! A poesia amparada por musica que reflete o conteúdo. Essa parceria que teve inicio na musica "Scenarium" entrega agora pequenas poemúsicas para vocês...
Tags:  , , , , , ,          

VICTIM! - D. (2017)



Download: D!.zip

"“D.” é o décimo-primeiro trabalho de Cadu Tenório assinando como VICTIM!, mas não exatamente. A obra lançada pela Seminal Records, no dia 21 de setembro de 2017, vem assinada apenas como V! e não VICTIM!. “Eu passei dois anos sem lançar nada com o projeto, já se passaram uns bons anos desde que o VICTIM! deu as caras. Na época, os dois últimos discos que produzi como tal, ‘503’ e ‘Pupila’ (de 2014 – ainda há o ‘Pertuis’, de 2015) possuem o resultado que sempre esperei. Dentro das limitações de um projeto que use power electronics e noise como referência eu meio que fui a um ponto onde achei que havia chegado no limite, não seria justo lançar nada com o projeto sem ter uma nova ideia que fosse realmente complementar”, diz Cadu", continue lendo no Floga-se.
Tags:  , , , , ,          

domingo, 15 de outubro de 2017

The Tape Disaster - Oh! Myelin (2017)...





Como muitas bandas preocupadas com as experimentações dentro de uma estrutura determinada (o rock, no caso), as métricas irregulares do The Tape Disaster figuram como a primeira coisa que você vai reparar ao ouvir “Oh! Myelin”, seu primeiro disco cheio (leia outra análise aqui e ouça o disco). No entanto, os poucos mais de três minutos da segunda faixa, “Condicionado”, já ambienta com certo conforto o ouvinte. A partir desse compartilhamento, entre uma engraçada barreira de uma superfície confusa e seu epicentro rítmico, caminharemos em conjunto com a banda até o fim. Quem tem acompanhado certa mesmice nas últimas bandas que se intitulam de “math rock” vai descobrir no The Tape Disaster saídas que a tiram de uma sonoridade genérica. Porque “Oh! Myelin” apresenta um conjunto preocupado em criar atmosferas e também canções, pra que o diálogo não fique apenas na camada técnica e passe, principalmente, pela evocação de sensações... VIA
Tags:  , , , , ,          

sábado, 14 de outubro de 2017

Leões de Marte - A Face Mais Vermelha (2017)




"Leões de Marte é uma banda de rock instrumental constituída por membros de bandas previamente estabelecidas no cenário autoral de Belo Horizonte (MG), como Zonbizarro, Soft Maria, Elíza e Lively Water. A formação atual conta com Henrique Rocha (bateria), João Victor Lopes (baixo), Martin Montiel (guitarra), Rafael Dantas (guitarra) e Rodrigo Nueva (guitarra). Tendo como QG o estúdio Tubo Cultural, os caras começaram a trabalhar o primeiro EP em Agosto de 2016, passando o restante deste mesmo ano compondo e arranjando, compartilhando sons e influências, e, consequentemente, construindo sua identidade".
Tags:  , , , , ,          

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Xenia França - Xenia (2017)



Download: Xenia.zip

"Quando entrou na adolescência em Camaçari, no interior da Bahia, Xênia França teve o que ela considera a sua primeira experiência artística: entrou para uma fanfarra. Era a comandante — ou a "mór", como é conhecida a pessoa que rege os músicos do conjunto — do seu grupo e, por causa disso, vestia uma jaqueta especial para se destacar dos outros integrantes. Foi a primeira vez que Xênia ocupou o lugar que ela sempre acreditou ser seu por direito: o lugar de comando. "Fiquei uns três anos nessa função, à frente da banda", conta a cantora baiana radicada em São Paulo. "Acho também que foi a minha primeira experiência empoderadora fora da minha casa."", continue lendo na VICE.
Tags:  , , , , ,          

Abiiismo - Intro spective (2017)...




A dupla Francisco Terra e Roger Multiuse dão continuidade ao seu projeto synthwave Abiiismo, com o álbum que sai pela Fluxxx. Em 2015, a dupla Francisco Terra e Roger Multiuse lançaram o disco We Don't Dance, feito pra ser "a trilha sonora de um filme que você nunca viu" e mergulhado em referências retrofuturísticas e sci-fi. Talvez premeditando a tendência que viriam com os lançamentos de séries como Stranger Things e os novos filmes da saga Star Wars (que, como sabemos, inspiraram mais do que algumas faixas e discos ao longo de 2016), a dupla investiu nos sintetizadores analógicos e sonoridades espaciais. No novo lançamento de Francisco e Roger, Intro_spective, a coisa fica ainda mais sombria... VIA
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Pobre Tom - Existe Gente Feia (2017)...





Pobre Tom é o codinome do personagem Edgar da obra-prima Rei Lear de William Shakespeare. Edgar utiliza esse nome quando se finge de mendigo para fugir do mal que assombra seu próprio reino e, no caminho, acaba ajudando dois reis a recuperarem suas vidas. Do mesmo modo, procuramos nos fingir de quem não somos e contar histórias que possivelmente não participamos em prol de ajudar as pessoas a recuperarem vida. A humanidade têm dificuldade em reconhecer a maldade em si própria e vive de acusações… mas quem realmente é mau? Quem é o feio? Porque ele é feio? Existe gente feia? Não queremos lançar um álbum somente, mas uma obra. Assim como Rei Lear, que traz pensamentos e ensinamentos diversos, mas em sua totalidade, busca possibilitar que as pessoas entendam a vida e recuperem a fé em algo que é realmente bom...
Tags:  , , , , , , ,          

MEXO - Zona (2017)



Download: Zona.zip
Tags:  , , ,          

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Dedé Santaklaus - HAHAHA (2017)



Download: HAHAHA.zip
Tags:  , , , ,          

Jack Nilson - Os Boleros Malditos e Outras Maldições (2017)...




Jack Nilson é músico e compositor, ex-integrante da banda Stereoscope com a qual lançou quatro discos. Tem canções gravadas por Ana Clara, Bravos e A Volta do Astronauta. Atualmente está lançando seu primeiro disco solo. Ele se apresenta amanhã no Psica Festival 2017 em Belém...
Tags:  , , ,          

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Abismika - Antipatia (2017)



Download: Anitipatia.zip


Tags:  , ,          

Miêta - Dive (2017)...




Download: Dive (2017).zip

Um dos projetos mais interessantes da atual cena mineira, o quarteto Miêta, acaba de apresentar ao público o primeiro álbum de estúdio. Intitulado Dive (2017), o registro que conta com distribuição pelos selos PWR Records e Howlin’ Records amplia significativamente o som cru que vem sendo produzido pela banda desde o início da carreira. Guitarras e vozes sujas que apontam para o início dos anos 1990, lembrando nomes como The Breeders e Sonic Youth... VIA
Tags:  , , , , ,          

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Amandinho - Ocultismo Oldschool (2017)...





A Amandinho retorna aos trabalhos com material inédito. Ocultismo Oldschool é o segundo album da banda de rock jovem e agora integrante do movimento punk viagem, um conjunto de novas bandas desafiando os limites da estética punk rock trazendo influências de rock progressivo, heavy metal, emo, hardcore e shoegaze em canções energéticas cantadas em português. O lançamento é feito pela Transtorninho Records e La Flor Records, selo do Peru. Com 10 músicas, sendo um cover da banda de metal Angra, Ocultismo Oldschool traz mudanças na sonoridade da banda, dois anos após o lançamento do primeiro disco, desde a forma como as composições surgiram até o jeito como foram gravadas. Na produção do álbum, a Amandinho contou com o apoio com Renato Cunha, baterista da Desalma, nas gravações no Estúdio Bigorna, e com o trabalho de masterização por Cássio Zambotto. ​ A Amandinho é uma banda de rock formada em 2014 por Felipe Soares (guitarra, vocal), Smhir Garcia (guitarra), Danilo Galindo (baixo, vocal) e João Santiago (bateria). Com influências de emo, punk e indie rock dos anos 1990, eles gravaram, produziram e lançaram seus primeiros trabalhos em 2015, o EP Coisas novas são assim e o disco Rugby Japonês. Com um pé em Maceió e outro no Recife, o grupo segue a linha do Do It Yourself: todos os registros do grupo foram gravados em casa e lançados pelo selo independente criado pelos próprios integrantes, o Transtorninho Records...
Tags:  , , , , , ,          

Iogo - Névoa Corrente (2017)





Tags:  , , , ,          

sábado, 7 de outubro de 2017

Marcelo Marcelino - MARCELO MARCELINO (2017)...




Ex-vocalista das bandas brasilienses Sem Destino e Madrenegra, Marcelo Marcelino está lançando o primeiro (e homônimo) álbum solo, com 14 canções, que retratam sua carreira desde os primórdios até o momento. Gravado no Electro Sound Studio, em Santos (SP), com as participações do baterista André Pinguim (ex-Charlie Brown Jr.), do produtor e guitarrista André Freitas e do tecladista Maru Monhawk, ” Marcelo Marcelino”, o álbum, traz o artista tocando violão, baixo, bandolim, ukulele e kazoo, com uma sonoridade que remete ao Folk... VIA
Tags:  , , , ,          

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

The Cigarettes - The Lights (2017)...





THE LIGHTS é o enésimo EP da extensa discografia do Cigarettes. A faixa-título é uma prévia do quinto disco de Marcelo Colares, que será lançado ainda em 2017 pela Pug Records. Também inédita, "Never Know Why" estava engavetada enquanto as outras três canções circularam recentemente via coletâneas e singles virtuais sem muito alarde. Então, THE LIGHTS funciona como um "best of" das gravações mais recentes desta one-man-band que hoje reside na pequena Itaperuna, no noroeste fluminense...
Tags:  , , , , ,          

Quasar - Coruja (2017)



Download: Coruja.zip

"Formada por Caio Gonçalves, Felipe Meneses e Guilherme França, a Quasar tem muitas qualidades e outras tantas falhas de uma geração que tem tudo a seu dispor: meios de produção, de divulgação, acesso à informação, estabilidade econômica (comparando-se com as gerações que produziram nos anos 1980 e 1990, o novo século é um oásis), liberdade de informação e alcance", continue lendo no Floga-se.
Tags:  , , ,          

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

dusouto - De Volta pra Babilônia (2014)




"Começo de milênio. Guerras. Aviões explodindo em prédios que desafiam os limites do céu. Babilônia! Tirania. Limites do homem sendo postos à prova no dia a dia das grandes cidades. Babilônia! Violência, intolerância, fome, desrespeito, falta de dignidade, a garganta seca e a gana de subir o morro em plena segunda-feira… O DuSouto está de volta pra Babilônia! E com músicas novas para espantar qualquer vestígio de tristeza ou melancolia no mundo. Em seu novo EP, cuja belíssima arte da capa é assinada por Gustavo Rocha (que interpretou a babilônia em imagens ácidas), Paulo Souto (baixo e voz), Gustavo Lamartine (guitarra e voz) e Gabriel Souto (efeitos, batidas, cavaquinho, sanfona e voz) apresentam as faixas “De Volta Pra Babilônia“, “Babilônia Nunca Mais” e “Preta, Minha Preta“, que emolduram o retorno a uma babilônia de costumes, atitudes e comportamentos. Ou seja, é a trilha perfeita para um Carnaval animado e dançante".
Tags:  , , ,          

Izza - Cosmópolis (2017)...




“Cosmópolis” é um disco melódico, pontuado por boas guitarras, boas letras com um quê de melancolia. Não é só MPB, é pop com fundo de ambiências. É contemplativo, há uma viola (erudita), acordeom e piano, uma roupagem ousada para arranjar. Fiquei surpresa ao ver que os arranjos são da própria Izza, na voz e piano. O disco também conta com Matheus Lucena na guitarra e voz e Gilmar Iria como diretor musical. Natural de Fortaleza (CE), Izza é o nome adotado por Raísa Campos, que radicou-se em Belo Horizonte (MG), onde atua como vocalista do Grupo Oxente Uai. “Cosmópolis” é sua estreia solo. Suas canções integraram trilhas de espetáculos como “O Menino que Sonhava Demais” (2012), “Cor Agem” (2014) e “Amor e Outras Palavras Mutáveis” (2016). Com o grupo Oxente Uai, lançou o CD “Feito Passarim”, que contou com a direção musical de Fernanda Gonzaga... VIA
Tags:  , , , , ,          

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Samba barbarismo - samba barbarismo (2017)...




O "samba", enquanto processo artístico e "cultural" produzido pelas classes populares brasileiras, marco da experiência urbana racializada outrora duramente reprimido e barbarizado em corpos negros, tornou-se, no processo da nação, símbolo maior da representatividade coletiva, cooptado pelo estado e pelo mercado. O samba-símbolo-do-Brasil percorreu ditaduras e pseudo-democracias para chegar aos dias atuais altamente coevo com o racismo estrutural e com as políticas privativa-estatais quase nada populares. Por outro lado, fervilha em produções multifacetadas e antropofágicas extraordinariamente criativas por todo o Brasil, incorporando formas mutantes, inclusive transnacionais, "ancorado nos usos 'selvagens' da tecnologia", como gosta de pensar o intelectual baiano Osmundo Pinho (de quem emprestamos o título do disco). Assim, percorrendo esta corda bamba, o "samba" habita tamanha contradição e talvez já não faça questão de representar nem nação nem a imagem cristalizada de si mesmo. Relatos fictícios e/ou pseudo-biográficos de um autor que persegue cotidianamente ruas, coletivos e singularidades históricas. Passinhos de revide, contragolpes. Grooves dançantes e frenéticos, resultados de alguma improvisação que rolou durante as gravações. Um cavaquinho valente enfrentando duas guitarras. Polifonias rítmicas. Interpretação apaixonada de quem vive o hoje. Frevo que comemora o erro. Marcha que não encerra a dúvida. "Hora Marcada" é uma regravação, cantada originalmente em Soledad por Bjanka Vijunas, e coube no enredo do disco. "Pedras palavras" também não é original, nasceu primeira com a NÃ e deve entrar no segundo álbum da banda. "Sete flechas" aponta para um devir revolucionário enquanto essência humana, o que cabe bem no corpo-e-alma de nossas duas participações, Marco Nalesso e Acauã. Samba barbarismo busca alguma ousadia, ou fôlego que seja. Reflete sobre (con)tradições. Reverencia quem nunca se rendeu. Reconhece os riscos. Feito através de relações não-monetarizadas, na política dos afetos. Ou em busca dela...
Tags:  , , , , , ,          

Carpanos - Everybody Thinks I'm Retarded EP (2017)



Tags:  , ,          

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Arubu Avua - Agouros para Radiotelescópio (2017)




"A elaboração onírica, a posição do inconsciente, o procedimento cafona. A eletricidade, ente da natureza, a elaboração elétrica do inconsciente. Neurose de destino. Orbitava um planeta já conhecido; era ainda aquele, mas totalmente outro".
Tags:  , , ,          

Electric Light Pulp - I'm Not Here EP (2017)...




O quarto EP do projeto Electric Light Pulp, idealizado por Tiago Felipin, teve o lançamento individual de cada faixa ao longo de 8 semanas, entre julho e setembro de 2017. Agora, “I’m Not Here” está completo e disponível gratuitamente para download e audição nos principais serviços de streamings! “I’m not here” é como sentir-se distanciando-se de si mesmo e desconectando-se de tudo ao seu redor, passando por lugares desconhecidos, pelo deserto, por lugares entre o céu e o inferno e pela morte. A sensação de viver como um fantasma, que ao mesmo tempo que está presente, é distante como uma sombra de si mesmo vindo de outra dimensão...
Tags:  , , , , , ,          

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Tartaruga Cúbica - undois (2017)...



Downloads: undois (2017).zip

Tartaruga cúbica é uma dupla de pop avant-garde pós-pós-modernista de experimentação eletro-orgânica baseada em psicodelia sinestésica, adjetivos com hífen e gatinhas na praia...
Tags:  , , , , ,          

eliminadorzinho - aniquiladorzinho (2017)




"Eliminadorzinho, banda paulista composta por Eliott Garcia, João Pedro Haddad e Tiago Schützer, retorna com seu segundo EP, "aniquiladorzinho", lançado pela Pessoa que Voa e Transtorninho Records. Se "nada mais restará." era sobre o fim de todas as coisas, "aniquiladorzinho" é o epílogo, um desfecho barulhento e carregado de capítulos imprevisíveis. Gravado quase todo ao vivo no Inhamestúdio por Rubens Adati, "aniquiladorzinho" reproduz as intensas performances do trio. Influenciados por Dinosaur Jr. e Ludovic, o EP marca uma mudança na sonoridade da banda, que se distancia do shoegaze do primeiro EP em direção a um emo cru e ruidoso."
Tags:  , , , , ,          

domingo, 1 de outubro de 2017

Lukas Endhardt - Babalaô EP (2016)



Download: Babalaô EP.zip

"Este EP dará uma ideia acerca de um dos mais atuais produtores por aí no momento, o alemão Lukas Endhardt. Seu pai é um percussionista de jazz latino. Assim, Lukas cresceu entre os mais diversos tipos de instrumentos - grandes e pequenos - de percussão. Desde sempre se sentiu conectado a ritmos vindouros de culturas diferentes à sua. De uma forma ou de outra, ele leva uma vida profunda sob a atmosfera de vários ritmos. Seu catálogo inclui trabalhos que amamos; a coisa mais óbvia que você vai ouvir é o foco em ritmos brasileiros. Ultimamente Lukas tem ganhado encanto pelas religiões baseadas em tradições Iorubás, especialmente o Candomblé brasileiro o que nos leva à criação desse EP, Babalaô. Na cultura Iorubá a palavra Babalaô (Babalawo) diz respeito ao sacerdote dedicado ao culto de Orunmila-Ifá, epifania de adivinhação, a preservação do segredo e transmissão do conhecimento. Sob essa luz, Lukas criou uma obra salpicada com melodias cativantes para fornecer-nos uma extrapolação cultural. Portanto, este não é um trabalho apenas sobre a síntese entre duas culturas musicais, mas também entre a relaxante música chill out e temas altamente energéticos. Tudo muito bem enfatizado por seu próprio filtro alucinógeno. Sua mãe, Burga Endhardt, pintou o quadro que integra a capa. Podemos notar algumas semelhanças entre EP e a pintura: amplamente calorosas, pitades orgânicas, algo do tipo kafkiano também pois inclui diferentes camadas, naturais condições e formas. Pensamos que é um jogo de imagem perfeita. Uma vez que é profunda, latente, tranquila porém fluida, as quatro faixas são voltadas para a pixta. No entanto, certos elementos revelam um vortéx escondido onde Lukas nos entrega um realismo contemplativo. Além das três faixas originais por Lukas, o EP conta também com uma perspectiva penetrante canalizada no remix de Arutani, entregue como um formidável adicional para o ouvinte. Em suma, o EP é um indicador útil para onde Lukas demanda estilisticamente e reflete uma correlação direta com o nosso lema: lento é o novo rápido e incrível também".
Tags:  , ,          

sábado, 30 de setembro de 2017

Hominis Canidae #88 - Setembro (2017)...




Ola amigos, segundo Paulo Marcondes nenhum de vocês lê essa merda aqui, então vou tentar ser bem mais sucinto. A nossa #Coleta88 chegou apenas com sons lançados neste ano golpista de 2017. São 17 faixas, sendo a última inédita no blog, como praticamente sempre fazemos. Entre os destaques, tem som da unanimidade do mês, o rapper baiano Baco Exu do Blues, o grind agressivo da banda cearense Facada, os paulistanos da Herod homenageando lindamente a Kraftwerk, Domênico Lancellotti e sua sonoridade classuda, entre outros belos sons (Sacai o Setlist). A faixa inédita que fecha a mixtape é o novo single do projeto piauiense Tupi Machine. O projeto é fruto do encontro do músico Hugo dos Santos com o DJ PTK. A sonoridade é uma mistura dos beats com ritmos regionais que cada vez mais veem a tona através de pesquisas sonoras dos dois produtores. O novo single "Samba Devagar" é o segundo som lançado pelo projeto, que promete mais alguns sons ainda esse ano. Saca a mistura sonora ai...


A arte colorida e estourada desta mix, é fruto do nosso subconsciente de comerciais da MTV nos anos 90. cds/ chats da AOL e provavelmente alguma coisa de vaporwave. A questão é que o artista desse mês se enrolou com os prazos e estamos cada vez mais autossuficientes e não simétricos em nossas atividades. A única coisa que não fizemos na arte foi a fita k7, que googleamos imagens e metemos um efeito pra deixar mais tosco. Ficou estranho, mas foi de coração, blz?! A questão é que já são quase 90 mixs com artes e artistas diferentes fazendo, vez por outra algum perde o prazo, mas seguimos.

Agora o de sempre, por que uma hora vocês decoram: esta mixtape não deve ser vendida, apenas disseminada o máximo possível na internet. Nosso intuito é fazer um resumo do mês pra quem acompanha o blog e pode ter deixado algum som passar. Assim como disseminar ainda mais a música brasileira e animar suas idas e vindas de busão lotado, seja pro trampo ou pra mais uma greve geral neste Brasil de retrocesso. Nos acreditamos que com música tudo fica um pouco mais intenso!

Continue ouvindo música, comprando disco e indo aos shows!
Tags:  , , , , , , , , , , , , ,          

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Os Ritos - Holofonica (2016)



Download: Holofonica.zip

"Registrado ao longo do ano de 2016 no Formigaz Garden, na cidade de São Paulo, Os Ritos é um cerimonial de signos e ambientações imaginárias que busca refletir o mistério do laço entre o humano e o divino na rememoração perene do ritual, seja para lembrar a bondade dos deuses ou exorcizar sua cólera".
Tags:  , , ,          

Oceania - Beneath the Surface (2017)...




Beneath the Surface, disco de estreia do trio mineiro Oceania, é o novo capítulo em uma história marcada por vários recomeços e que teve início há 20 anos, quando Gustavo Drummond (vocalista e guitarrista) criou o Diesel. Grupo lendário do rock alternativo brasileiro, o Diesel vendeu mais de 20 mil discos de forma totalmente independente e em 2001 tocou para cerca de 250 mil pessoas no Rock in Rio na mesma noite que Silverchair, Red Hot Chilli Peppers e Deftones. Na sequência do festival, os músicos da banda se mudaram para Los Angeles (onde viveram durante meses dentro de uma van), alteraram o nome da banda para Udora (por problemas com a grife Diesel) e foram contratados por uma grande gravadora americana. Fizeram 45 shows como banda de abertura de Jerry Cantrell, do Alice in Chains, gravaram um disco com Matt Wallace (que trabalhou com bandas como Faith No More e Nirvana) mas que acabou engavetado e nunca foi lançado devido ao encerramento do selo quando as gravadoras BMG e Sony Music se fundiram, em 2003. A banda seguiu em frente, gravou o disco Liberty Square com Thom Russo (que trabalhou com o Audioslave e Johnny Cash, entre outros) nos Estados Unidos e voltou ao Brasil em 2006, onde encerraram as atividades em 2012. Em 2016, Gustavo se juntou a Daniel Debarry (guitarrista da banda de metal alternativo Carahter, mas que já tocava baixo na última formação do Udora) para formar o Oceania, com novas composições aliadas ao repertório de suas bandas anteriores. À dupla se juntou o jovem baterista Túlio Braga, com quem gravaram quatro músicas no fim de 2016. O primeiro lançamento da banda foi o EP homônimo que saiu em janeiro de 2017 através do selo Quente, divisão da produtora de mesmo nome (que faz, entre outros eventos, a edição mineira do festival Coquetel Molotov). Agora, lançam Beneath the surface, seu primeiro álbum, novamente com o punch enérgico e melódico que marcaram as sonoridades do Diesel e do Udora. Um resgate do grunge e do rock alternativo dos anos 90 que mostra semelhanças com as sonoridades de bandas como Biffy Clyro, Alice in Chains, Royal Blood e Baroness...
Tags:  , , , ,          

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Deguella - Headshot (2014)...





Raramente pude ver letras tão agressivas como a destes piauienses do Deguella. Cantando em português, o grupo mostra neste seu debut temas que mais parecem uma bronca e até deixam uma impressão de que seus integrantes são mal humorados. A sonoridade abrange desde o Thrash Metal dos anos 90, passando pelo Industrial e Hardcore nova-iorquino, até o New Metal. Ou seja, guitarras ultra-pesadas na afinação baixa e cozinha que investe em um ‘groove’ agressivo e sem piedade... VIA
Tags:  , , , ,          

Deaf Kids - Configuração do Lamento (2016)



Tags:  , , , ,          

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

SEIGAN - Ao Vivo no Farolete Sessions (2017)...





Seigan é um projeto dedicado a explorar a sonoridade que se cria com uma guitarra, um baixo e um kit simples de bateria, permeados por vozes. Canções que transitam pelas melodias noventistas com pitadas dissonantes é uma das milhares de descrições daquilo que só pode ser experimentado de sua própria perspectiva e nunca fielmente descrito com palavras...
Tags:  , , , , ,          

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Sila-Crvs A.O.A - α​.​Ω​.​α (2017)...




Sila-Crvs A.O.A é um projeto de divulgação literária que alia música experimental a performance, vídeo e leitura de textos. Criado por Issac Omar e Alvaro Ximenes em Janeiro de 2017, o projeto é um dos quatro selecionados para o Laboratório de Música do Porto Iracema das Artes no ano de 2017. No Porto Iracema, em parceria com o produtor Gabriel Farias, o projeto pretende fundir o que há de mais arcaico na poesia cearense com música de teor futurista, para isso utilizam sons do teremin (instrumento criado em 1928 pelo russo Léon Theremin) com ritmos eletrônicos. A moçada vai fazer o primeiro show do Festival Barulhinho, dia 30 no Dragão do Mar...
Tags:  , , , , ,          

Mad Monkees - Mad Monkees (2017)



Download: Mad Monkees.zip

"Quarteto de Rock, formado em março de 2015 por Felipe Cazaux (guitarra / voz), Hamilton de Castro (baixo), Capoo Polacco (guitarra) e PH Barcellos (bateria)".
Tags:  , ,          

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Domenico Lancellotti - Serra dos Órgãos (2017)




"Em Serra dos Órgãos (2017, LAB 344), Domenico Lancellotti parece seguir o caminho oposto ao universo musical desbravado no antecessor Cine Privê (2011). Livre da aceleração, delírios eróticos e força do trabalho entregue há seis anos, o cantor, compositor e baterista fluminense encontra no presente álbum uma espécie de refúgio instrumental e criativo. Melodias e vozes marcadas pela parcial serenidade, contínuo experimento e busca declarada por novas possibilidades", continue lendo.
Tags:  , ,          

domingo, 24 de setembro de 2017

Nobat - Cidade EP (2017)...




O cantor e compositor Nobat, considerado a revelação da música mineira pela revista Rolling Stone Brasil, confirma o lançamento de seu terceiro disco a partir do dia 15 de setembro. O artista aguça a curiosidade do público e dos fãs já que o álbum intitulado “Estação Cidade Baixa” será lançado em três EPs, cada um com três músicas: Estação, que versa sobre idas e vindas, morte e nascimento, encontros e despedidas; Cidade, que discute a Belo Horizonte contemporânea e as camadas sócio-políticas de seu imaginário atual; e Baixa, um EP mais denso, que tem temas como a complexidade das relações afetivas e o deslocamento dos seres nas paisagens urbanas. O primeiro a ser conferido pelo público é o Cidade - com as canções praia_da_estação, mar_ria, malleta - que será lançado no dia 21 de setembro. O álbum é um lançamento do selo Un Music, responsável por trabalhos importantes de artistas consagrados da música popular brasileira como Lô Borges, João Bosco, Beto Guedes, além de nomes contemporâneos como Transmissor, Zimun, Dead Lovers, dentre outros. O disco tem a produção assinada por Leonardo Marques, músico e produtor musical responsável por discos marcantes da nova safra brasileira: Maglore, M O O N S, Young Lights, Minimalista, Apeles - projeto solo de Eduardo Praça (Ludovic/Quarto Negro) -, e vários outros. Os EPs foram gravados entre os meses de maio e julho deste ano nos estúdios Ultra Music e na Ilha do Corvo....
Tags:  , , , ,          

sábado, 23 de setembro de 2017

Do Amor - Fodido Demais (2017)




"Quatro anos após o lançamento de Piracema – 21º colocado na nossa lista com Os 50 Melhores Discos Nacionais de 2013 –, os integrantes do grupo carioca Do Amor estão de volta com um novo álbum de inéditas. Intitulado Fodido Demais (2017), o registro que conta com distribuição pelo selo Balaclava Records flutua entre as melodias experimentais do último disco de inéditas e o som tropical que marca o primeiro álbum de estúdio da banda, lançado em 2010", continue lendo.
Tags:  , , ,          

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Calvet - REDPHANT EP (2017)...





A CALVET é uma banda de indie rock/ rock alternativo formada em 2012 por dois compositores de Brasília, Digão e Neto, que se conheciam por terem sido membros de bandas autorais da cena underground/hardcore da cidade, assim como seu baixista, Raliba. Marcio e Bruno fecham a formação, respectivamente na bateria e no trombone. Composto por quatro músicas que trazem o liquidificador de referências dos integrantes. Essa é a definição de "#REDPHANT", novo EP da banca Calvet... VIA
Tags:  , , , ,          

Depois da Tempestade - Multiverso (2017)



Download: Multiverso.zip

"Sonoridade que mistura elementos do rock alternativo e o post hardcore, incluindo pitadas de rap, raspas de post rock e uma pontinha de experimentalismo. Essa é a receita de sucesso da banda Depois da Tempestade. Após lançar três EPs, os músicos preparam uma nova etapa na trajetória musical com a divulgação do primeiro álbum. Composta atualmente por Victor Birkett (voz), Rafael Gonçalves (guitarra), Dennys Andrade (guitarra), Diego Andrade (baixo), Maru Mowhawk (teclado) e Bruno Andrade (bateria), a banda de Santos (SP) está em turnê do disco de estreia, Multiverso. O álbum contém onze faixas e foi produzido por André Freitas, no Electro Sound Studio. Freitas é o responsável pelo último disco da conterrânea Charlie Brown Jr., intitulado “La Família 013”. Grupo do litoral paulista, a Depois da Tempestade estreou na cena com o EP “O Sol Nascerá” (2012). Os singles “Lutar e Vencer” e “Me Liberto” exibiam um som pesado que ganhou boa recepção do público na época. Segundo registro, “Eleva” (2013) apresentou mudanças na formação do grupo, enriquecendo ainda mais as melodias das canções com o experimental e o post rock. Já o último trabalho, “Multáv3l” (2015), garantiu um grande passo na carreira do conjunto, com a notoriedade nas redes sociais, downloads das músicas em alta e o destaque em listas de sites especializados. Além disso, a banda já teve os videoclipes das canções “Eterno Tropeço” e “Doismilesete” exibidos na programação do canal por assinatura PlayTV. Na TV aberta, foi atração no Jornal da Tribuna (Globo/Santos e região) e também nos programas Esporte por Esporte, Tudo de Bom (Santa Cecília TV) e Balanço Geral Litoral (TV Record). A popularidade assegurou turnês que rodaram por todo o estado de São Paulo, além de Rio de Janeiro e Minas Gerais. A banda também apresentou o trabalho em tour especial pelo Nordeste, tocando em dois concertos de boa repercussão popular e midiática em Fortaleza (CE). Em 2016, Depois da Tempestade foi umas das 30 bandas selecionadas para participar do Get My Idol - Expo Music, onde ficou no Top 5 de todo o festival. O som da Depois da Tempestade vem crescendo no cenário independente brasileiro e proporciona um tempero recheado de gêneros: a mistura do alternativo, hardcore, rap e o experimental".
Tags:  , ,          

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Cora - Não Vai Ter Cora (2017)




"Acordar num domingo frio e ensolarado, beber uma xícara de café, acender um cigarro. Os pensamentos flutuam entre voltar pra cama onde sua pequena ainda dorme e a realidade que te chama lá fora – encarar o trânsito, o plantão e os perrengues de mais um dia de trabalho. Não dá pra se aninhar de novo, então só resta sacudir o corpo e seguir em frente. Como companhia, a música, sempre", continue lendo.
Tags:  , , , ,          

sukya || porno - quando a urbe vira mangue e nosso sangue, lama (2017)...




Cercados pelo quase vivo concreto cinzento, sukya || porno surgiu como uma necessidade, uma obrigação de se expressar em meio à constante penumbra apática que assola a cidade. Fundado em 2016, por integrantes de Goiás, Pernambuco e São Paulo, a banda ousa com suas influências regionais mescladas a elementos progressivos sem se prender a convenções, mostrando um som autêntico, urbano e acima de tudo sincero. O primeiro EP da banda, "Quando a Urbe Vira Mangue e Nosso Sangue, Lama", lançado em 2017, foi gravado de forma independente em 2016, e representa um saudoso diálogo entre os turbilhões internos e metropolitanos...
Tags:  , , , , ,